13 abril 2011

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Bolsonaro lista José Dirceu como testemunha de defesa na Câmara


Deputado é acusado na Corregedoria da Casa por racismo após ter dado declarações em programa de TV. O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) decidiu arrolar o ex-ministro e ex-deputado José Dirceu como sua testemunha de defesa no processo em que é investigado por racismo e homofobia se o caso for enviado ao Conselho de Ética da Câmara. Bolsonaro adiantou que, se for preciso, recorrerá também ao ex-presidente da Câmara Aldo Rebelo (PC do B-SP).

Bolsonaro disse que escolheu Dirceu para sua defesa no caso de racismo porque, em 1993, o ex-deputado assinou uma proposta de emenda constitucional que restabelecia o trabalho escravo no Brasil. E pôs Rebelo na reserva pelo mesmo motivo. Há 17 anos, segundo Bolsonaro, a Folha de S. Paulo levou ao Congresso um "projeto de emenda constitucional" que propunha a volta da escravidão. O jornal fez isso para provar que os parlamentares assinavam projetos sem os ler. Outros que assinaram o projeto foram Geraldo Alckmin (PSDB), hoje governador de São Paulo, e o deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE).

O próprio Bolsonaro preparou a defesa junto à Corregedoria da Câmara. Nela, ele afirma que não é racista. E que a polêmica surgida depois da exibição do programa CQC, da TV Bandeirantes, que levanta a suspeita de racismo, ocorreu porque confundiu com homossexualismo uma pergunta da cantora Preta Gil sobre a possibilidade de seu filho relacionar-se com uma mulher negra.

Depois da polêmica, o próprio programa CQC mostrou que Bolsonaro é casado com uma mulata e tem um cunhado negro. "Foi o programa que tratou meu cunhado como negro", disse Bolsonaro. "Eu não tenho orgulho nem vergonha de meu cunhado ser negro. Acho que isso é normal", afirmou o deputado.

Agência Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.