17 março 2011

Calúnia e difamação- Por Magali de Figueiredo Esmeraldo

A minha avó sempre dizia, que nunca devemos falar mal de alguém que não está presente para se defender. Ela agia com a sabedoria que vem de Deus, pois só quem tem o coração cheio de Deus é capaz de dar conselhos tão úteis aos netos. São esses valores recebidos dos pais e avós e que as pessoas deveriam absorver e aplicar na vida, para serem felizes e promoverem a felicidade dos outros. Infelizmente as pessoas hoje, deixam de lado as orientações tão importantes passadas pelos pais, para se apegarem a ambição desmedida que leva à prática da maldade e do desejo de destruir a reputação do outro.

O ser humano pode escolher dois caminhos: o da bondade e o da maldade. O da bondade nos aproxima do projeto de Deus, pois Ele quer que amemos uns aos outros e vivamos em harmonia. Só assim poderemos colocar a cabeça no travesseiro com a consciência leve e sabermos que estamos no caminho do amor. “É preciso saber viver”, diz Roberto Carlos na sua linda canção. A vida é um aprendizado para cada um que deseja fazer a vontade de Deus e construir a fraternidade entre os homens.

Se abrirmos a Bíblia, vamos logo encontrar a Palavra de Deus expressa pela palavra dos homens, onde é revelado o projeto de Deus. Pedro em suas cartas nos diz: “De fato, aquele que ama a vida e deseja ver dias felizes guarde sua língua do mal e seus lábios de proferir mentiras; afaste-se do mal e pratique o bem, busque a paz e procure segui-la.” (1Pd 3,10-11). Essa mensagem nos orienta para a vida, assim como toda a Palavra de Deus que nos revela a Bíblia. Viver praticando o bem e promovendo a paz é o verdadeiro caminho da felicidade. Não os bens materiais, como muitos pensam ser a felicidade suprema.

Tiago diz em suas cartas: “Irmãos não fiquem criticando uns aos outros! Quem critica o irmão ou julga seu irmão, está criticando uma lei ou julgando uma lei. E se você julga uma lei , você não é alguém que obedece a uma lei, mas alguém que a julga. Ora, só um é o legislador e juiz: aquele que pode salvar e destruir. Quem é você para julgar o próximo?”(Tg 4,11-12) . A lei de que Tiago está falando nesse trecho de suas cartas, é sobre o mandamento do amor. Só Deus pode julgar, pois só ele conhece inteiramente o coração do homem. Já no relacionamento humano não temos competência para julgar o outro, pois acabaríamos cometendo grandes injustiças.

O homem difamador separa os maiores amigos, destrói a reputação do seu semelhante, a harmonia de muitas famílias, colocando irmão contra irmão.

O Evangelho nos ensina: “se o seu irmão pecar, vá e mostre o erro dele, mas em particular, só entre vocês dois. Se ele der ouvidos, você terá ganho o seu irmão”. (Mateus 18:15-17). Vamos agir com justiça e nunca prejudicar ninguém, até para nosso bem-estar e felicidade, pois agindo assim teremos nossa consciência tranqüila.

Por Magali de Figueiredo Esmeraldo

10 comentários:

  1. Excelente texto, Magali, e boa escolha da ilustração.

    Abraços,

    DM

    ResponderExcluir
  2. Prezada Magali.

    Parabens.

    Um forte Abraço no Carlos Eduardo.

    Blog do Sanharol.

    ResponderExcluir
  3. Prezada magali,
    Muito obrigada por esse texto de hoje. Como tood os outros, sempre ricos de conhecimentos biblicos que nos fazem muito bem, especialmente agora no periodo da quaresma.
    Um abraco,
    ceica

    ResponderExcluir
  4. Sabia demais Magali. Voce é mesmo uma pessoa abençoada por Deus. Nós te amamos muito. Felicidade.

    ResponderExcluir
  5. Obrigada Dihelson, a primeira figura que vi foi essa, e achei muito adequada para a mensagem do texto.

    Um grande abraço.

    Magali

    ResponderExcluir
  6. Agradeço ao Aluísio do Blog do Sanharol, a gentileza de ter lido e comentado o meu texto. Carlos lhe envia um abraço.

    Abraços

    Magali

    ResponderExcluir
  7. Ceica,

    Muito obrigada por ter lido e gostado do meu texto. Desejo paz e felicidade para você.

    Um grande abraço.

    Magali

    ResponderExcluir
  8. Obrigada Tati, agradeço a Deus pelas irmãs que tenho. Muitas felicidades e que Deus lhe abençõe!

    Um grande abraço.

    Magali

    ResponderExcluir
  9. Magali,
    Maravilhoso o texto, è um ensinamento que aprendi com minha mãe, sempre ela nos ensinou "quando ouvir algo ou ver se for para ajudar fale, se não se cale, e a não julgar e nem caluniar ninguém" E assim seguimos nossas vidas com esses ensinamentos.
    Que bom com todos reflitam e passa a ter o cuidado de não ferir seu próximo. O mundo ia ser bem melhor.

    Parabéns!!! e um maravilhoso final de semana.
    Bjus,
    Mônica Araripe.

    ResponderExcluir
  10. Obrigada Mônica, a vida seria melhor, se todos refletissem que o mundo precisa de paz, e o respeito pelo outro é o ponto de partida para a fraternidade. O pouco que conheço de você, sei que já faz a sua parte para construir um mundo melhor. Já tive oportunidade de presenciar o seu amor e respeito pelas pessoas.

    Um grande abraço

    Magali

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.