24 setembro 2010

Removam-se as placas

Juiz determina a remoção de Placas, cavaletes e assemelhados.

Após várias manifestações populares Juiz determina a remoção de placas de propaganda eleitoral

Os comitês locais e regionais receberam hoje pela manhã a notificação, do Juiz da 27ª Zona – Crato, determinando a retirada, no prazo de 4(quatro) horas da propaganda eleitoral que desatende a legislação eleitoral, em especial as mencionadas a seguir: Placas, cavaletes e assemelhados em praças ou espaços públicos, em canteiros de vias públicas, instalados em calçadas e lugares equivalentes. A determinação deve-se a diversas manifestações populares, solicitando a regularização deste tipo de propaganda, alegando que as mesmas estavam impedindo o trafego regular de pedestres à via pública de modo que para alcançar local destinado à travessia da via pública era necessário por a vida em risco passando por via de automóveis, prejudicando ainda a passagem de cadeiras de rodas, carrinhos de bebês e equipamentos de pessoas com necessidades especiais.

Nos últimos meses as cidades do Cariri foram invadidas por uma enxurrada de placas, esse material está em todos os lugares onde deveria ser passagem de pedestre. No percurso Juazeiro – Crato a poluição visual dificulta a visibilidade da via.

Na cidade do Crato já se tem um histórico de luta contra poluição visual, visto que há até uma determinação municipal em relação à fixação de placas e faixas. Nesse período de campanha eleitoral os cratenses se sentiram sufocados pela enxurrada de informações nas placas de propaganda.

Durante o encontro do PIA, realizada em Crato e organizado pelo Coletivo Camaradas, foi realizada a “Ação Poluição” onde foi feito o registro fotográfico de várias praças do Crato congestionada por placas. Os Camaradas divulgaram a ação na impressa e foi bastante repercutido. O registro foi enviado ao MP e OAB solicitando a regularização da propaganda.

Resta saber se todos os Comitês de campanha obedecerão à determinação, pois mesmo depois de expirado o prazo estabelecido muitos candidatos ainda não haviam retirado seus materiais.

A decisão pela remoção veio do Dr. João Luis Nogueira Matias, Juiz Auxiliar da Propaganda Eleitoral do TRE-CE.

Por Erika Souza
Integrante do Coletivo Camaradas e @PortalKariris

6 comentários:

  1. Ô notícia boa, porém atrasada!

    Daqui para o dia 30 de Setembro com certea irão remover. Eu queria ver é que tivessem removido isso no início da campanha!

    Mas antes TARDE, do que NUNCA!

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  2. Dihelson,

    faço das suas as minhas palavras. Eu estou que não aguento mais essa poluição.

    Parabéns pela iniciativa das autoridades compententes.

    Abraços,
    Yuri Lacerda

    ResponderExcluir
  3. ola, Yuri,

    hoje eu devo voltar lá na locadora, e eu vou levar chinês, rsrs

    Abraços...

    DM

    ResponderExcluir
  4. Se existisse a opção DISCORDO eu cravaria nela após ler esta tola matéria.
    Que me perdoem os que pensam o contrário.
    Mas, sinceramente, não vejo mal nos cavaletes de propaganda política com retratos dos candidatos.
    Poluição?
    Poluição mesmo são as idéia trogloditas dos que defendem a ditadura do proletariado de partido único, aonde os direitos humanos vão para a lata de lixo...
    E ainda tem algumas pessoas que fingem acreditar nessas idéias.
    Ruim era no tempo que os cartazes políticos eram colados nas nossas residências a nossa revelia.
    Hoje eles são colocados de manhã, em cavaletes, e recolhidos no início da noite.
    A mim não me incomoda, até porque, não tenho a cabeça feita por propaganda.
    Até a foto do mal-encarado de Inácio Arruda, com aquela expressão de primata e os dentes desalinhados – expostos na campanha de 2006 (Naquele tempo ninguém reclamou) nunca me incomodou.
    E depois, alguém acredita – sinceramente – que os detentores do poder vão cumprir o despacho do Juiz?

    ResponderExcluir
  5. Esse Armando é uma graça. Está cada vez mais ferino.

    Mas, Armando, de uma coisa nós temos certeza, esses cartazes serão recolhidos até o dia 30 de setembro.

    Nas próximas eleições vai ser a mesma coisa, quando faltarem 5 dias pra terminar o prazo de propaganda eleitoral, alguém irá forçar para que se retire a propaganda porque causa poluição visual.

    Eu sinceramente gostaria que ela tivesse sido retirada no primeiro dia da campanha, mas isso nao incomoda muito, o que incomoda mesmo são os carros volantes, o som deles invade a nossa residência, o ASILO INVIOLÁVEL DO INDIVÍDUO, sem pedir permissão, num verdadeiro ESTUPRO aos nossos ouvidos.

    Essa propaganda eleitoral deveria ser considerada até inconstitucional, porque fere as garantias individuais, mas o Brasil é o retrato da Injustiça e das Desigualdades. Aqui, quem tem poder faz o que quer sem dar satisfações à justiça, às leis, e fica tudo por isso mesmo.

    É OU NÃO É ?
    Nossos ouvidos confirmam isso, pois vivemos reclamando desde o início da campanha!

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  6. Dihelson:

    Esses carros de som (alguns até "carrinhos de mão" contribuindo para a poluição sonora ) parece coisa de terceiro ou quarto mundo.
    E as músicas?
    Tem um candidato a deputado estadual que tem uma musica que merece o "Premio Nobel de anti-música", igualando-se às aberrações musicais das bandas de forró eletrônico...
    Ninguém merece...

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.