08 outubro 2011

Fim da Greve dos Professores - Após paralisação de 63 dias, professores retomam as atividades



NE - Alguns professores se sentem traídos pelo sindicato APEOC

Após o período de 63 dias em greve, os professores da rede estadual de ensino decidiram, em assembleia nesta sexta-feira [07], pela retomada das atividades. A reunião aconteceu no ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza.

Apesar de votação ainda dividida, após duas horas o comando do Sindicato Apeoc confirmou que a maioria decidiu pela suspensão do movimento grevista e o posterior retorno às salas de aula. O fato gerou protestos de alguns docentes, que afirmaram ser injusta a decisão.

ENCONTRO COM GOVERNO - Apoós a oficialização do final da paralisação, os professores devem ser reunir com o Governo do Estado na próxima segunda-feira [10]. O fim da greve aconteceu um dia após representantes do sindicato Apeoc se reunirem com o chefe de gabinete do governador, Ivo Gomes, e com a secretária da Educação, Izolda Cela.

De acordo com a agenda divulgada pela Apeoc, ainda na segunda [10], o sindicato encaminhará nota oficial de esclarecimento à sociedade explicando os motivos que levaram ao fim da paralisação. No calendário, ainda está marcado um seminário sobre encaminhará nota oficial de esclarecimento à sociedade [14/10], atividade do Dia do professor [15/10], reunião do comando de greve para avaliação das negociações e encaminhamentos e nova assembleia geral [11/11].

Em um mês, haverá nova assembleia para analisar possíveis avanços nas negociações. Apesar de voltarem às atividades, os professores ameaçam iniciar novas paralisações caso a discussão com o Governo não avance.

CEARÁ ESPANCADO E HUMILHADO

Segundo o professor Cacá Araújo, um dos principais do movimento grevista em Crato a suspensão da greve foi um jogo viciado. Na sua página do facebook, assim escreveu Cacá Araújo:

"A greve dos professores foi suspensa numa assembleia tumultuada. Velhos e novos agentes do governo, infiltrados no seio da categoria, atuaram eficazmente na defesa dos interesses do governo e de seus sindicalistas comissionados. Mas a nossa dignidade não foi surrupiada. A luta continua, mesmo com o obstáculo de termos um sindicato vendido e capitulador. De vermos combatentes engolirem a decência e arrotarem submissão suicida. O bandido latiu, deu as cartas já marcadas e venceu um jogo viciado pela corrupção e favorecimento. Daqui uns dias vocês veremos o Anízio e outros correligionários seus nos palanques do Cid Gomes e da turminha da maldade."

Edição: Dihelson Mendonça
Com informações do O povo Online, Facebook ( Cacá Araújo )

Um comentário:

  1. muito bom ler isto de Cacá. Ele demonstra, em suas adjetivações, uma ruptura conceitual e ideológica com o que chamo de "esquerda fajuta", que está encastelada nos domínios da política brasileira.
    E posso afirmar pelo que conheço dele, que continua um homem de esquerda. Nisto nos igualamos.

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.