08 novembro 2011

PMs são investigados sob acusação de invadir favela e balear morador

Dois soldados da Polícia Militar acusados de invadir uma favela e balear um morador em Fortaleza estão sendo investigados pela Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública do Ceará. Ambos serão submetidos a um processo administrativo, conduzido por um oficial, e podem ser excluídos da Polícia Militar.

Os policiais Saulo Assis Fernandes de Sousa, do Grupo Raio, e Jardel Maia Alves, do Ronda do Quarteirão, são acusados de entrar na favela Baixa Pau, na Praia de Iracema, e balear o morador Ednilson Vasconcelos Vieira, vulgo "Kung Fu". Saulo e Jardel estariam portando pistolas calibre 380, de uso particular, e estavam à paisana.

Ambos alegam que sofreram uma tentativa de assalto e tentaram perseguir os assaltantes, acontecendo então uma troca de tiros. Já os moradores acusam os soldados de ter ido até a favela para comprar drogas e, sem conseguir, passaram a atirar a esmo.

O Diário do Nordeste Online teve acesso à documentação e, segundo as informações preliminares, os PMs entraram na favela Baixa Pau às 3h20min, à paisana. O processo deve apurar se ambos estão em "incapacidade moral de permanecer nos quadros da Polícia Militar".

Fonte: Portal Verdes Mares

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.