12 janeiro 2012

Policiais civis decidem pelo fim da greve


Em assembleia realizada na noite desta quarta-feira (11), policiais civis decidiram terminar a greve iniciada no último dia 3. A categoria aceitou proposta do Governo que, entre outros pontos, se comprometeu a conceder reajuste salarial. O menor salário do escrivão e do inspetor passará de R$ 2.125 para R$ 2.640.

O Governo também acordou não punir administrativamente os policiais que participaram do movimento e devolver o salário de 199 civis que tiveram a remuneração cortada em dezembro, desde que eles reponham os dias em que ficaram parados. Outros pontos reivindicados serão discutidos em uma comissão a ser formada.

A proposta foi apresentada à categoria após reunião, no Palácio da Abolição, entre representantes do Governo e do Sindicato dos Policiais Civis de Carreira no Ceará (Sinpoci). A negociação durou mais de seis horas. O encontro foi intermediado pelo Ministério Público, pela Ordem dos Advogados do Brasil, seção Ceará (OAB-CE) e pela Confederação Brasileira de Trabalhadores da Polícia Civil (Cobrapol).

Greve

Os policiais civis entraram em greve no último dia 3, embalados pela paralisação dos policiais militares. Os grevistas da Civil ficaram acampados em frente à sede da Delegacia Geral, no Centro. Com a paralisação, as delegacias de Fortaleza receberam reforço de 23 escrivães federais, enviados pelo Ministério da Justiça. Tropas do Exército ficaram responsáveis pela segurança das delegacias.

Esta foi a terceira paralisação dos policiais civis de julho de 2011 para cá. A categoria parou as atividades, pela primeira vez, no dia 2 de julho. O movimento foi suspenso pela Justiça três dias depois. Uma nova paralisação foi efetuada no dia 14 de outubro, no entanto, o movimento foi novamente considerado ilegal.

Fonte: O Povo Online
Foto ilustrativa "A Tarde"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.