28 dezembro 2010

Mundo Estranho - Lady Gaga é a mulher do ano na música sem lançar música nenhuma


Lady Gaga não lançou oficialmente nenhuma música nova em 2010. No entanto foi, neste período, a pessoa que mais gerou polêmicas, notícias e comentários em todo o mundo da música. Com eco dos seus trabalhos de 2009, Gaga começou o ano bem, conquistando o primeiro single número um de 2010 na Inglaterra com "Bad Romance". Ela também caiu na estrada no segundo dia do ano com a turnê "The Monster Ball", que tinha começado em novembro. Logo a turnê virou notícia quando Gaga cancelou um show por exaustão e desidratação. Em março, ela lançou o clipe de "Telephone" junto com Beyoncé e, em junho, foi a vez do clipe de "Alejandro", que trazia um modelo brasileiro Evandro Soldati.

Mas o que Lady Gaga mais fez neste ano foi provocar polêmica.

Polêmica por estar nua, como fez na capa da revista "Q". Na foto, ela aparece fazendo topless e cobrindo os seus com as mãos e a revista acabou banida de livrarias americanas por ser considerada ofensiva. E na capa da "Vanity Fair" de setembro, onde aparece coberta apenas por longos cabelos brancos. Polêmica por segurar duas metralhadoras na capa da revista "Rolling Stone" de julho. E, acima de tudo, muita polêmica por suas roupas extravagantes. A principal delas aconteceu em setembro, quando Gaga compareceu ao MTV Video Music Awards usando um vestido feito de carne crua e, com ele, roubou toda a atenção da noite. A explicação do figurino foi confusa.

"Se não defendermos aquilo que acreditamos e se não lutarmos pelos nossos direitos, muito em breve teremos tantos direitos quanto a carne nos nossos ossos", disse. Em resposta, Gaga ganhou um vestido vegetariano de Ellen DeGeneres. Em maio, Lady Gaga revelou em entrevista ao jornal "The Times" que estava com suspeita de ter lupus. Ela contou que perdeu uma tia para a doença e que havia feito exames para descobrir se também tinha. No início de junho, ela revelou que seu exame tinha detectado que ela tem predisposição genética para a doença, mas que não apresenta sintomas.

Fonte: Folha.com

5 comentários:

  1. Lady Gaga é a maior marketeira da indústria musical , ela sabe vender seu produto , desde uso de roupas extremamente esquisitas a video clipes que mais parecem curta metragem, mesmo sem lançar musica ela causa na indústria fonográfica.
    quanto a qualidade da musica nem vou comentar.

    ResponderExcluir
  2. Pois é. No Marketing, eu diria que Lady Gaga é uma espécie de João Gilberto de saias "Não vai ao show e é sucesso!" - Só que o nosso querido João Gilberto, além de um comportamente excêntrico, é um gênio da música.

    Talento extraordinário que revolucionou a música do mundo, pois depois do advento da Bossa Nova, influenciou desde os anos 60, nas gravações do Stan Getz, que levou o Tom Jobim aos Estados Unidos e fez com que hoje, a música "Garota de Ipanema" seja a música mais tocada e gravada no planeta. Nada mais foi igual.

    E tudo começou com aquele violãozinho do João, com uma voz baixinha, que arrastou dúzias de imitadores nos Estados Unidos.

    Em compensação Lady gaga ?
    Lady Gaga é como um BIG MAC. Apetitosa, porém sem sabor nem conteúdo! O tipico subproduto norte-americano como Justin Bieber o é...

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  3. Ah gostos e ah gostos.
    Como tudo no mundo se renova, assim também é a música. E devemos aprender a não criticar o novo, mesmo que gostemos mais do que é "antigo".
    Lady Gaga é o grande novo nome da música mundial. Ser polêmica e saber se promover são apenas requisitos principais para qualquer artista que nasce hoje na grande concorrencia dos EUA.
    Alias, foi assim que Madonna chegou e conseguiu se manter no topo de maior cantora de todos os tempos. E quem há de discordar que Madonna não foi cantora que se manteve por mais tempo no sucesso e embalou e embala diversas gerações com os seus hits?
    Lady Gaga é a nova Madonna, polêmica, única e acima de tudo produz a boa música pop dos tempos de hoje.
    Agora ela é criticada por alguns, mas sem sombra de dúvias a mesma ja escreveu o seu nome na história da música no planeta. Assim como o também falecido Michael Jackson, que causou muita polemica com o clip de Thriller, justamente por ser algo novo na indústria fonográfica e por isso desvalorizado pelos "críticos".
    Assim também, Lady Gaga esta aí, e independentemente da opinião dos "críticos", atualmente ela é a cantora mais tocada no mundo. Porém, como nem Jesus agradou a todos, não seria Lady Gaga a primeira a realizar essa proeza, não é mesmo? E repito, ah gostos e ah gostos.

    ResponderExcluir
  4. Caro Diego Torres,

    Sou músico profissional. Pianista, Tecladista e Compositor de Jazz e Clássicos. Tive o prazer de logo cedo aprender o que é música de verdade, aprender a separar a Arte do Lixo que as estações de rádio empurram nas pessoas. Separar o que seja mero fruto da mídia da Arte verdadeira.

    Minha formação não é Lady Gaga nem Madonna, isso pra mim é lixo midiático. Espelho-me em gente como Beethoven, Bach, Schumann, Chopin, Bill Evans, Stravinsky, Chick Corea, dentre muitos outros. Não sou um mero diletante de música, sou alguém que FAZ e compreende música no dia-dia.

    Posso afirmar que temos uma música tão rica no Brasil também, que somente alguns Brasileiros desinformados, não sabem dar o devido valor.

    Hoje mesmo, em que a mídia, sustentada por lucros exorbitantes lançam essas aberrações, ocorrem mudanças importantes na nossa música. Pessoas fantásticas como o violonista e compositor Chico Pinheiro, o Pianista Fábio Torres, as cantoras Luciana Souza, Luciana Alves, Tatiana Parra e tantas outras que fazem arte musical MESMO. Não é apenas uma questão de investir numa imagem para vender. É investir na ARTE.

    Falar em modernidade ?

    Ah, podemos falar em modernidade sim. Para mim é inconcebível aqui discutir Lady Gaga e Madonna... que merda...preferiria discutir a música de Frank Zappa, a harmonia de um Shostakovich, a improvisação de Bred Mehldau, ou o som pós moderno, a música concreta ou aleatória. As inovações de Pierre Boulez na organização do atonalismo prenunciado por Schoenberg e Stravinsky.

    Mas defendo o direito de qualquer um apreciar Lady Gaga ou Madonna, ou até Michael jackson. Isso é um direito do ouvinte, assim como é preciso respeitar quem gosta do Falcão, Reginaldo Rossi e Amado Batista. Nada contra.

    Entretanto, música mesmo, é outra coisa, muito mais profunda, abstrata e que exige na sua compreensão, conhecimento das formas, da história, de Harmonia, Melodia e Ritmo.

    Eu passei por todas essas escolas. Passei por Beatles, passei por Jovem Guarda, passei por Roberto Carlos, passei pelo Rock, pelo Pop, pelo Reggaem pela Bossa Nova, não apenas em conhecer, mas em ter aprendido a tocar e analisar a construção dessas coisas. Sei esse repertório de Cor, e posso até tocar lady Gaga se quiser.

    Só que depois de um tempo, a gente vai querendo coisas mais profundas, até chegar ao Jazz, manancial infinito de possibilidades, em que a criatividade é o limite. Daí a gente não está mais se importando com músicas de 3 acordes com um diminuto pelo meio...

    No meu trabalho em CD "A Busca da Perfeição", que é um Livro musical, abordo bastante essa questão da musicalização, da percepção das alturas, e de como a música é abrangente em nosso redor.

    Convido-o a ouvir um programa de Rádio que faço às Terças-Feiras pela Rádio Educadora do Cariri e Rádio Chapada do Araripe Internet, chamado "Influência do Jazz", das 14:00 às 15:00, quando abordo a música avant guard do planeta, e a influência desta nos outros estilos musicais contemporâneos.

    Pela minha experiência em lidar com pessoas, sei que é muito difícil para apreciadores de lady Gaga entenderem alguma coisa de Jazz, pois Jazz é como uma religião, depois que você chega nele e saca mesmo como a coisa funciona, outros estilos se tornam primitivos demais a se considerar. Mesmo assim, o convite está feito a todos, e espero compartilhar esse som.

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  5. Enquanto isso no Brasil, o "moleque" Neymar (jogador de futebol) é escolhido o homem do ano.Que sociedade maluca é essa minha gente.

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.