29 agosto 2010

Ideologias e Fanatismo - Dihelson Mendonça


Admitamos: O mundo não consegue viver sem a violência. Os Árabes e Israelenses que o digam ( Eles são os povos de deus ). Nós outros, somos bem mais pacíficos. Dizem sempre que todas as guerras foram feitas no sentido de promover a PAZ, mas eu não creio. Eu diria que aqueles que fazem a guerra se comprazem exatamente na guerra. Esta é o meio e o fim. Quando encontram um mundo de paz, acham tudo muito enfadonho. Mas é engraçado essa coisa de Facção Política, de crença e de Ideologias...

A maioria das pessoas não consegue viver sem querer aniquilar os que pensam diferente, e não conseguem conviver dentro de um espaço democrático, que seria para todos, sem que tentem se matar. Criamos espaços que seriam para unir pessoas com suas diversas crenças e ideologias, mas com o tempo, foi-se revelando o verdadeiro caráter dessas pessoas. A intolerância maldita daqueles que não conseguem um convívio saudável com gente que pensa ao contrário.

Acabou fazendo efeito contrário no lado político. Ao invés de termos o debate das idéias, os que apoiam certos partidos políticos e certos candidatos(as), foram se polarizando e se agrupando como uma colmeia, para bradar aquilo em que acreditam, fugindo para outros espaços, por falta de adaptação ao bom convívio em sociedade. E é engraçado ver a incapacidade dessas pessoas de conseguirem se submeter às regras. São anárquicas por natureza, e não pensam na disciplina. Vivem pelos guetos da democracia, atacando organizações, Igrejas, e instituições.

Eu sempre achei que o caminho do diálogo fosse o melhor dos mundos. Não acredito em manifestantes violentos, daquele tipo que planta bombas nos mosteiros. Não acredito em terrorismo, facções, milícias, grupetos nem panelinhas. Acho que a LEI está acima de todas as coisas. Tão próxima da outra palavra mágica: A EDUCAÇÃO de um povo.

Há muitas pessoas que têm dificuldade com o convívio em sociedade, por acreditarem mais nas forças destrutivas e Vermelhas da "Revolucion" do que nos caminhos pacíficos e Azuis do diálogo. Eu sou da PAZ, dos que querem um mundo de Vida, e de Liberdade com Responsabilidade. Não dos que acreditam em luta armada, em milícias, e em terrorismo para tentar mudar o mundo. Até porque:

"Quem vive pela espada, morre pela espada"

Bom Domingo,

Dihelson Mendonça

5 comentários:

  1. Texto ótimo, Dihelson! A ambição e o egoismo do ser humano, são responsáveis pelas guerras. Se o homem agisse com sabedoria, colocaria o amor acima de tudo. Em consequência o mundo teria paz.

    Um grande abraço.

    Magali

    ResponderExcluir
  2. Caro Dihelson

    Imagine um delírio, de um simples e mortal ser huamano, sentir-se numa nave espacial , vendo nosso pequenino planeta, apenas um pontinho azul no sidério e fazer, uma pequena reflexão; por que tantas guerras, se somos todos terrestres, irmãos desta mesma casa, tão insiguinifante na imensidão cósmica!
    Heladio

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Magali e Heládio,

    Às vezes a gente se revolta quando vê tanta brutalidade, tanta coisa rude acontecendo...

    Existe uma seita por aí que sustenta a tese de que a quantidade de espíritos é FINITA, porque haviam sido criados no início do mundo. E com a explosão demográfica, bilhões de espíritos sobre a terra, teríamos alcançado o limite.

    Tem gente aí defendendo a tese de que já existe gente sem "espírito", rs rs. Sao animais falantes.

    Quando eu vejo certas aberrações no nosso mundo, tanta estupidez, tantas guerras por nada, tanta fome, tanta gente de cabeça vazia sem ter uma arte, sem ter uma instrução, vivendo como macacos, sabe que eu começo a acreditar nessa hipótese ?

    Se vocês entrarem no meio da conversa de certas turminhas de jovens, de moto-taxistas, o papo é muito legal...mas é muito legal...É o reino da cultura inútil, a continuação dos programas Café com Bobagem das estações de Rádio, em que existe somente bobagem e nenhum Café.

    É só um bla bla bla bla...que depois de filtrado, não sobra absolutamente nada!

    Porque que esse povo não vai estudar? Aprender a tocar um instrumento musical, aprender a pintura, escultura, fazer algo, ser algo ?

    É preciso que a sociedade forneça educação de verdade para os indivíduos. Hábitos saudáveis e pensamentos bons que não levem nem ao caminho do vazio nas cabeças, nem aos horríveis caminhos da violência.

    Sim, porque a violência é uma mistura de ignorância com má índole, se é que existe má índole.

    Porque somente a educação e o amor são capazes de transformar o mundo. Somente essas duas coisas são capazes de acabar com as guerras, com as inutilidades e construir o novo homem. O ser humano do novo milênio.

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  4. Meu amigo Heládio,

    Nós temos muito que conversar sobre essa coisa cósmica ainda. Espero lhe encontrar com tempo para sentarmos para falar sobre astronomia, cosmologia e outras coisas.

    Eu tenho muitos documentários em Vídeo sobre Vida Extraterrestre, e é uma coisa muito legal uma foto que eu vi, imensa, num livro de Astronomia que comprei há poucos dias no Amazon.com que mostra a nossa galáxia e uma seta mostrando um pontinho provável aonde seria o nosso mísero sistema solar.

    A grandiosidade da foto é de fazer qualquer um se sentir uma bactéria e compreender que nada somos. Somente na Via-Láctea, bilhões de estrelas como o nosso Sol, e no universo, bilhões de bilhões de galáxias. É uma coisa tão inimaginável este espaço, que a gente não faz a menor idéia do que seja essa nossa pequenez.

    Mas por menor que sejamos, procuremos seguir as leis naturais. Existe um ditado que diz que: Se alguém quiser seguir a Deus, basta seguir o caminho da natureza.

    Eu sei que todos nós aqui estamos imbuídos dos melhores sentimentos e partilhamos do amor pelo Cosmos, pela natureza, pelos animais e todos os outros seres no universo. Formamos uma irmandade que se preocupa não só com esse planeta, mas com o equilíbrio e a diversidade de vida que existe em todo o universo, porque viemos de uma mesma fonte.

    Abração,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.