24 novembro 2011

Duas reflexões – por dom Henrique Soares da Costa


O
Ditador da Venezuela, Hugo Chávez, está com câncer e seu estado é grave. Não lhe resta muito de vida. Ele tinha um projeto de poder eterno na Venezuela: tanto mal fez ao seu país, destruindo as instituições nacionais, aparelhando o Estado, criando uma máquina ditatorial e despótica de corrupção e demagogia, perseguindo e escarnecendo da Igreja, arrogando-se até em deus... Chávez é conhecido pela empáfia, a fanfarronice, a petulância... Segundo fontes seguras, corre o risco de sequer estar vivo em outubro do ano próximo para concorrer nas eleições...

José Luís Zapatero, o socialista primeiro-ministro da Espanha, que fez mais que ninguém nos últimos anos no seu país para erradicar os traços de cristianismo da sociedade espanhola, perdeu miseravelmente as eleições no último domingo. Seu infame projeto virará vento; seu poder fugiu-lhe das mãos; a Igreja continuará, mesmo após a sua morte...

Não quero dizer que estes personagens infelizes estão sendo castigados. Não! Longe de mim pensar isto, pois gente muito boa, grandes amigos de Cristo também sofrem, perdem eleições e adoecem gravemente. O que desejo salientar é bem outra coisa: estes personagens demonstraram desprezo por Deus, embriagados de si próprios e se julgaram acima do próprio Deus, como senhores do bem e do mal.

(*) Dom Henrique Soares da Costa, Bispo Auxiliar de Aracaju (SE).

Um comentário:

  1. Não entendi aí a colocação do Bispo. Se ele diz que "longe de mim" pensar que isso é algum castigo, porque então começa falando exatamente na doença ?

    Desculpem-me a franqueza, mas que texto estranho! Não entendi aonde o autor quis chegar mencionando o câncer dos outros, as eleições e os castigos de Deus.

    Bom mesmo seria assumir que isso é castigo de Deus mesmo e pronto. Ou então, nem teria sentido começar a escrever estes parágrafos.

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.