13 outubro 2010

UM SOCO NO ESTÔMAGO DA POLITICAGEM BRASILEIRA - Por: Demétrius Silva

Tropa de Elite 2 me deixou emocionado, sério. Um filme com um roteiro amarrado e focado no que realmente quer dizer. Mais direto do que isso não existe só se for daqueles professorezinhos intelectulóides que tentam fazer de tudo para que o entendam.



Tropa 2 é fortemente político, muito mais cabeça para os de direitas e esquerdas, mas a sua movimentação não faz do filme ser em nenhum momento chato. Ele chama um público acostumado com filmes vídeo clips em que mau da pra ver o rosto do ator principal. Muitos já sabem do que o tropa 2 esta falando dessa vez. O inimigo agora é outro, os políticos, algo mais difícil de enfrentar, algo antigo também de se combater. Cap. Nascimento é agora Coronel, passando para Subsecretário de segurança do Rio de Janeiro, melhorando a estrutura do Bope para melhor servir a população carioca. No meio da politicagem, confronta diretamente com um sistema corrupto, milícias e tráfegos nas favelas organizadas por PM’S numa troca de favores com candidatos em época de eleição. O que fazer para combater criminosos poderosos num poder como a política? Como Marcelo Madureira em sua participação no Manhattan Connection no canal GNT da Rede Globo onde ele diz que a política hoje no Brasil é servida de chacota nesse Governo Lula. Isso é verdade. Ele diz que a pior coisa que o Lula fez em seu governo. Mas a quem iremos recorrer? Pessoas como Nascimento não existem, e se existem a mídia deturpa tudo. Como acontece no filme.

Para piorar para Nascimento, nesse confronto direto que já existe com os políticos maniqueístas ele ainda confronta com Cap. André Mathias que da confiança do Nascimento é expulso do Bope por um erro no combate direto no Bangu 1, mas mesmo assim valeu Seu Jorge. E Cel. Nascimento ainda tem dificuldades de se relacionar com seu filho, (um momento bacana do filme é quando eles conversam num tatame enquanto lutam jiu-jitsu em vez de abraços ou outros tipos de carinho, é um carinho do Nascimento). E por fim, ainda tem que aguentar um ativista candidato a deputado estadual que não confia mais na polícia carioca, condenando Nascimento de fascista e violento em seus métodos de conversação com a bandidagem. Sob pressão (ai sim, tem que ser caveira) Nascimento vai até o fim para conseguir encontrar os verdadeiros culpados dessa esculhambação que é o esse Brasil. Mas usando as palavras de Nascimento, vai demorar muito para que toda a sujeira seja eliminada.

Nota: 9,0

Trailler Oficial:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.