08 outubro 2011

DESTAQUE - Projeto que torna obrigatório o ensino de história do Crato nas escolas é aprovado por unanimidade na Câmara


Os vereadores do Crato aprovaram por unanimidade projeto de lei de autoria do vereador, George Macário de Brito (PSDB) que torna obrigatória, nas escolas públicas e particulares do município, a introdução da história do Crato, passando a integrar o programa da matéria de história para os alunos que cursam o ensino fundamental II, correspondente da 6ª a 9ª série. Também institui a obrigatoriedade do hasteamento das bandeiras do Município, do Estado e da República Federativa do Brasil, com execução de seus respectivos hinos, a cada 1º dia útil do mês, durante o período letivo.

A execução dos hinos deverá ocorrer de forma cantada e as escolas são obrigadas a fornecer aos alunos as letras por escrito. Fica facultada as instituições educacionais, a adequação para aplicação do conteúdo, conforme sua programação pedagógica. De acordo com o projeto, a responsabilidade pela elaboração e a editoração do material didático a ser adotado, conforme a demanda de alunos, é das Secretarias de Educação e de Cultura, Esporte e Juventude.

O projeto autoriza os entes públicos referidos a formarem parcerias com as universidades e instituições culturais para elaboração do livro didático de história do Crato e correlações com a história do Cariri, do Ceará e do Brasil. Para entrar em vigor, a lei precisa ainda da sanção do prefeito. O vereador autor da proposta, George Macário, disse que o Crato, ao longo dos seus 247 anos de emancipação política, possui uma rica e bela história que, injustificadamente, é desconhecida por grande maioria dos cratenses e espera que a nova lei seja o instrumento que buscará a reparação deste equivoco.

Sobre o hasteamento obrigatório das bandeiras, o vereador disse este acontecimento só ocorre de quatro em quatro anos, por ocasião da copa do mundo de futebol, o que é lastimável, disse George Macário, acreditando que a sua proposta, além de cultivar a auto-estima, reavivará o sentimento cívico.

A Secretária de Cultura, Esporte e Juventude do Crato, Danielle Esmeraldo, acha interessante o projeto de lei do vereador. Conforme disse, a partir do trabalho de compilação de livros, vídeos e pesquisa se proporcionará uma oportunidade numa construção coletiva, envolvendo todos aqueles defensores da cultura no processo de cumprimento da referida lei e que a sua secretaria está disposta a ajudar.

Já o secretário municipal de Educação, José Valentim Dantas, disse que na medida em que os educadores passarem a se inteirar da história do Crato, os gestores incluirão os curriculum nas escolas. De acordo com o secretário, sua pasta está preparada para cumprir a lei e dará toda condição as escolas se adequarem para ao cumprimento da nova lei.

Fonte: PMC


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.