15 setembro 2011

Cidade de Barro se prepara para o Cariri Cangaço 2011

Fazenda Baixa Grande, do Major Zé Inácio, de Barro

O Cariri cearense, macro-região formada por 45 municípios, no sul do estado do Ceará e que se encontra estrategicamente na divisa dos estados do Ceará, Pernambuco, Paraíba e Piauí; é uma terra mágica e cheia de memória e história . Quem estuda a temática do cangaço se surpreende com a riqueza de toda história do município de Barro. Localizada a cerca de 520 km da capital do Ceará, Fortaleza; Barro é praticamente o portal de entrada desse cariri maravilhoso, ali, nas terras do vasto vale entre os rios Cuncas e o riacho Cumbe descobrimos um manancial inesgotável de história, cultura e memória.
Hoje trazemos a personalidade de Severino Neto de Sousa (SOUSA NETO), natural de Barro , Técnico em Contabilidade, Funcionário Público, Radialista, Músico e Compositor; de fala macia e serena, esconde a determinação dos abnegados pela busca das verdades históricas. A partir de Barro, a entrada de nosso Cariri, Sousa Neto nos traz uma das maiores sagas da região e nos possibilita a partir de seu novo livro; lançamento previsto para o Cariri Cangaço 2011. A obra nos permite entrar em contato com este universo inesgotável de história.

Manoel Severo, Prefeito de Barro, Dr. Marquinélio e Sousa Neto


Sousa Neto nos traz a Barro e nos dá a oportunidade de transportar à lendária Fazenda Baixa Grande, do não menos lendário e emblemático "Major Zé Inácio do Barro"; para nós que estudamos a temática cangaço, é no mínimo emocionante. Foi aqui que tudo começou, foi dessas terras que ainda em 1918 saíram os primeiros homens de Sebastião Pereira ; o primeiro e único chefe de Lampião; foi nessas terras que tres dos filhos do almocreve do Pajeú, Zé Ferreira, vieram morar, ali formariam ao lado de muitos outros, os cabras de Sinhô Pereira; foi dessas terras e dessa casa que partiram os celerados, e daí, o Mito.
Ainda pelos idos do final da primeira década do século passado, a família Pereira, em franco confronto com a família Carvalho, no vale do Pajeú, acabou vindo fixar residência na cidade de Barro. Foram adquiridas as fazendas Timbaúba e Carnauba, bem próximas a outra fazenda famosa de um contra-parente: A Baixa Grande do Major Zé Inácio. Logo após a morte de Né Dadu, Sebastião Pereira assume o comando do braço armado da família Pereira e desse tripé: Timbauba, Carnauba e Baixa Grande, sob os auspícios do Major Zé Inácio, se forma o primeiro grupo de cangaceiros sob o comando de Sinhô Pereira, era o ano de 1918.
Major Zé Inácio era verdadeiramente um dos maiores potentados de toda essa região desse lado do cariri, com influência forte em municípios como Milagres, Mauriti, Aurora, Missão Velha; tinha fortes e importantes aliados, conseguindo formar e fomentar um verdadeiro exercito de cabras e cangaceiros sempre a seu comando. Foi sempre um dos principais personagens em todos os episódios envolvendo conflitos armados na região e passou a ser o mais importante aliado de Sinhô Pereira e Luiz Padre.


A presente obra de Sousa Neto; escrita de maneira simples e precisa é um grande marco na historiografia do cangaço e do nordeste; nos brindando com um livro único e especial.
Para conhecer a Programação Completa e saber tudo sobre o Cariri Cangaço 2011, visite: http://www.cariricangaco.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.