01 agosto 2010

AÇÕES DO MOVIMENTO EMANCIPALISTA DE PONTA DA SERRA


Emancipação de Ponta da Serra no Cariri Encantado-Protagonistas!

Como foi amplamente anunciado pelo Blog Cariricult e pela Rádio Educadora, uma comissão representando a AMEPS- Associação do Movimento Emancipalista de Ponta da Serra , esteve nessa sexta - feira(30) nessa emissora , dentro do Programa Cariri Encantado, a convite do seu produtor e apresentador, Luiz Carlos Salatiel.
A referida comissão foi formado pelo Dr, Francisco Dionísio Alves, Fernando Valdevino de Brito e Antonio Correia Lima.
O programa , que que vai ao ar de 14:00 às 15:00 dedicou, praticamente, todo seu tempo na discussão do tema Emancipação de Ponta da Serra, o que foi, sem dúvida, uma grande oportunidade para a elucidação de algumas dúvidas por parte do eleitorado de todo o município do Crato, que deverá dizer SIM ou não no plebiscito, que deverá ocorrer em 03 de outubro ou na data de um eventual segundo turno.

Em Assembléia Geral AMEPS Aprova Plano de Ação de Campanha do Plebiscito

Neste domingo, 01/08, com início às 9:00, no Pólo de Atendimento Vereador Edvard Ribeiro da Silva, situado à rua Antonio Trajano da Silva, na sede, aconteceu mais uma Assembléia Geral da Associação do Movimento Emancipalista de Ponta da Serra ( AMEPS), com um razoável numero de pessoas.
Na oportunidade, foi apresentada a proposta do Plano de Ação de campanha do Plebiscito, que foi discutido, emendado e aprovado, restando agora se dar início à campanha, que deverá ocorrer nesses dias.
Apesar da indecisão por parte do TRE , quanto ao dia do Plebiscito, o movimento vai às ruas, levando as informações esclarecedoras sobre o processo de emancipação, na esperança do convencimento do eleitorado do município em dizer SIM à emancipação de Ponta da Serra.

6 comentários:

  1. Prezado Antônio Correia

    Muitos cratenses se apegam à idéia de que a emancipação da Ponta da Serra será prejudicial ao Crato. Se é ou não, não sei ainda afirmar. Sei que será benéfica à Ponta da Serra, pois é uma região de solo riquissimo, todo ele produtivo e se melhor explorado será um celeiro de toda a região caririense.
    Mas o que gostaria de afirmar aqui é que prejudicial ao Crato mesmo é o voto em candidatos de fora. Que adiantou o Crato ter dado 11 mil votos a Ciro Gomes, que só tem olhos para Sobral? Infelizmente, o que me deixa muito triste é que alguns vereadores do Crato estão se vendendo a candidatos a deputado de outras regiões. Isso é atitude da mais alta traição e um elemento desse não pode ser considerado como filho do Crato. Para mim é o pior inimigo que nossa terra possui. São analfabetos políticos, pior do que aqueles que usam a impressão digital como assinatura. Estes pelo menos se sentem cidadões por terem conquistado o título de eleitor. Nada mais justo essa conquista deles. (Os que assinam com a digital). Nada mais vil a atitude dos nossos analfabetos políticos, vendilhões da sua própria mãe, a terra que os viu nascer.

    ResponderExcluir
  2. O ruim da emancipação é que criam-se mais prefeituras, mais câmaras de vereadores, ou seja, a politicagem e o apadrinhamento impera, tomara que na Ponta da Serra seja diferente.Como em alguns países, poderia criar conselhos municipais ao invés de prefeitura.

    ResponderExcluir
  3. Agradecemos a gentileza do amigo Carlos Eduardo e também a participação do Dedé Cariri. Quero afirmar aos dois, de que sonhamos com um projeto Político Sério e competente para o novo município, que teremos como alinhado, como um cidadão comum, o Mons. João Bosco.
    Ele já nos garantiu que não será candidato, mas irá nos ajudar a construir esse projeto, mesmo não sendo mais nosso vigário.
    Ele acredita que agora ficará mais livre para trabalhar o social, em nossa Ponta da Serra.
    Ele vem lutando por essa emancipação, desde 1990.

    ResponderExcluir
  4. Tenho dito aqui e por onde ando, Mons Bosco, há 27 anos em nossa comunidade, se tornou a pessoa mais querida e respeitada. Poucos cratenses sabem da importãncia do seu trabalho social durante todo esse tempo.
    Hoje ouvi um depoimento da D. Maricô, relatando os momentos de satisfação de convivência nas roças comunitárias, onde a comida era feita lá mesmo, e o Padre Bosco se juntava ao grupo, realizando a mesma tarefa, saindo de lá só na ora de celebrar alguma missa.Isso foi por muitos anos( na década de 90).
    Será que se essa emancipação fosse ruim para nossa gente o Mons. Bosco iria está fazendo essa defesa?

    ResponderExcluir
  5. Algumas pessoas que se referem ao nosso movimento o fazem, achando que somos tolos e que estamos sendo iludidos por algum político de fora.
    Nosso movimento está sendo conduzido por muitas pessoas de nivel superior, como também, de pessoas experientes, que atuam em vários setores.
    Somos conscientes da prática política da maioria dos nossos políticos, mas contra isso, teremos que lutar muito.
    80% da nossa população é favorável à emancipação, e temos informação que em pesquisa realizada em todo o município, 65% diz SIM à POnta da Serra.

    ResponderExcluir
  6. Se o movimento rompe com esse tipo de políticos oportunistas ótimo, com a palavra o tempo. Vamos pra frente!!

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.