21 fevereiro 2011

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Quatro açudes já sangraram no Ceará em 2011


Estamos no primeiro mês da quadra chuvosa e o volume das 11 bacias já atingiu 61.9% da capacidade. O açude Gavião, em Pacatuba, está com 91,6% da capacidade de armazenamento (Foto: IANA SOARES ) O açude Gavião, em Pacatuba, está com 91,6% da capacidade de armazenamento (Foto: IANA SOARES ). No primeiro mês da quadra chuvosa deste ano, quatro açudes já sangraram no Ceará. Os mais recentes são o açude Prazeres, em Barro, município da Região do Cariri, e o açude Rosário, em Lavras da Mangabeira, na região Centro-Sul do Estado. Os primeiros a atingir suas capacidades foram o Tijuquinha, em Baturité, e o açude Pau Preto, no município de Potengi, na região do Cariri.

O açude Prazeres tem capacidade de 32.500.000m³ de água e o açude Rosário de 3.218.527m³. Os dois reservatórios pertencem à Bacia do Salgado que tem mais 11 açudes e já atingiu 66.5% de sua capacidade total que é 446.350.000 metros cúbicos de água. Dos quatro açudes que atingiram o volume total, o Tijuquinha, que ultrapassou o seu volume de águas no dia 25 de janeiro, parou de sangrar no dia 7 passado, mas voltou à sangria no último dia 13.

De acordo com o boletim da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), divulgado ontem, dos 134 açudes monitorados em parceria com o Dnocs, os mais próximos de sangrar são o Acaraú Mirim, no município de Massapê, Região Norte do Estado, e o açude Quixeramobim, na cidade de mesmo nome, no Sertão Central. O acaraú Mirim está com 94.9% da capacidade total que é de 52 milhões de metros cúbicos de água e o Quixeramobim atingiu 94.1% de seu volume total que é de 54 milhões de metros cúbicos.

Além desses quatro açudes, mais dois estão com seus aportes acima de 90%: o Gavião, em Pacatuba, que faz parte do sistema que abastece Fortaleza, e o São Pedro Timbaúba, no município de Miraíma, na Região Norte do Ceará. O açude Gavião está com 91.6% de seu volume que é de 32,9 milhão de metros cúbicos de água e o São Pedro Timbaúba já atingiu 93.6% da capacidade. No ano passado, quando a quadra chuvosa foi abaixo da média histórica, apenas cinco dos 134 açudes monitorados pela Cogerh, em parceria com o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas, atingiram seus volumes totais. O açude Tijuquinha, em Baturité, o Colina, em Quiterianópolis, o Quixeramobim, no município de mesmo nome, o Riacho do Sangue, em Solonópole e o Jatobá, em Milhã. Em 2009, 117 açudes sangraram e o Ceará bateu recorde no armazenamento de água. Chegou a 96,13% da capacidade total que é de 18.117.358.457 de metros cúbicos de água.

ENTENDA A NOTÍCIA

As fortes chuvas que caem desde janeiro contribuíram para o aumento do volume de água dos açudes monitorados pela Cogerh. Atualmente a Companhia monitora 134 reservatórios. O último incluído no programa de gerenciamento foi o Taquara, em Cariré.

VOLUME DAS 11 BACIAS DO CEARÁ

Bacia Baixo Jaguaribe - Um açude - 89.4%
Bacia Alto Jaguaribe - 18 açudes 69.5%
Bacia do Salgado -13 açudes - 66.5%
Bacia Médio Jaguaribe - 13 açudes - 65.8%
Bacia Acaraú - 11 açudes -60.4%
Bacia Parnaíba - 10 açudes - 60.2%
Bacia Banabuiú - 18 açudes - 57.3%
Bacia Litoral - 7 açudes - 57.2%
Bacia Coreaú - 9 açudes - capacidade - 54.1%
Bacia Metropolitana - 17 açudes - 48.3%
Bacia Curu - 13 açudes - 48.2%

Os açudes que estão com os níveis acima de 80% são o Ema, no município de Iracema, com 88% do volume; o Gomes, em Mauriti (Cariri), 88% do volume; o Junco, açude que fica em Granjeiro, que está com 84.2% da sua capacidade, e o Santo Antônio de Russas, que atingiu 89.4% do volume. Os reservatórios com os níveis mais baixos são: o Poço Verde, em Itapipoca (18.8%), o Quixabinha, em Mauriti (21.7%), o Amanary, em Maranguape (23.3%) e o açude do Cedro, em Quixadá (24.1%). O Açude Do Coronel, em Antonina do Norte está com 25.6% da capacidade.

FONTE: Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh)
Rita Célia Faheina
Fonte: O POVO Online/OPOVO/Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.