13 fevereiro 2012

6 Dicas para evitar um mau Advogado - Por: Rui Pedro


Um advogado difícil de trabalhar ou que oferece o mínimo de consideração pelos clientes em termos de conselhos legais, não é um bom advogado. Para evitar que isso aconteça consigo, compilamos uma lista com 7 dicas para evitar advogados que não prestam para si. 1. Não escolha um advogado geral, você precisa de um especialista - Usar o mesmo advogado que usaste anteriormente - noutro processo, não é uma boa escolha e pode fazer com que você perca o seu processo ou ação em tribunal. Procure por um advogado especialista que esteja dentro do assunto. Só assim você irá ganhar a causa, sem contar que também vai poupar mais dinheiro e tempo.

2. Invista algum tempo a encontrar um bom advogado - Simplesmente coloque da seguinte maneira, não escolha um advogado por ser o primeiro que aparece na lista ou por ficar mesmo ao lado do seu local de trabalho ou residência. Você precisa de falar com vários especialistas e pedir por conselhos. Só assim poderá saber qual o advogado que lhe oferece maior confiança e que está mais dentro do assunto. 3. Pergunte antes ao advogado quais são os seus honorários - Antes de escolher um advogado é importante saber qual vai ser o seu custo, assim como o tempo que o advogado irá despender na sua causa. Pesquisa na internet e faça telefonemas para vários escritórios de advogados para ficar a par da situação. Também pergunte por outras coisas relevantes, como por exemplo, se tem que pagar agora uma parte dos honorários, qual o método de pagamento aceite, o tempo que o advogado pensa que vai demorar o processo e qual a dificuldade do processo.

4. Não escolha um advogado caso você não esteja completamente confortável com os honorários ou com o interesse da parte do advogado de defender-lhe nesta causa - Tenha a certeza que o advogado vale a pena cada euro que você vai gastar - concorde apenas com os honorários que você é capaz de pagar. 5. Entenda o que o Advogado está a fazer por si - A última coisa que você é ter problemas mais tarde, porque o seu advogado não foi capaz de incluir um documento importante ou então negociou mal. Dito isto, é importante estar de "olho" no que o advogado faz por si. 6. Insista num bom sistema de comunicação - Insista em avanço com que frequência deve entrar em contacto consigo e comunicar-lhe tudo o que se passa com o processo. Se você tem que esperar vários dias ou semanas, até que o seu advogado diga qualquer coisa, então não fique com grandes expetativas, ou você tem um advogado demasiado ocupado para o seu negócio.

Por: Rui Pedro. Jovem português que gosta de escrever sobre vários assuntos. Se está à procura de informação sobre advogados, visite o Site Advogados.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.