18 outubro 2010

Coluna Armando Rafael -- Notícias do Cariri

Sutil privatização

O Balneário do Caldas – um dos locais paradisíacos do Cariri – pertence à Prefeitura de Barbalha. Ou seja, é um bem público. Mas para entrar lá você tem que pagar. (veja preços na foto acima) A administração não dá abatimento para estudante, pois a metade de R$ 8,00 é R$ 4,00. Tem mais: idoso não tem acesso livre, embora seja direito adquirido em lei. Na realidade, o uso do Balneário do Caldas (foto abaixo) é feito através de sutil privatização. Em tempo: o atual prefeito de Barbalha, José Leite, é do Partido dos Trabalhadores–PT, agremiação partidária radicalmente contra qualquer privatização...




Fatec-Cariri
Quem informa é o professor Raimundo Granjeiro, diretor da Faculdade Tecnológica– Fatec, de Juazeiro do Norte: serão abertas no próximo dia 28 de outubro as inscrições do vestibular 2011 para os cursos superiores oferecidos naquela instituição de ensino superior. Na Fatec-Cariri (foto à esquerda) funcionam cursos de Manutenção Industrial, Irrigação e Drenagem, Saneamento Ambiental e Alimentos. Dos alunos recentemente formados, 80% já foram absorvidos pelo mercado de trabalho. As instalações da Fatec-Cariri (área total de 16.261 m², dos quais 4.022 m² de área construída) estão localizadas no bairro Triângulo Crajubar. Lá estudam 763 alunos.

O charme de Crato
Um fato que causa orgulho aos cratenses: o Centro de Expansão Dom Vicente Matos (localizado no bairro Granjeiro) - foto ao lado - passou a ser o preferido pelas dioceses nordestinas para seus encontros. Ultimamente por lá passaram – para participar de retiros espirituais – os bispos e padres das dioceses de Afogados da Ingazeira e Nazaré da Mata (ambas em Pernambuco ) e Cajazeiras (Paraíba). Tem mais: para os primeiros meses de 2011 o Centro de Expansão já foi reservado para encontros de padres de duas Arquidioceses: Recife e Teresina, bem como de duas dioceses (uma da Bahia e outra do Maranhão).

Patrimônio Histórico
A Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte adotou uma medida certa. Através do decreto nº 425, de 13 de setembro último – publicado no Diário Oficial do Município, edição do dia 20 do citado mês – o governo municipal tombou como patrimônio histórico, cultural e artístico de Juazeiro do Norte, cinco imóveis residenciais localizados na Praça Padre Cícero. São eles: 1) Casa Grande da Família Bezerra foto ao lado- (lá os irmãos Adauto-Humberto-Ivan implantarão o Memorial da Família Bezerra de Menezes, marcando a participação privada no Centenário de Juazeiro), 2) a residência da ex-senadora Alacoque Bezerra, 3) a residência onde morou o coronel Humberto Bezerra, 4) a casa onde funciona a Farmácia dos Pobres e 5) a residência da Família Viana. Louve-se esta iniciativa, a qual contribuirá para preservar a memória da Terra do Padre Cícero.


Plano de Requalificação Urbana
No Brasil dos dias atuais uma cidade só obtém verbas ou financiamentos do Governo Federal se possuir um Plano de Requalificação Urbana–PRU. O que é isso? Trata-se, em síntese, de um amplo plano urbanístico que tem por objetivo planejar e orientar um conjunto de ações combinadas de conservação e de renovação dos espaços públicos e privados na área urbana. Na conurbação Crajubar a população que vive na cidade já ultrapassa a média nacional que é de 80%. (Juazeiro do Norte tem um índice um pouco maior, chega aos 98%). Com o PRU pode-se enfrentar de forma planejada a demanda por melhorias urbanas, que cresce em progressão geométrica, buscando-se soluções que contribuam para a melhoria da qualidade de vida e geração de emprego e renda.

Crato saiu na frente
Pois bem, na Região Metropolitana do Cariri o único município que já elaborou o seu Plano de Requalificação Urbana–PRU foi Crato. Este plano define a importância de alguns projetos estruturantes para a transformação de setores importantes, a partir de uma seleção de prioridades fundamentada em demandas sociais e econômicas. Tudo dentro de uma visão de futuro, que prevê a mais ampla participação da sociedade cratense na definição dessas prioridades. Alguma coisa já foi feita, a exemplo da restauração da antiga Estação Ferroviária (transformada em Centro Cultural do Araripe) e a urbanização do seu entorno, bem como o início da arborização da cidade com o plantio de árvores adultas. Nesta semana foi concluída a licitação para restauração das praças centrais de Crato, as quais, depois das obras, modificarão a visão urbanística à cidade.

Sarah Cabral
Muita gente acredita que as Câmaras de Vereadores só servem para dar nome às ruas. A de Crato nem isso vem fazendo com justiça. Além da gritante omissão por não ter denominado até hoje uma rua de Dom Vicente de Paulo Araújo Matos (o maior benfeitor da cidade, falecido há doze anos), os nobres vereadores também esqueceram o nome de uma pessoa que muito lutou pelo progresso de Crato: Maria Sarah Esmeraldo Cabral. Falecida recentemente, Sarah Cabral, contribuiu decisivamente na área educacional da Princesa do Cariri. A começar pela luta de reconhecimento da antiga Faculdade de Filosofia de Crato (que deu origem à Universidade Regional do Cariri) e da recém criada Faculdade Católica do Cariri. Professora da URCA, Sarah Cabral ali foi também pró-reitora, coordenadora do processo de reconhecimento daquela universidade junto ao MEC e presidente da Fundetec. Foi ainda membro do Conselho Estadual de Educação do Ceará e acadêmica do Instituto Cultual do Cariri. Todas as lutas coletivas que visaram o desenvolvimento de Crato contaram com a participação decisiva de Sarah Cabral. Até o momento nenhuma homenagem pública foi prestada a sua memória...

Curtas
*** Diálogo ouvido no Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, após aterrissagem de um avião.
– Você viu? Mais de dez passageiros de aparência humilde, vestidos de camisetas simples, alguns de bermudão, desembarcaram neste vôo... A Dilma está certa! pobre agora anda de avião!
– Meu amigo, se você fosse daqui saberia que esta turma é do time do Icasa... ontem o time jogou em São Paulo...

*** O maior desafio do Plano de Requalificação Urbana de Crato será a transformação do local onde funciona atualmente o Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcanti em Parque Central do Crato, que seria o “coração verde” da cidade.

*** Que Região Metropolitana do Cariri que nada! O 3º Encontro Estadual de Jornalistas e Radialistas do Ceará, a ser promovido pela Associação Cearense de Jornalistas do Interior do Ceará (Aceji), no próximo dia 23, será realizado na pequenina cidade de Aiuaba, situada no limite dos Inhamuns com o Cariri, a 135 km de Crato.

*** Caiu 23% a previsão orçamentária de Juazeiro do Norte para o próximo ano. Em 2010 foi feita uma previsão de R$ 409 milhões. Deu no que deu. No próximo ano está previsto um orçamento de apenas R$ 315 milhões.

11 comentários:

  1. Armando, como sei que sua coluna preza pela informação fidedigna, permita-me uma retificação.

    Estive no Balneário do Caldas recentemente e gostei bastante do que vi. O local está muito bem cuidado. Não se vê sujeira no chão ou equipamentos quebrados. Todas as árvores são identificadas por placas (com o nome popular e científico da planta). O balneário dispõe de segurança, placas de sinalização, bons bares e restaurantes (é facultado, no entanto, ao visitante levar o seu próprio alimento), banheiros e piscinas limpos. Quanto ao preço de acesso, adulto pafa R$8,00, estudante R$ 5,00 e crianças acima de quatro anos R$ 3,00 (menor de quatro anos não paga).

    Mais uma vez, parabéns pela pontualidade e qualidade da coluna.

    ResponderExcluir
  2. Carlos:
    Grato por seus esclarecimentos, todos pertinentes.
    Na verdade, a “sutil privatização” do Balneário do Caldas mostra apenas uma verdade insofismável: o Estado é sempre mau gestor. Por isso, o Balneário vem funcionando melhor pelo fato de ter sido a atual gestão inspirada na administração privada.
    O que quis mostrar a nota é a incoerência entre a teoria e a prática. Ou seja, o que prega os “estatizantes trogloditas” do PT (e seus companheiros de ideal), mas – quando querem que as coisas funcionem – adotam medidas privatizantes.
    Como foi feito, na atual administração Lula, com as privatizações dos Bancos do Estado do Ceará e do Estado do Maranhão; como a venda das ações do Banco do Brasil na Bolsa de Valores de Nova York; com a aquisição de ações da VALE pelas Caixas de Previdência da Petrobrás, do Banco do Brasil, da Caixa e outras estatais...
    Agora, em época de eleições, eles levantam a surrada bandeira contra as privatizações. Mas, ao que parece, isso não vem funcionando na campanha eleitoral de 2010...

    ResponderExcluir
  3. Aliás, o fracasso das economias estatizadas foi provado desde a débâcle dos regimes socialistas no leste europeu em 1989.
    E é visível nos dias atuais em Cuba (Fidel admitiu que o socialismo lá nunca funcionou) e na demissão de 500 mil servidores públicos que estão sendo redirecionados para a economia informal, pois o Estado não tem dinheiro para pagar seus salários. Somente uma economia de livre mercado, com a mínima intervenção do governo, oferece as condições para garantir a produção e o consumo, mantendo elevada a taxa de emprego e a geração de renda.
    Outro exemplo de fracasso é a Venezuela (o socialismo, mesmo moderado, acaba conduzindo à tirania e ao fracasso econômico e social) aonde as estatizações feitas pelo maluco Chávez levaram ao desabastecimento. Hoje na Venezuela não se encontra nem papel higiênico para venda no comércio.
    Infelizmente, no nosso Brasil, – como bem disse Olavo Carvalho – “as esquerdas vêm há décadas se preparando para implantar o socialismo, através do lento processo gramsciano de doutrinação nas escolas públicas de todos os níveis e através da imprensa. Seria o socialismo tardio, pois o fracasso desse sistema político como forma de distribuição de riqueza está mais do que comprovado”.

    ResponderExcluir
  4. Perca de tempo tentar mostrar alguma coisa para quem tem pensamento e postura dogmática feito esse Armando. Uma coluna como essa, que ainda pensa que o Crato é princese... terra da cultura.... é coisa de quem tem sido alvo de inculcações religiosas e político partidária. Deixa de PARLAPATANISMO.

    ResponderExcluir
  5. Há cada dia que passa, Armando Rafael está se contaminando pelo ódio ao que dá certo, a ponto de não conseguir ser mais ele mesmo. É uma pena.

    ResponderExcluir
  6. Aqui no Brasil, tem gente tão burra, que quando se fala a palavra Privatização, já diz logo que não quer, sem saber nem do que se trata!

    Nos países desenvolvidos, o estado tratou de emagrecer, deixando as atividades para a iniciativa privada, à livre concorrência de mercado. Assim, com diversas empresas, e para quem oferecer melhores condições, ganha a concorrência e o público sai ganhando. Prova disso, são as Teles. Temos aí um mundo de empresas telefônicas que concorrem, oferecendo melhores ou piores opções. O público escolhe.

    Como seria se o Brasil não tivesse liberado a entrada das empresas estrangeiras para competir com a sucateada empresa do governo ? Seria o único país do mundo a não haver pluralidade nos meios de comunicação por telefone ?

    Somente nos países atrasados totalitários ainda há aquele resquício nojento do estado querer controlar TUDO, como na Antiga União Soviética que até pra comprar o Pão das padarias enfrentava-se a fila da burocracia.

    Num País que tem um governo inteligente, ( o que não é o nosso caso ), já percebeu que quanto menor a influência do estado em certos setores, tanto melhores são os serviços, e assim, o estado seria mais leve, e poderia se concentrar nos verdadeiros atributos da máquina estatal.

    A coisa mais estúpida que já criaram no Brasil, além do medo da privatização, foi a Reserva de Mercado, um verdadeiro passaporte ao roubo, por meter a mão no bolso do trabalhador por impostos abusivos de produtos que sabidamente valem 1/10 do valor pago. E o dinheiro desta roubalheira chamada carga tributária vai parar em "outras" mãos muito mais sinistras...

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  7. Miguel Lima e Calazans Neto:

    Obrigado por seus comentários feitos com ética, educação e equilíbrio.
    Obviamente não concordo com uma única palavra escrita por vocês, MAS DEFENDEREI ATÉ A MORTE O DIREITO DE VOCÊS EXTERNAREM SUAS OPINIÕES.
    Isso é democracia!
    Graças a Deus ainda não somos uma Cuba ou uma Venezuela.
    Saúde e Paz!
    Armando

    ResponderExcluir
  8. Simples curiosidade:

    Calazans Neto e Miguel Lima trabalham na iniciativa privada ou ganham ordenados de instituições estatais?
    Aguardo a resposta de ambos...

    ResponderExcluir
  9. Caros leitores, parabenizo Armando pela sua excelente coluna. Quem no Crato, ao chegar sexta-feira, não quer acessar o blog e ler o que Armando escreveu? Para os seus críticos, ele está ultrapassado. Que coisa!

    Calazans, Armando é cristão, católico. Não eh homem de alimentar ódio ou rancor. Se assim o fizesse estaria traindo o Cristo, de quem é fervoroso seguidor.

    Miguel, o seu comentário não merece comentário, apenas um adjetivo: desrespeitoso.

    Finalizando, a foto da tabela de preço é minha. Estive lá recentemente com minha mãe e uma amiga dela de SP. Pra visitar o ambiente num prazo de vinte minutos cada pessoa paga 3 reais. Me recusei a entrar, pois eu ia apenas apresentar o balneario para as duas visitantes.

    Só pra lembrar: em qualquer shoping da vida, há uma tolerância de 20 a 30 minutos. E os shopings são privados.

    Mais uma informação sobre publico e privado: sou obrigado a ter conta no bradesco, pois sou funcionário publico do estado do ceará. Como eu já tinha conta no BB, uso as duas. Taxa de manutenção do bradesco: 6 reais. Taxa de manutenção do BB: 20 reais, no mínimo.

    ResponderExcluir
  10. Não trabalho em empresa pública, mas sou servidor público, concursado como o senhor, amém!!!!

    ResponderExcluir
  11. Calazans, tá explicado.
    Saúde e Paz!
    Armando

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.