14 janeiro 2011

Blog FÁBULA - O Sapo e o Escorpião - Edição: Dihelson Mendonça


Conta-se que o reino da bicharada estava em povorosa. Uma grande tempestade se aproximava. Cada animal procurava um meio para se abrigar da enchente que seguramente se abateria por sobre a floresta, encobrindo até mesmo os galhos mais altos. Os grandes animais já haviam partido, assim como os pássaros, que foram procurar outras paragens. E a chuva começou. Choveu incessantemente, de modo que a grande inundação veio para o desespero dos animais pequenos. O escorpião temendo por sua vida, procurou o galho mais alto da floresta e ficou lá esperando que passasse algum salva-vidas. Depois de quase perder as esperanças, eis que passa um sapo nadando na correnteza, ao que o escorpião lhe diz:

"Amigo Sapo, como vês, não posso nadar e com essa enchente, irei acabar por me afogar. Tenho um negócio para te propor. Tu me dás uma carona até um local seguro. Eu subirei nas tuas costas, e tu me carregarás"

O Sapo respondeu:

"Estás louco? és um escorpião. Se eu te der uma carona nas minhas costas, tu vais me picar e eu vou morrer!"

O Escorpião respondeu:

"Não amigo! Como eu iria fazer uma bobagem dessas ? Se eu te picasse tu irias morrer, e eu também morreria junto contigo. Isso não tem o menor sentido!"

O sapo pensou, pensou...e afinal disse:

"É. Tens razão. Sobe aqui nas minhas costas e eu te transportarei a um local seguro"

Já iam na metade do caminho, quando de repente, o sapo sentiu a picada do escorpião nas suas costas, inoculando-o com o veneno mortal, virou-se e disse:

"Pronto. Agora iremos morrer os dois. Amigo, porque depois de toda a ajuda que te dei, tu me picaste ainda e injetou em mim o teu veneno? Não sabes que agora morreremos os dois ?

O escorpião então respondeu:

"Pois é...fazer o quê, né ? É da minha natureza ser um escorpião..."

E assim, pereceram os dois na correnteza.

Moral da História:

Não se muda a natureza de um Escorpião com Boa Vontade!

Autor Desconhecido. Fábula contada por meu amigo Haroldo Ribeiro, revisada por Dihelson Mendonça

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.