30 junho 2011

Mudança do Parque de Exposições - Por: Bruno Lobo Siebra de Carvalho


De volta à discussão sobre a mudança do parque de exposições do Crato, quero aqui manifestar minha opinião como Cratense que ama esta cidade e quer vê-la crescendo e se desenvolvendo.
É inevitável contrariar a necessidade de mudança de local do Parque de Exposições que foi envolvido pela cidade. Agora, ter que ficar ouvindo justificativas, como as que foram levantadas no Jornal do Cariri 1ª edição, do dia 29 de Julho de 2011, é inadmissível.

Como se estivesse chamando a população de idiota, foi dito que a mudança tem que ser feita porque o rio que passa no local não pode ser perturbado com construções em sua margem. Fosse assim, teriam que derrubar todas as casas da “Rua da Vala” (Tristão Gonçalves), mudar de lugar o DERT – Crato, cemitério, por ode o rio passa, sem ainda levar em consideração o Rio Granjeiro, que reivindicaria igual tratamento. Até duvidei que a preocupação da CDL-Crato era com a preservação do meio ambiente.

Foi dito que o Parque não tem pra onde crescer... Pelo que me consta, quando o espaço horizontal acaba nas grandes cidades, elas passam a crescer pra cima. Foi dito que não há por onde criar acesso ao Parque. A Avenida Pericentral foi criada e ampliada recentemente com desapropriações de casas e construção de viaduto para alargamento da via, excelente medida. O bairro multirão, que se avizinha ao Parque é rodeado de terreno despovoado que dá margem ao crescimento.

Devemos admitir que não adianta criar vias se não houver um esforço conjunto para o bom ordenamento da Expocrato. O órgão responsável pela organização do trânsito na maioria das vezes cria diversos embaraços desnecessários ao bom andamento do tráfego privilegiando os poucos transportes coletivos com vias especiais e sobrecarregando as demais. Enfim, NÃO são necessários argumentos fajutos para defender a mudança do Parque de Exposições do centro da cidade. Se ele passou a ser um estorvo naquele local, tem mais é que mudar mesmo, e mudar em alto estilo, para um local melhor, com infraestrutura de 1º mundo, dando condições de boa acomodação para os expositores, visitantes e até para os animais.

Talvez o entorno do Palmeiral também não seja um bom lugar, pois sem forçamos muito a memória lembraremos que o local foi também inundado com as últimas chuvas. Ademais, não fica muito longe do centro da cidade e em poucos anos também seria envolvido pela cidade e por novos problemas. Mudança SIM, porque é bom mudar pra melhor, sem necessidade de argumentos vis ou desculpas esfarrapadas que aviltam o bom senso dos cratenses. O Crato merece.

Por: Bruno Lobo Siebra de Carvalho

Um comentário:

  1. Que estranho, essa postagem teve em menos de 1 hora teve 13 pontos positivos e depois parou. parece coisa fabricada... rs rs

    DM

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.