24 outubro 2011

TCU apura superfaturamento de R$ 33 milhões no Ministério do Esporte


Os pregões eletrônicos no Ministério do Esporte viraram um mistério para o Tribunal de Contas da União. A pasta pagou pelo menos R$ 33 milhões a mais em duas licitações recentes, com sobrepreço de R$ 13 milhões para uma empresa americana e R$ 20 milhões para outra, brasileira.

O TCU já abriu cinco processos de investigação contra o ministério somente este ano. Um deles corre em segredo de Justiça. A pasta pagará R$ 80,8 milhões para a Capricórnio Têxtil fabricar camisas e bermudas, R$ 20 milhões a mais que os concorrentes. Vencedora de outro pregão, a Johnson-Controls/Dex instalará câmeras de vigilância nos estádios de 2014 por R$ 58 milhões. Por critérios “técnicos”, o ministério escolheu a americana Johnson. Uma empresa concorrente brasileira cobrava R$ 13 milhões a menos

A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal lança na quarta (26) a campanha “Brasil: País rico é País sem corrupção”.

(Transcrito da coluna Cláudio Humberto, 24-10-2011)
(Postado por Armando Lopes Rafael)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.