13 outubro 2010

ANÁLISES - Walter Carvalho aponta 10 motivos porque ele não vota em Dilma


Um grande amigo chamou-me a atenção para a minha aparente paranóia quanto a disputa politica pela presidência da república no Brasil. Deixei de aborda-lo com os meus argumentos, pois conhecendo bem a fé petista, entendo como é dificil ver o óbvio, mesmo diante de tantas evidências de improbidade e corrupção. Sei quanto o coração rubro-escarlate bate mais forte diante da bandeira estrelada. É dificil entender, compreender e sobretudo aceitar a pequenez de um homem oportunista, embrulhado para presente no papel de um visionário líder e guia das multidões. Não entendo como a lógica dos fatos no enredo policialesco da politica nacional não consegue despertar a minima desconfiança dos fãs mais apaixonados. Fãs de um mito, cuja moral macunaímica traduz-se por um goveno leniente com a corrupção, com alianças espúrias, com o aparelhamento de todas as instituições federais (Banco Central, bancos federais, Receita Federal, Policia Federal, Tribunal de Contas da União, judiciário), instituições agora combalidas em termos de credibilidade.

Pouco a pouco estamos mais reféns de um futuro, onde o estado será representando pelo partido único, onde os bolchevistas ditarão até mesmo os nossos pensamentos. Neste dia estaremos desprovidos da nossa própria liberdade. A minha maior preocupação não é a vitória da Sra. Dilma Roussef. Preocupo-me sobretudo com a nossa combalida democracia, hoje mal representada, fragilizada e de carater dúbil. Uma democracia, onde os 03 poderes não são igualmente representados, onde um executivo hipertrofiado intimida e aparelha sem qualquer pudor o poder judiciário, e um legislativo débil e servil sobrevive graças a relação comensal com o Presidente da República. Caminhamos para uma presidência onde a caixa de Pandora poderá ser aberta e teremos muitos motivos para repensarmos nossas escolhas. Deixemos o coração de lado, alerto sobretudo aos vermelhos por convicção de batistério, e pensemos nas possibilidades abaixo enumeradas

1- Ingerenciamento político: o presidente Lula é maior que o PT. Nisto, gregos e troianos concordamos. No entanto Dilma é menor que Lula e menor que o PT. Somos testemunhas de administrações petistas, onde a liderança petista, quando carente de polo agregador, esfacela-se, vindo a anarquia e o caos a tona. A administração da ex-prefeita petista de fortaleza, Maria Luiza Fontenele é um bom exemplo. Outros não faltam.

2- Teremos uma unicidade partidária, onde o bloco constituído pelo PT e PMDB não terão freios. A atuação fiscalizatória da oposição no congresso tenderá a ser pífia. O autoritarismo do PT, já previamente sinalizado, terá maior liberdade para mostrar seus dentes e intimidar mais a sociedade.

3- A imprensa, uma parte dela obviamente, última resistência atuante nestes tempos suspeitos, onde um presidente é alçado a condição de inimputável, ficará mais ameaçaca, com a instituição de mecanismos intimidatórios, como a potencial aprovação do fascista PNDH-3 e da criação do Conselho Nacional de Jornalismo.

4- A família estará enfraquecida, com o aparelhamento contínuo das escolas por profissionais partidários da sexualização precoce, da liberalização das drogas ilícitas, banalização de temas como o abortamento e o desrespeito as instituições religiosas.

5- Teremos uma ampliação sem precedentes de uma campanha difamatória e destrutiva contra os adversários políticos. Vide as mentiras até hoje citadas sobre o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Hoje ainda ouço amigos bancários destilarem rancor pelo ex-presidente, argumentando o período prolongado que tiveram sem reajustes salariais. Esquecem-se no entanto, que graças ao PROER do ex-presidente, tido como a “Geni de Lula”, muitos bancos não quebraram, e portanto muitos bancários não perderam seus empregos. Frases ameaçadoras, como a de Lula em Santa Catarina, denunciam o caratér predatório e autoritário do presidente, como aquela verborragia repleta de ressentimento, estimulando a ogeriza contra um partido legalmente constituido e de oposição, o Democratas.

6- Banaliza-se a corrupção, instituicionaliza-se a “cara de pau”, legitimiza-se a imoralidade e a improbidade na administração pública, como algo aceitável na política brasileira. Alguns amigos ainda petistas argumentam: “Ah, mas corrupção sempre houve!”. Sim, concordo, sempre houve. Mas “nuncantesnestepaiz” a corrupção atingiu uma magnitude de tamanho cinismo quanto nos dias atuais. Onde tudo é permitido, onde os fins justificam os meios. Roubar (vide Erenice Guerra), matar (vide o ex-prefeito assassinado Celso Daniel), agredir (vide o ex-governador Mario Covas, convalescente ainda de um câncer na porta do hospital por um capanga de José Dirceu), difamar (vide o ex-presidente FHC). Enfim tudo é permitido a ética petista no poder. A fome do Leviatã é imensa, e todos nós somos presas em potencial deste predador amoral.

7- Inverte-se a lógica da ética. O sinal do certo e errado da ética solidifica-se na lei de Gerson, onde a ética anda sempre a favor somente daqueles no poder. Onde fazer oposição a Lula, não é apenas errado, é um pecado venal pela Igreja Universal do Reino do PT. De acordo com esta ceita, fazer oposição a Lula é buscar o inferno na Terra. Vide, FHC, Dona Ruth Cardoso, o vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge, José Serra, a familia do prefeito assassinado, Celso Daniel, hoje exilada na França, entre outros.

8- Perdemos mais e mais nossa credibilidade num mundo globalizado, onde países sérios escolhem líderes embasados num currículo solidificado e repleto de evidências de confiabilidade. Os dados existentes da candidata Dilma Roussef no Tribunal Superior Militar, durante o periodo no qual atuou como terrorista marxista, ainda hoje são inacessíveis a toda imprensa (vide recentemente a Folha de São Paulo) estando caracterizada a nebulosidade do passado de uma pessoa, repleto de sombras. Teremos como presidente, talvez uma mulher mal articulada, mal qualificada, de atuação sofrível em tantas situações delicadas, como os apagões elétrico (muito maior que o da época FHC) e o aéreo (onde centenas de pessoas morreram em decorrência de uma ANAC aparelhada unicamente com apadrinhados politicos da ex-ministra da Casa Civil, sem competência técnica para tal).

9- Estaremos mais e mais próximos de ditaduras (cubana, iraniana,coreana) e proto-ditaduras (venezuelana, equatoriana, boliviana). Regimes notoriamente anti-democráticos e aversos a liberdade individual. Regimes simpatizantes do narco-terrorismo, das perseguições físicas aos opositores e do amordaçamento da livre imprensa.

10- Teremos nossa democracia mais enfraquecida, mais ameaçada, com os nossos direitos individuais comprometidos, como o direito a propriedade privada (vide a atuação criminosa de milicias terroristas do PT, como o MST), direito a livre expressão religiosa, direito a educação e formação dos nossos filhos comprometida por um estado cada vez mais autoritário e centrado na figura de um partido. Evidências há aos montes. Peço aos cegos por opção buscarem no Google informações sobre as PLC’s, e não me refiro a 122. Refiro-me a todas as PLC’s (projetos de lei) petistas em andamento. Refiro-me ao risco de uma nova assembléia constituinte, em virtude do corum favorável ao PT no próximo senado, onde tal idéia terá ambiente favorável.

Aquele grande amigo inicialmente citado neste texto quando confrontado com alguns destes argumentos, e submetido a uma aposta monetária, pensou, ponderou e recusou aceitar a minha aposta. Recusou-se a aceitar qualquer uma dos argumentos acima como previsões, e recusou-se ainda a acreditar na ameaça a nossa frágil e virtual democracia. Paradoxalmente também recusou a minha aposta. Ou seja, nem os credores do PT, são tão confiantes assim na mãe do PAC.

Por: Walter Carvalho. MD - http://waltercarvalho.blog.com

15 comentários:

  1. parabens Walter Carvalho pela excelente materia. Eu pessoalmente já tinha motivos de sobra para não votar na Dilma nem muito menos no PT.Onde ela e Lula comandam um grupo cheio de corrutos e corruptores, como tambem oseu passado que é nebuloso com mortes e ações terroristas, uma mulher que não respeita vida não merece dirigir o destino de nosso pais.

    ResponderExcluir
  2. Será que veremos aqui os 10 motivos para não se votar no Serra?
    Tomara que sim e viva a democracia!

    ResponderExcluir
  3. O leitor já pode ver os motivos para não votar em Serra nos inúmeros comentários atualmente travados nesse Blog. Apenas quem não lê, é quem não está a par das grandes dicsussões aqui realizadas.

    ResponderExcluir
  4. Joilson nao te conheço mas te dou a dica: os blogs da regiao se polarizaram e uns apoiam dilma e outros serra. se voce eh eleitor da dilma e gosta de textos contra o serra, vai ler no site cariricult e cariricaturas reduto de lula. aqui a maioria pode nao apoiar o serra mas com certeza ninguem eh vai com a massa de manobra do lula nem lamber as botas dele. viva a democracia e cada site com seus favoritos e que cada um respeite esses pontos de vista aproveito meu comentario para parabenizar o Sr. Armando Rafael de opiniões muito lucidas para o povo brasileiro.

    ResponderExcluir
  5. Embora não sejamos tão "Democráticos" quanto o Presidente LULA, que disse num discurso em SC que seu desejo é varrer a oposição do Brasil ( ele gosta muito de ditaduras, sonha em ser o Fidel Castro ), esse não é o espírito aqui.

    Há muitos Blogs na região, por exemplo, o Cariricult em que se alguém for lá falar contra a Dilma, é literalmente DEPORTADO e Atacado ( COMO EU FUI NA SEMANA PASSADA ) por umas figuras "deprimentes" que lá se encontram. São dissidentes que resolveram se reunir e fazer uma colmeia.

    Mas aqui, embora eu não simpatize mais NEM UM POUCO com o Lula e seu desgoverno, temos publicado, não obstante, notícias também positivas sobre a candidata vermelha, e também notícias contra o presidenciável Serra.

    Alguns agora hão de perguntar: porquê você chamou a candidata do PT de candidata vermelha e o Serra colocou o nome ?

    Resposta: Para mostrar pra vocês a maneira tendenciosa de muitos jornais Brasileiros, que ao se referirem à candidata do PT, colocam sempre "A CANDIDATA DILMA ROUSSEFF" com todas as letras, e ao se referirem ao José Serra, dizem sempre "O Candidato Tucano", omitindo o nome, para causar menos impacto.

    Já pensou se fosse o contrário, a "candidata vermelha" que interessante ?

    Eu aqui coloco esse contrário, pra ver se as pessoas acordam e passam a perceber essas mazelas da imprensa lulista do país.

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  6. interessante se falar em imprensa lulista, em amordaçar a imprensa, quando temos em nosso quintal uma verdadeira imprensa amordaçada por políticos desta falsa oposição. Vejam o que ocoore nas rádios e tvs do juazeiro!
    Não temos política de oposição, mas uma política de malfazeja, isto é, se não estou no poder estou contra ele e tudo que ele propõe. e o povo? e os bons projetos? e as sugestões? se opor para ser apenas barreira não serve. Desta forma sim, a oposição deveria ser varrida do Brasil.

    ResponderExcluir
  7. Meu caro Walter..
    Na verdade eu não fui eleitor nem de um e nem do outro no 1º turno. E, pra ser sincero, nenhuma dessas duas opções me agradam.
    Já tivemos aqui em São Paulo a desagradável experiência de ter o Serra como governante, um verdadeiro fiasco, que governa como se estivéssemos num país super desenvolvido, como se não existisse pobres. O Alkimim, por pior que seja, foi infinitamente melhor que Serra no governo, o Kassab, que o substituiu na prefeitura, em menos de 3 meses já o havia superado em aprovação popular e competência.
    Bom, quanto a outra candidata... rsrsrs... dos males, o menor. Infelizmente, por falta de opção, por falta de um Aecio Neves, ou um Ciro Gomes, ou um Sergio Cabral, vou ter de optar por quem eu considero que seja menos pior.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Nós brasileiros questionamos a censura de outros anos, em relação ao direito de opinar. Acredito que não é neste blog, nem em outros instrumentais da imprensa que devemos nos degladiar, ou seja, se sou a favor ou contra a Dilma ou o Serra. Quem vota em Dilma, tem suas razões, da mesma forma quem vota em Serra.
    Pelo contrário, existem muitas pessoas que votam por interesse , ou seja tem um cargo comissionado, deve favor a um político que lhe indicou e simplesmente precisa apoiar o candidato,até mesmo para segurar o seu emprego. Isto aconteceu no governo FHC, no Governo Lula e continuará acontecendo.
    Vejo este momento político de campanha,por outro ângulo. Vamos nos deter as propostas dos candidatos, analisar o seu histórico político, e qual o melhor para nos representar. Tendo em vista que democracia por representatividade não é plena. Na maioria das vezes nos decepcionamos com os candidatos que elegemos.O poder é perigoso e muda muito a postura de quem não tem carater íntegro, personalidade forte, carisma político e vontade de defender os mais pobres, oprimidos, excluídos.Vamos realmente viver a democracia. Respeitemos o voto de cada um.

    ResponderExcluir
  10. Contrapondo o tucano, aí vão:


    13 razões para votar em Dilma no segundo turno
    A candidata Dilma Rousseff venceu o primeiro turno com 47 milhões de votos de brasileiros e brasileiras que acreditam na continuidade dos avanços dos últimos anos.
    Neste segundo turno, Dilma reafirma seus compromissos com a população e pretende fazer muito pelo Brasil, como erradicar a miséria, gerar mais empregos, melhorar a educação, saúde e segurança pública.
    Conheça aqui as 13 razões para votar em Dilma no segundo turno:
    1. FIM DA MISÉRIA – Com Lula, 36 milhões de pessoas entraram para a classe média e 28 milhões saíram da pobreza absoluta. Dilma vai aprofundar esse caminho e lutar para acabar com a miséria no país.
    2. MAIS EMPREGOS – O Brasil nunca gerou tantos empregos como agora. Dilma – que coordenou o PAC e o Minha Casa, Minha Vida, programas que levam obras e empregos a todo o país – é a garantia de que o mercado de trabalho vai continuar crescendo para todos.
    3. MAIS REAJUSTES SALARIAIS – Com Lula, o salário mínimo sempre teve reajustes bem acima da inflação e houve aumento da massa salarial em geral. Dilma vai manter e aperfeiçoar essa política que tem ajudado a melhorar a vida de tantas famílias, em todo país.
    4. MAIS BOLSA FAMÍLIA – Agora, existe candidato fingindo que é a favor do Bolsa Família, mas o povo brasileiro sabe: só Dilma garante o fortalecimento desse e de outros programas sociais criados por Lula.
    5. MAIS EDUCAÇÃO – Lula criou o ProUni, mais universidades e escolas técnicas do que qualquer outro governo. Dilma vai seguir abrindo as portas da educação para todos. Com ela, serão construídas escolas técnicas em municípios com mais de 50 mil habitantes e em cidades-pólo.
    6. MAIS SAÚDE – Lula ampliou o Saúde da Família, implantou o Samu 192, as Farmácias Populares e o Brasil Sorridente. Dilma já garantiu: vai criar 500 Unidades de Pronto Atendimento – as UPAs 24 horas. E 8.600 novas Unidades Básicas de Saúde – as UBS. Tudo para o bem estar da família brasileira.
    7. MAIS SEGURANÇA – Lula está fazendo um investimento inédito na segurança pública, com o Pronasci, que tem, entre suas prioridades, o policiamento comunitário, a inclusão do jovem e a parceria com a sociedade. Dilma vai ampliar essa ação, usando como modelo as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), que estão livrando várias comunidades do Rio de Janeiro do domínio do tráfico de drogas.
    8. MAIS COMBATE AO CRACK – Dilma vai combater a praga do crack com autoridade, carinho e apoio. Apoio para impedir que mais jovens caiam nessa armadilha fatal. Carinho para cuidar dos que precisam se libertar da dependência. E autoridade para combater e derrotar os traficantes.
    9. MAIS CRECHES – Dilma quer garantir mais tranquilidade para as famílias que trabalham e não têm onde deixar os filhos. Por isso, já assumiu o compromisso de construir 6 mil creches e pré-escolas em todo o país.
    10. MAIS MORADIAS POPULARES – Juntos, Lula e Dilma criaram o Minha Casa, Minha Vida, que está realizando o sonho da casa própria de muita gente. Dilma vai ampliar o programa, garantindo mais 2 milhões de moradias populares para quem mais precisa.
    11. MAIS APOIO AO CAMPO – Nossos agricultores nunca tiveram tanto apoio para produzir e crescer na vida. Dilma – que criou o Luz para Todos, levando energia para milhões de lares brasileiros – é a certeza de que esse trabalho vai seguir em frente, tanto para o agronegócio como para a agricultura familiar.
    12. MAIS CRÉDITO – Lula criou o crédito consignado e facilitou o acesso da população a várias linhas de crédito. É por aí que Dilma vai seguir para continuar beneficiando toda a população.
    13. MAIS RESPEITO AO BRASIL – Com Lula, o Brasil pagou sua dívida com o FMI e passou a ser um país respeitado em todo o mundo. O país vai realizar a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. Dilma quer o Brasil assim: forte, independente e cada vez mais admirado aqui e lá fora.

    Autor Desconhecido

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.