08 outubro 2011

Correios e funcionários em greve não chegam a acordo no TST


Cerca de 159 milhões de cartas e encomendas, um terço do total, se acumulam em todo o país. Segundo os Correios, 20% dos funcionários aderiram à greve. O sindicato fala em 70% dos carteiros. Não houve acordo entre os Correios e os funcionários em greve em audiência nesta sexta-feira (7) no Tribunal Superior do Trabalho. A paralisação já dura 24 dias.

Os convites para o casamento no dia 5 de novembro foram enviados nesta sexta-feira (7), mas para não correr riscos... “Eles comunicaram por e-mail, telefonema e depois é só formalizar pelo correio”, conta a funcionária pública Amélia Iglesias. Cerca de 159 milhões de cartas e encomendas, um terço do total, se acumulam em todo o país. Elas têm remetente e destinatário, mas falta quem ligue as duas pontas. “A fatura da TV a cabo não chegou, do cartão de crédito também não chegou”, diz uma mulher.

Segundo os Correios, 20% dos funcionários aderiram à greve. O sindicato fala em 70% dos carteiros. Dona Lurdes recebeu a fatura do banco um dia depois do vencimento e não está conseguindo pagar sem juros. “A culpa não é minha. Se não conseguir pagar isso sem juros, nunca mais eu pago”, avisa.

Já são mais de três semanas de greve. Se é impossível calcular o prejuízo com o atraso na entrega de encomendas e correspondência, um ponto está bem claro: o clima de incerteza continua. A audiência de conciliação nesta sexta-feira (7) no Tribunal Superior do trabalho terminou sem acordo. A proposta do juiz previa reajuste de 6,87%, abono de R$ 800, R$ 60 de aumento a partir de janeiro e o desconto de seis dias parados. A empresa aceitou, mas os trabalhadores recusaram. Eles ainda podem tentar um acordo antes do julgamento do dissídio.

“Na terça-feira, o tribunal decidirá o que acolhe e se acolhe nas reivindicações da categoria profissional”, explica João Oreste Dalazen, presidente do TST.

Os presentes do Dia das Crianças para o neto que mora em Minas Gerais foram enviados nesta sexta, mas Dona Aparecida já sabe que eles podem chegar depois de quarta-feira (12). “Chegando até sexta-feira que vem está bom. Não tenho essa garantia”, ela lembra.

Fonte: G1


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.