19 novembro 2011

UM MOVIMENTO ANTI-SEPARATISTA - Por: Pedro Esmeraldo

"Todo cratense, quer seja filho nativo ou adotivo tem como obrigação moral de defender o seu torrão natal.

Estamos tristes e perplexos devido a pouca atenção de alguns políticos locais não terem a idéia de defender Crato e ao mesmo tempo abandona este município e deixa entregue aos usurpadores realizando movimentos separatistas e alguns desses políticos abafam essa história de movimento negativo contra o bem-estar da cidade. E isso é uma aberração, é uma ofensa moral ao município, já que vem sofrendo por muito tempo as agruras de uma época totalmente espinhosa para nós, sempre dilacerante, visto que tem como objetivo alinhavar as causas políticas para depois dilacerarem este torrão, partindo para o movimento separatista sem que tenha nenhum respaldo para este município.

Observem-se a obediência total de seus moradores, pois cremos que esses homens políticos submissos não possuem conhecimento da causa da destruição desordenada desse município do Crato e mal trabalham em prol de movimentos que nos satisfaçam.

Todos têm por obrigação defender a terrinha com dignidade e amor.

Notem que aparece um bando de aventureiros querendo dilapidar esta cidade com garras e conversas desarmoniosas, dizendo que é bom para os dois lados. Por isso todos devem trabalhar juntos, pois para conseguir a independência do município é preciso ter condições favoráveis e eficiência na produção. Para fazer crescer é preciso que haja união entre todos, trabalhando com afinco, amealhando riquezas com criação de empregos e rendas.

Olhem, devemos trabalhar juntos pregando a união, favorecendo o seu município com riquezas e tratamento igualitário para todos.

Somos um povo pacato, ordeiro e firme. O progresso virá, se assim vencermos uma corrente de trabalho unido com confiança e amor à terra, sairemos contemplados e alcançaremos o apogeu navegando em barcos modernos, nas águas profundas das dificuldades inerentes ao tempo da passividade deste município.

Notamos porém que dois distritos de Fortaleza nunca se distanciaram dessa cidade pois nunca falaram em separação e hoje estão unidos ao bel prazer da grande Fortaleza.

Aqui, portanto, um distrito que se diz merecedor, ainda anda engatinhando, malhando em ferro frio, querendo ser grande sem poder. Agora relembramos o provérbio popular: “quem quer ser grande sem poder fica pobre sem querer”. Esse dito distrito anda às turras, pregando benevolência agitando as massas divergentes, mas o que ocorre é que esses distritos nanicos deveriam baixar a cabeça, agradecer a Deus estarem ligados ao município eficiente e ajustado.

Já chega de tantas intempéries, de tanta perseguição e de tanto mal ao Crato.

Ultimamente, vimos um chefe do Poder Executivo do Estado e um Secretário tirarem tudo do Crato, vagarosamente, pensando eles que o povo não observa esses exatos e dilacerantes que desejam tornar o Crato em uma cidade dormitório levando tudo para outro município de menor importância história que o Crato. E ele então nos nega tudo, quando por milagre faz alguma coisa de uma maneira morosa que leva anos."

Crato-CE, 19/11/2011.
Autor: Pedro Esmeraldo


Um comentário:

  1. Eita, a postagem do pedrinho já tem 10 pontos positivos. Espero que ele com isso pare de atacar o Blog do Crato lá no cantinho do Pimenta...rs rs tô sabendo, viu ???

    Abraços,

    DM

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.