30 maio 2011

Comunicamos o falecimento de Dona Valdenora - mãe de Socorro Moreira


Hoje uma chama se apagou. Uma chama que brilhava em seu silêncio de amor. Uma luz que se fez mãe. Uma mãe que trazia, em suas mãos, a marca do tempo. Os sacrifícios que a vida lhe fez dedilhar. Mãe de olhar sereno. Mãe de abraço macio. Mãe abnegada.

Dizem que mães são anjos. Que protegem, que olham, que cuidam, que se doam. Um dia, com a missão cumprida, Deus vem levar de volta esses anjos, para que os dias lhe sejam menos dolorosos, para marcar o tempo dessa caminhada pelo mundo e para que este se constitua apenas numa testemunha de sua passagem terrena pela vida.

Mas eis que chega o dia de voltar para o Pai. É um chamado definitivo. A hora de ter de volta em si esse universo imenso, essa certeza infinita e tardia de que somos parte desse todo e que é hora do retorno, do adeus ou da chegada.

E novamente segue esse anjo para outras paragens. Livre. Transparente ser que somos, sob as bênçãos do Pai. Um abraço filial a esta que foi mãe a vida inteira – Dona Valda ( Valdenora) - Claude Bloc – por todos os que fazem o Cariricaturas

NOTA DO BLOG DO CRATO:

A "morte" de um familiar dessa magnitude é uma tragédia imensa. Há poucos dias eu perdi a minha prima mais querida, que era como uma irmã para mim, pois crescemos juntos, e até hoje ando abalado com isso. Posso compreender perfeitamente a dor dos familiares, pois já perdi o meu PAI também em situação de sofrimento terrível.

Nessa hora difícil, levo minhas condolências à todos os membros da família, especialmente à Socorro Moreira, e creio que posso falar pelos nossos outros irmãos do Blog do Crato, ao mesmo tempo em que quero lembrar que para nós que temos fé, que acreditamos, existe um criador e nós somos as criaturas. Temos que crer no que dizem as escrituras sagradas, que para Deus, todos estão vivos, e um dia ressucitaremos.

Com certeza, D. Valdenora está no seio do pai, em lugar aonde o sofrimento não poderá mais alcançá-la. E nosso Deus, em sua imensa bondade, há de agora, recebê-la em sua nova morada celestial, com o convívio de todos os que foram antes, até o dia em que nós outros nos reuniremos também, afinal, esta aqui é apenas uma dentre nossas muitas existências.

Nesse momento de dor, de aflição, desejamos que Deus dê aos familiares a conformação, a esperança e a Fé. Essa dor nunca passará totalmente, mas com o tempo virá a certeza de que ela não morreu, de que apenas mudou de endereço e que continua velando por todos os seus filhos, com a mesma dedicação, guiando-os pelo caminho da retidão e da fé.

Desejamos Força e Fé nessa hora difícil a todos os familiares.
Hoje uma chama não se apagou, ela apenas mudou de endereço, de lar, e foi para um lugar bem melhor do que esse nosso mundo de sofrimentos, de angústias, para um lugar reservado aos justos, para viverem com alegria e plenitude ao lado de Deus. É preciso crer acima de tudo, que a morte não existe, e que apenas trocamos de corpos e de planos.

Dihelson Mendonça
Em nome do Blog do Crato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.