06 dezembro 2010

Doce Natal - por José Helder França


Chegou NATAL novamente
Como a luz da estrela brilha!
E eu recordo alegremente
O entusiasmo da filha
Quando ela era pequena
Minha Mônica Helena
Esposa de Samuel
Comigo num caminhão
Segurava a minha mão
Eu era PAPAI NOEL!

Nesse dia, muito cedo
Como se fosse do céu
Distribuindo brinquedo
Como o bom PAPAI NOEL
Uma festa de beleza
Eu visitava a pobreza
Tendo MONQUINHA a meu lado
Tudo guardo em minha mente
Ao pobre dava presente
Naquele dia sagrado

E hoje, DOCE NATAL
Pra alegria do poeta
Como um sonho sem igual
O SEXTO ANO completa
DOCE NATAL, que beleza
DOCE NATAL, que grandeza
PAPAI NOEL ainda sou
DOCE NATAL de alegria
Que relembra aquela dia
Foi MONQUINHA quem criou!
'

Por José Helder França ( 02/12/2010)
Foto arquivo pessoal Mônica Araripe

3 comentários:

  1. Inclusive eu havia prometido à Monkynha que iria trazer esse belo poema que o nosso emérito José Helder França, o grande poeta, fez para ela e o Doce Natal, aqui para o Blog do Crato.

    Acho que o Doce Natal deste ano será o maior da história.

    Abraços,

    DM

    ResponderExcluir
  2. Alê, obrigada, achei lindo esse poema. É realmente o Dí falou que ia postar, ne Dí?
    Doco, Doce a vida é um Doce......
    bjinhos,
    Monkynha.

    ResponderExcluir
  3. Imaginei que vc quisesse dividir com todos esse poema tão belo, por isso tomei a liberdade de traze-lo para cá, para que todos sentissem essa delicia que é o Doce Natal

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.