25 janeiro 2012

Governo do Estado gasta 2 milhões e meio com Canal do Crato, sem resolver o problema


"Tragédia completa 1 ano, quase nada foi feito, e o povo se revolta"

NE - 2 milhões e 500 mil reais já foram gastos pelo Governo do Estado do Ceará numa reforma duvidosa do Canal do Rio Grangeiro, e que não resolveu o problema.

Ao completar hum ano da tragédia ocorrida no dia 28 de Janeiro de 2011, moradores das proximidades começam a entrar em pânico, ante a possibilidade de grandes chuvas do período, anunciadas pela mídia, e já organizam uma passeata para o dia 27 às 08:00, em protesto contra o descaso.

Como se sabe, o Governo do Estado do Ceará recebeu 4 milhões de reais que foram conseguidos pelo prefeito do Crato Samuel Araripe em março de 2011 junto ao Governo Federal, com a finalidade de consertar os estragos provocados pela enxurrada. Hum ano depois, a obra não só não foi concluída, como as partes reformadas recebem inúmeras críticas de especialistas em construção civil, que temem por outra tragédia ainda pior.

Da verba inicial de 4 milhões, 2.5 já foram gastos pela construtora Coral. Para os 1.5 milhões restantes, foi realizado recentemente um processo licitatório, do qual nenhuma empresa se interessou. Sobre a razão disto, fala o vereador cratense George Macário:

SEGUNDA LICITAÇÃO
DAS OBRAS DO CANAL DO CRATO

"NEM A CORAL E NEM AS OUTRAS MOSTRARAM INTERESSE NA CONCLUSÃO DA OBRA!"

Há pouco mais de um mês, ocorreu a segunda Licitação para a conclusão das obras do Canal do Rio Granjeiro, que teve 80% de sua estrutura avariada, por conta da tromba d'agua caída em Janeiro de 2011.

Dos 4 milhões conseguidos pelo Prefeito Samuel Araripe e o Deputado Arnon Bezerra, junto ao Ministério da Integração Nacional, do Ministro Fernando Bezerra (PSB),R$ 2,5(DOIS MILHÔES E MEIO) foram utilizados pela Construtora CORAL, na primeira etapa. As gaiolas de pedras e outras "arapucas" estão prontas para peitarem a força da natureza, caso seja necessário. Será?

É bom que fique bem claro que o Governo do Estado do Ceará é o responsável pela obra, uma vez que, avocou para si toda a sua execução. A Prefeitura do Crato conseguiu a verba e nenhum outro valor foi somado ao montante de 4 milhões. Por que? Pergunte aos Deputados que se julgam representantes do Crato! Faça esta pergunta, principalmente, aos Deputados Estaduais, aliados do Governador Cid Gomes, como é o caso do Deputado Roque, entre outros que "Biliscaram" algumas centenas de votos das urnas cratenses.

O fato é que a Segunda Licitação ocorreu para que fosse usado o restante do dinheiro, o R$ 1,5 (UM MILHÃO E MEIO DE REAIS). Pouca gente ficou sabendo que, NÃO HOUVE CONSTRUTORA INTERESSADA NA OBRA, nem mesmo a ganhadora da primeira etapa, que foi a Construtora CORAL, complicando, ainda mais, a situação dos cratenses que enfrentam este problema gravíssimo e que poderá ter sérias consequencias. Estamos nas mãos de São Pedro!

Alguns querem responsabilizar o Prefeito pela inexecução da obra, por pura desinformação. Outros, querem fazer politicagem! Aliás, este é o mal cronico da Política do Crato: Poucos Políticos e muitos politiqueiros. O Canal do Crato é de responsabilidade do Governo do Estado do Ceará, por força da Portaria n. 109. O repasse foi do Ministério da Integração Nacional que, no mesmo embalo, tornou sem efeito a Portaria n. 107, que autorizava o crédito para a Prefeitura Municipal do Crato. Resumindo, o Governo do Estado tomou a verba conseguida pela Prefeitura. Esta é a verdade!

AS PERGUNTAS A SEREM FEITAS SÃO ESTAS:

01 - Por que o Governo do Estado não licitou a verba total(R$ 4.000.000,00) conseguida pelo Prefeito Samuel Araripe e o Deputado Arnon Bezerra?

02 - Por que o Governo do Estado "TOMOU" a verba que era de responsabilidade e mérito da Prefeitura do Crato?

03 - Por que o Governo do Estado não aportou mais verba para ser somada aos 4 milhões conseguidos pela Prefeitura?

04 - Por que os Deputados Estaduais da base de apoio ao Governo do Estado, que se julgam um dos nossos, ficaram calados feito um túmulo, diante da inércia e da urgência da obra do Canal do Crato?

05 - Para piorar a situação, nenhuma empresa concorreu à Licitação da segunda parte da obra do Canal do Rio Granjeiro por um motivo muito simples: O PERÍODO DAS CHUVAS chegou! Era tudo que nós não queríamos. Tá sem jeito! Agora, só nos resta rezar! E muito!

SÃO PEDRO NOS AJUDE,
NÃO MANDE CHUVA BOA,
CHUVISQUINHO OU CHUVISQUEIRO,
MANDE SOMENTE GARÔA!
(Geraldo Azevedo)

George Macário - Editor do site "O Democrato"
www.blogdocrato.com
Foto ilustrativa: George Macário.


4 comentários:

  1. Até hoje não entendi como se deu esta licitação. Trabalho com licitação, na escola, e toda obra antes de ser licitada, deverá ter um projeto piloto com todo o orçamento,baseado em uma tabela oficial de reformas e construções.Partindo daí, lança-se um edital de licitação,com o anexo do projeto inicial.Se a coral foi a vencedora da 1ª licitação, entende-se que recebeu o pagamento após laudo técnico do Governo,dizendo que a obra licitada foi concluida e que estava dentro dos padrões. Se foi realizada uma segunda licitação e foi deserta(não apareceu concorrentes) significa dizer que o valor do restante para a obra está abaixo do mercado, e que nenhuma empresa ariscaria fazê-lo.Acredito que o valor da verba total foi calculado com base em um projeto elaborado,não sei se pela prefeitura ou estado.Se este recurso foi empenhado porque não foi licitado na sua totalidade?Por que foi dividido em duas etapas ?E agora, nós moradores é que vamos ficar no prejuízo???? Onde estão nossos representantes políticos que não tomam uma atitude, ao invés de ficaram buscando culpados ???E o ministério público, e outros õrgãos fiscalizadores das obras públicas, o que dizem ????Como diz o ditado" só no Crato mesmo" inicia-se obras e não termina.Ou quando conclui não atende aos anseios da comunidade.Pois até a Igreja do Horto( que virou piada) teve a sua fase de conclusão.Aqui fica os elefantes brancos...cadeia por concluir, centro de convenções...ginásio poliesportivo que nem saiu do papel,etc,etc....

    ResponderExcluir
  2. Pois é...

    O George Macário me disse por telefone que somente Submarino é que trabalha debaixo D´água e que nenhuma empresa quis, porque nessa época chove muito.

    Agora, porque não licitaram os 4 milhões todos de uma só vez continua sendo mesmo uma grande pergunta, Maria Otília.

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  3. É lamentável, como os resultados dessas obras mal planejadas, sem licitações ou fiscalização adequada, traz grandes consequencias e prejuizos para a população. Um belo "presente de grego", esse! As pessoas tem mesmo que rezar... para chuva minguar e esse micro canal, não inundar... Levando com ele, vidas. É vivenciado, em todas épocas de chuvas, os mesmos problemas.A população fica a mercer desses profissionais amadores e desses "Políticos ou Politiqueiros", sem nenhum escrúpulo, que visam apenas os interesses do seu próprio "umbigo".

    Anseios, por uma população mais atuante.

    Cristiany Lacerda

    ResponderExcluir
  4. Olá, Cristiany,

    Seja bem-vinda ao Blog do Crato. Esta é a sua primera participação e já começou bem, vendo a triste realidade em que se encontra o Canal do Rio Grangeiro, há hum ano, contado no relógio e as famílias em perigo, caso venham chuvas grandes.

    A população precisa se unir e reivindicar, dentro da educação e da órdem que caracteriza o povo civilizado.

    Abraço,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.