21 agosto 2010

TEXTO PARA REFLEXÃO - Um Complô contra o Crato ? - Por: Dihelson Mendonça


crato na mira

Vendo assim de fora o que tem acontecido na nossa cidade ao longo de muitos anos, como um processo de falência múltipla de órgãos, sendo desativados um por um, poderíamos ser levados a crer que existe um complô contra o Crato, armado por um grupo para esvaziar a nossa cidade, para provar que o Crato não é viável, para desmoralizá-la política e administrativamente; Para sucatear, para fazer com que os cratenses votem em ******** ou no candidato *** - Plano esse muito bem arquitetado, sob um manto de região metropolitana, que vai sugando como um sumidouro perverso, praticamente tudo das cidades satélites para a metrópole. Não me parece também que tudo o que está acontecendo seja obra do puro acaso, toda essa debandada de empresas e de organizações. O Acaso não seria tão perverso para com o Crato dessa forma.

Além do fato de não termos representatividade, a cidade é vulnerável, defendida apenas por alguns poucos soldados refugiados num "Bunker", as legiões superiores, que são contrárias politicamente, podem também ter algum interesse em se apossar deste pedaço aqui, a fim de cravar a sua bandeira, o que seria um processo normal e até lógico a todo conquistador.

Na realidade, é como se o Crato estivesse numa espécie de contramão política, nadando contra uma maré que vem de longe, para tentar destruí-lo. O que podemos fazer para fortalecer a cidade que está sendo desativada e se transformando em cidade dormitório ? Resposta: Eleger somente pessoas compromissadas com a nossa cidade. O crato sofreu uma erosao política nos últimos 30 anos, por não haver eleito pessoas que tenham qualquer compromisso. Esta é a hora tão crucial que esperamos, para quem não quiser ver o término da cidade do Crato, votarem finalmente nas pessoas CERTAS.

Lembrando que: A história nos mostra que os grandes conquistadores tinham formas muito claras quando visavam uma cidade forte; Primeiro enfraquecê-la, sucateá-la, para depois deixando-a totalmente vulnerável, aos pedaços, finalmente saqueá-la, conquistá-la, ou comprá-la a preço de banana. Parece ser isso o que estão fazendo com o Crato. E até agora, estão conseguindo esse terrível objetivo. Falta agora, somente o golpe de misericórdia !

Dihelson Mendonça

6 comentários:

  1. Prezado,
    Dihelson Mendonça

    Tudo isso é falta de conscientização politica do nosso povo.Infelizmente parece que o povo da cidade vizinha tem mais amor a sua terra natal.
    abraços
    Maria Amelia Castro

    ResponderExcluir
  2. Você está certíssima, Maria Amélia.

    Veja que em nenhum momento do texto, eu tenha citado que a culpa disso seja o povo de jauzeiro. De forma alguma!

    A culpa é dos Cratenses MESMO. Que dormiram no ponto por 30 anos, e agora, acordaram com a água das goteiras caindo na cara.

    Só que o momento de reverter isso é AGORA. As pessoas não pensam, não raciocinam que aquilo que elas amargam hoje é fruto das escolhas erradas do passado.

    E para isso mesmo é que existe a política. O Crato é aquilo que os Cratenses desejarem. Se colocar pilantras no Poder, a cidade vai para trás. Se colocarem homens comprometidos com o Crato, ela se desenvolverá.

    A HORA É AGORA, do Crato eleger aí vários representantes da nossa terra.

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  3. Caro Dihelson Mendoça, Boa Noite!

    Meu nome é Wilson, provisoriamente, resido aqui em Juazeiro do Norte-CE, porém sou filho do Crato, voto no Crato e sempre escolho gente do Crato para nos reresentar. Logo retornarei a minha cidade.

    Li seu texto sobre a situação atual do nosso querido Crato e concordo plenamente com tudo que está escrito. Complemento seu raciocínio, dizendo que os atuais que se dizem " representantes cratenses ", não aparecem principalmente quando a Princesa do Cariri mais precisa. Fico me perguntando se valeu a pena todo esforço de Bábara de Alencar e seus filhos naquele longínquo 1817, nesse mesmo Crato, que hoje se encontra sem força política para reinvindicar mais uma vez a sua indepedência - desta feita - moral, política, econômica e social. Até quando iremos ver a nossa cidade, ser esvaziada das instuições públicas e privadas, conquistadas através do esforço de quem já representou verdadeiramente uma das principais cidades do Ceará? Precisamos urgentemente mudar este quadro. Como legítimo cratense que sou, luto por minha terra mesmo longe dela e acredito que é hora de elgermos gente do Crato que mora e conhece a realidade de perto da nossa cidade, para que possamos cobrar mais respeito e compromisso por uma terra que nunca deixará de ser e ter importante significado para as terras alencarinas e para este Brasil por muitos conhecido!

    Permita-me um comentário a mais: como está escrito na coluna da hora da Praça Francisco Sá (Cristo Rei). " Nessa terra há lugar para todas as pessoas de boa vontade ". Façamos mais uma vez a redenção do nosso Cratinho de Açúcar e vivamos novos tempos. Juntemo-nos num movimento Pró-Crato. Usemos uma de nossas maiores, como é o caso desse importante BLOG! Usemos nossa famosa Praça Siqueira Campos para debater! Entremos em nossas Escolas (públicas e privadas)!Basta de sermos golpeados pelas costas.

    " Crato amado idolatrado teu destino há de seguir "

    " Grande e forte como nosso verde
    mar "

    " Bendita sejas oh terra de Alencar "

    Lutemos pelo Crato, pensemos no Crato e seremos todos recompensados.

    Um forte abraço meu caro Dihelson!

    ASS: JOSÉ WILSON PEREIRA LIMA

    PROFESSOR E ADVOGADO

    ResponderExcluir
  4. Caro Dihelson, boa noite!

    Li seu texto sobre a situação don nosso Cratinho de Açúcar e lamento que nós somos culpados também. Que diria Bábara de Alencar sobre tais fatos? Deviamos seguir o exemplo dela que tanto lutou e usou nossa cidade como principal palco da sua bravura juntamente com seus filhos. Precisamos de verdadeiros representantes cratenses que assumam cargos eletivos nas nossas casas legislativas (Estadual e Federal), que estejam sempre em nossa cidade escutando os apelos de todos. Não basta apenas eleger, mas, porém, exigir o retorno pela confiança. Como todo cratense sou mais um indignado com tudo isso, e, apesar de residir aqui em Juazeiro do Norte, voto no Crato, porque amo minha terra e sofro quando querem desrespeitá-la. Pretendo logo voltar a residir ai o mais breve possível, pois é de perto que podemos fazer mais.

    Um forte abraço!

    Ass: José wilson Pereira Lima

    ResponderExcluir
  5. Meu Prezado José Wilson Pereira,

    Muito obrigado por sua postagem. Vê-se claramente o amor estampado em cada palavra, de um Cratense de boa vontade.

    Eu recebi o seu cadastro de comentarista do Blog do Crato, totalmente identificado.

    Fique á vontade para escrever e comentar no nosso Blog. Eu estarei liberando todas os seus comentários.

    Um grande abraço,
    Seja Bem-Vindo à nossa família.

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  6. Prezada Amélia

    Você disse a maior verdade, o que me entristece é falta de ideologia de nossos futuros políticos. Os que pregavam o voto para os cratenses, agora se venderam todos para os candidatos de Juazeiro. Estamos caminhando para sermos um subúrbio de Juazeiro!
    Heladio

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.