07 junho 2010

Só pra vocês terem uma idéia da Diferença - EXPOCRATO X GARANHUNS 2010


Festival de Inverno de Garanhuns / 2010


Palco Guadalajara


16/07 - Quinta-feira

Paulinho Groove
Quinteto Violado e convidados (Lenine e Coral de Aboio de Serrita)
Maria Rita

17/07 - Sexta-feira
Leo Noronha
Lula Queiroga
Fernanda Abreu
Lenine

18/07 - Sábado

Alexandre Revoredo
Mombojó
Rita Lee
Cachorro Grande

19/07 - Domingo

Audejan
Silvério Pessoa
Astros e Estrelas Carnavalescas (Orquestra Popular do Recife, Claudionor Germano, Expedito Baracho, Getúlio Cavalcanti, Nonô Germano, Coral Edgar Moraes, Beto Ortiz e o Bloco da Saudade)
Moraes Moreira
Apoteoso do Cortejo de Cultura Popular

20/07 - Segunda-feira

Orquestra Nostalgia
Silvia Machete
Paulo Diniz
Odair José

21/07 - Terça-feira

Banda Flash
Edilza
Del Rey
Wanderléa

22/07 - Quarta-feira

Moendas de Pernambuco
Matingueiros
Geraldo Maia
Cordel do Fogo Encantado

23/07 - Quinta-feira

Edu e Maraial
Cabruêra
Orquestra Contemporânea de Olinda
Nação Zumbi e convidados (Arnaldo Antunes, BNegão, Edgar Scandurra, Otto e Fred 04)

24/07 - Sexta-feira

Os Valvulados
Andréa Amorim
Faces do Subúrbio
Terreiro Cibernético
O Rappa

25/07 - Sábado

Michelly dos Anjos
Di Melo
Mundo Livre S/A e convidados (Otto e Orquestra Popular da Bomba do Hemetério)
Jorge Ben Jor



E o MELHOR : Toda a Programação tem Entrada Franca!

Ô Cratim de gente sem iniciativa! - Expocrato - Todo ano a mesma Me*** mesmo ! - Dá-lhe Garanhuns !

17 comentários:

  1. E isso aí é só no palco Principal. Tem ainda:

    PALCO INSTRUMENTAL

    PÓLO CULTURA POPULAR

    TENDA DO SESC

    PALCO POP

    PALCO FORRÓ

    TEATRO PARA INFÂNCIA E JUVENTUDE

    CIRCO

    DANÇA


    MÚSICA ERUDITA


    MOSTRA DE CINEMA

    CORTEJOS
    PALESTRAS, CINEMA E VÍDEO
    FOTOGRAFIA E ARTES PLÁSTICAS E GRÁFICAS
    LITERATURA
    ESPETÁCULOS DE RUA

    ...


    É Mole ? Será que os DESGOVERNOS do Ceará não tinham condição de fazer uma ExpoCrato melhor e que atendesse a diversos tipos de público ? Será que na ExpoCrato só tem público Otário ? Creio que não. Tem gente para todos os gostos. E porque só existem essas mesmas merdas que eles trazem todo ano ?

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  2. Não é por nada não Di mas meu Pernambuco é imortal! é imortal!
    E parece que no Crato é imoral! é imoral! sem querer ofende.
    Aqui na capital temos no mês de Novembro um evento parecido com este dai, mas é unicamente para leilão de animais, tem também estas apresentações de bandas eletrônicas, porém o objetivo maior é o leilão.

    Abraços,

    Rose

    ResponderExcluir
  3. A difreneça mesmo é que lá, eles têm a cultura da cultura, aqui, temos a cultura de Secretarias, dentre estas, a de descultura!

    É ofendendo mesmo, é uma imoralidade!

    Como o Crato pôde perder-se no bonde da história! Tudo em nome dos criadores de gado! Eita povo marcado, infeliz povo!

    ResponderExcluir
  4. É bom lembrar que essa é a programação de Garanhuns do ano passado, esse ano na comemoração dos 20 anos de FIG o governo ja prometeu que investirá nas atrações, a festa não é só de graça como a organização parece evento muito bem pago, pela grandiosidade e segurança!
    Ano passado fiz a comparação das atrações, sei que o tipo de festa que se faz aqui na EXPOCRATO atrai muita gente de fora também, muito ingresso, muito lucro, mas deve haver interesse do poder público em ivestir em cultura, Garanhuns ainda tem um público que incrivelmente nos blog's elogiam a programação daqui e comparam com a de lá, dizendo que aqui é que se sabe fazer festa, bom, uma boa seria trocarmos então...LEVEM A EXPOSIÇÃO E DEIXEM GARANHUNS AQUI! RSRSRS!

    ResponderExcluir
  5. Com todo o respeito aos comentários expostos, quero discordar desse tipo de comparação. Ora, Festival de Inverno(!!?? - Inverno no Nordeste é ótimo!!!)é uma coisa totalmente diferente de Exposição Agropecuária.

    Na realidade, nesse tipo de evento nem shows deveriam existir e sim apenas a exposição dos animais, vendas, negócios,etc. Os shows são um "upgrade", diversão, festa para o povo. O que vale na exposição são os negócios e, neste caso, a EXPOCRATO dos últimos anos tem crescido bastante, inclusive com leilões de animais sendo transmitidos ao vivo por redes de tv.

    Agora, o Crato pode sim realizar um evento tipo Festival de Inverno de Garanhuns, tipo Festival do Jazz e Blues de Guaramiranga(o Ceará tem isso tbm, viu Rose), tipo Festival do Chorinho em Viçosa e outros. Pq não faz? A Secult criou o Festival Cariri da Canção. Este pode ser um caminho. E podemos realizar outros festivais, outros eventos voltados para um público mais "elitizado".

    Não estou aqui defendendo o tipo de música que toca na EXPOCRATO, até pq faz tempo que não vou a um show durante a exposição. Apenas estou dizendo que são dois eventos totalmente distintos, e que portanto não podem ser comparados como está sendo.

    E depois, há pouco tempo atrás, o governo do estado propôs construir um parque novo para a cidade e muita gente da cidade foi contra. Creio que é preciso repensar esse posicionamento, pois quem perdeu foi o Crato. E aí não adianta ficar reclamando disso ou daquilo.

    ResponderExcluir
  6. Antonio ALTANEIRA fco: da rocha sp8 de junho de 2010 00:40

    a dihelson acho o sr. uma pessoa muito inteligente mais nesta comparação você pecou muito, alias a programação dos pernambucanos é muito pobre é festa pra o pessoal da cidade local a expocrato já é reconhecida como a maior festa da região o que traz motivos de inveja até pra uns vizinho que não conseguem fazer uma festa de tanto prestigio no cariri como a expocrato uma festa que é comentada em todo as redondezas do sul do ceará e estados vizinhos é festa pra multidão. e tem muito artistas locais que não tem la muito talento pra ter o privilegio de se apresentar pra publico mais ligados a artistas de televisão de radio que é a maioria de publico que vem a expocrato. e ainda quero dizer não sei porque o cearense tem uma mania de dar mais valor ao que é de fora do que o que do seu torrão. isto só acontece com cearense no brasil.sempre sou contra por que sou diferente.dou mais valor ao que é nosso sem desmerecimento do gosto dos outros claro. é isto ai .

    ResponderExcluir
  7. a dihelson acho o sr. uma pessoa muito inteligente mais nesta comparação você pecou muito, alias a programação dos pernambucanos é muito pobre é festa pra o pessoal da cidade local a expocrato já é reconhecida como a maior festa da região o que traz motivos de inveja até pra uns vizinho que não conseguem fazer uma festa de tanto prestigio no cariri como a expocrato uma festa que é comentada em todo as redondezas do sul do ceará e estados vizinhos é festa pra multidão. e tem muito artistas locais que não tem la muito talento pra ter o privilegio de se apresentar pra publico mais ligados a artistas de televisão de radio que é a maioria de publico que vem a expocrato. e ainda quero dizer não sei porque o cearense tem uma mania de dar mais valor ao que é de fora do que o que do seu torrão. isto só acontece com cearense no brasil.sempre sou contra por que sou diferente.dou mais valor ao que é nosso sem desmerecimento do gosto dos outros claro. é isto ai .

    ResponderExcluir
  8. Queria só lembrar que essa programação do Festival de Inverno do Garanhuns é do ano passado, a deste ano ainda não foi confirmada mas com toda certeza será bem melhor que a da ExpoBosta...

    O festival de inverno de Garanhúns é de inverno mesmo, caro Océlio, porque lá é uma cidade serrana e bastante fria por sinal. Sinto discordar do seu comentário, mas não vejo problema em ter shows na ExpoCrato. Não vejo problema nem em ter shows de forró, até porque tem muita gente imbecil (é isto mesmo, doa a quem doer) que gosta dessa merda... O grande problema é que só tem isso, quando não é esse forró é esse falso sertanejo de hoje em dia e coisas do tipo.

    Eu entendo que um evento destas proporções deveria agradar a todos os públicos: forrozeiros, regueiros, alternativos, pagodeiros, MPBistas e por aí vai, sem discriminar ninguém...

    (e se é pra discriminar que sejam os imbecis dos forrozeiros... rsrsrsr)

    E o que tem a ver a mudança do Parque de exposições com o assunto em questão? E só pra constar, quem deixou de ganhar com a permanencia do parque aonde sempre esteve foi o Juazeiro do Norte e não o Crato...

    Abraços

    ResponderExcluir
  9. A cidade de Garanhuns –PE, Localizando-se numa região montanhosa, o Planalto da Borborema, aqui ganhou “o apelido” de Suiça Pernambucana, pois na estação do inverno os termômetros registram temperaturas abaixo de 15ºC, nas madrugadas podem chegar a te 7ºC. Agora esta comparação de eventos deveria se estender ao que eu coloquei anteriormente, que na minha Capital pernambucana, ocorre um evento semelhante ao da Expocrato, só que é no mês de Novembro, é uma feira de vendas de animais com shows de bandas de forró eletrônico, DJs, e penso que deve ter mesmo este atrativo ao público, pois num evento assim fica monótono só leilão de animais. Já o FIG (Festival de Inverno de Garanhuns), é um evento totalmente com apresentações culturais, onde se tem a presença, dos artistas locais, como também de outras regiões do país, para este ano já está confirmada a presença da banda Paralamas do Sucesso, para quem deseja acompanhar o restante da programação que ainda não foi divulgada, pode acessar os sites:WWW.fundarpe.pe.gov.br; WWW.nacaocultural.pe.gov.br

    Pois é Océlio, sei que no CE, tem muita coisa bacana para se apreciar, e que bom mesmo que ainda tem, mas a questão aqui levantada foi a comparação entre estes dois eventos, então penso que se os cratensens estão querendo divulgar melhor seus artistais locais, espero que lutem junto aos governos e empresários para a realização deste, que para mim não precisaria ser no mesmo período da Expocrato, que também incluísse artístas da região do Cariri e de outras regiões do pais.
    E como o Sr. falou no seu comentário Océlio, se o Crato não quis a construção de um novo parque de eventos, não adianta chorar pelo leite que se deixou derramar.
    Janinha nem é preciso trazer a EXPOSIÇÃO do Crato para cá, rs rs rs.
    Um abraço a todos

    Rose

    ResponderExcluir
  10. Meus caros comentaristas, vou esclarecer algumas questões que expus.

    1. No Nordeste brasileiro não existe inverno enquanto estação do ano. Existem sim regiões montanhosas onde o clima é ameno, como a Chapada do Araripe, o Maciço de Baturité(a parte serrana), a Serra da Ibiapaba, Garanhuns, etc. Essas regiões são frias, mas nelas não existe inverno. Basta consultar um livro de geografia pra saber as quatro estações do ano e ver as caracteristicas da estação invernosa.

    2. Não discordei da existência de shows na EXPOCRATO. Tem que ter shows mesmo. Apenas disse que a exposição é agropecuária, de negócios, vendas e compras de animais, e que poderia muito bem não ter shows. Agora, acho que tem que ter shows, e shows dos mais diversos tipos e para os mais variados gostos. Eu não gosto de forró eletrônico, nem de sertanejo do sul/sudeste, mas tem muita gente que gosta e eu respeito o gosto dessas pessoas. E essas pessoas não são imbecis, apenas pensam de forma diferente e têm acesso a outro tipo de cultura e lazer.

    3. Quanto à mudança do local do Parque eu sou totalmente a favor. Pobre do Crato que vive com medo do Juazeiro. A nossa cidade se tiver que crescer é no rumo de Juazeiro e Barbalha. Basta observar a nossa geografia. E repito: o Crato saiu perdendo, o Cariri saiu perdendo. Mas tenho esperança que no segundo mandado do governador Cid Gomes essa questão volte a ser discutida de forma serena e racional.

    Obg pela atenção e leitura.

    ResponderExcluir
  11. Falta um espaço publico adapto a os eventos musicais, em lugares abertos o som incomoda a cidade inteira; não adianta se lamentar depois em outros evento durante o ano, ou da ou não da o espaço da ExpóCrato precisaria sim ser organizado para o ano todo mas sem muita barulheira e bastante controle.Eu não teve o tempo nem de baixar o volume e reorganizar o Olhar na praça da Sé aí sim teria dado a Crato a melhor musica e bons eventos.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  12. Caro Océlio,

    Discordando mais uma vez de você (juro que não é perseguição rsrsrs)...

    1- No nordeste o clima é semi-árido com a presença de apenas duas estações: a seca e a chuvosa. A chuvosa é chamada de inverno por ser mais fria (ou menos quente) que a outra, portanto não é errado dizer que o Festival de Garanhuns é de inverno.

    2- Concordo em parte neste item. Só acho que estas pessoas que só têm ouvido pro forró eletrônico são mesmo imbecis já que não se permitem abrir a mente para coisas melhores e mais instrutivas... Esta é minha opinião, espero que a enteda

    3- Continuo achando que o Crato seria prejudicado com a mudança do Parque de Exposições...

    Abraços

    ResponderExcluir
  13. " E essas pessoas não são imbecis, apenas pensam de forma diferente e têm acesso a outro tipo de cultura e lazer."

    A TEORIA DO CONHECIMENTO NOS DIZ QUE INFORMAÇÃO NÃO É CONHECIMENTO !
    o conhecimento é a explicação/ elucidação da realidade e decorre de um esforço de investigação para descobrir aquilo que está oculto, que não está compreendido ainda. Só depois de compreendido em seu modo de ser é que um objeto pode ser considerado conhecido. Adquirir conhecimentos não é compreender a realidade retendo informações, mas utilizando-se destas para desvendar o novo e avançar, porque, quanto mais competente for o entendimento do mundo, mais satisfatório será a ação do sujeito que a detém.

    NESTA PERSRPECTIVA ADMIRADORES DE PSEUDOELETROFORROZEIROS E PSEUDOSERTANEJOS NÃO SAO IMBECIS , SÃO APENAS INDIVIDUOS QUE NÃO COMPREENDEM A REALIDADE PORQUE NÃO RETÊM INFORMAÇÕES ! E SE NÃO RETÊM INFORMAÇÕES SÃO INCAPAZES DE DESVENDAR O NOVO , LOGO INCOMPETENTES PARA ENTENDER SIGNIFICADOS MAIS REBUSCADOS !

    ISTO NOS LEVA A PARADOXOS :

    O FATO DESTA POPULAÇÃO NÃO TER A INFORMAÇÃO SUFICIENTE PARA DECODIFICAR CONHECIMENTOS MAIS REBUSCADOS É A CONDIÇÃO PARA PARA SÓ LHES OFERECER LIXO CULTURAL ?

    * ESTE LIXO CULTURAL FOI E É PRODUZIDO PARA ESTA POPULAÇÃO ?

    * SE ESTE LIXO CULTURAL É PRODUZIDO PARA ESTA POPULAÇÃO , QUAL A INTENÇÃO ?

    *A DESVALORIZAÇÃO E A DEGRADAÇÃO DA ESCOLA PÚBLICA E DOS PROFESSORES
    fAZEM PARTE DESTA INTENÇÃO ?

    E PRA TERMINAR : IMBECIS NÃO PENSAM APENAS ABSORVEM POR OSMOSE O LIXO QUE É IRRADIADO PELA MÍDIA VAMPIRA QUE SE PERPETUA ATRAVÉS DA MANUTENÇÃO DA IGNORÂNCIA

    (GRUPO DE ESTUDOS DE POLITICAS CULTURAIS - ALUNOS DE LETRAS - UPE /FACETEG -GARANHUNS)

    ResponderExcluir
  14. DE UM CARIRIENSE QUE MORA EM GARANHUNS

    XX FIG 2010

    MÚSICA ERUDITA De 16 a 23 de julho Local: Catedral de Santo Antônio
    Programação - Conservatório Pernambucano de Música (CPM)


    Sexta – 16 de julho
    A partir das 16h30 Guilherme Calzavara (violão), Presto Ópera UFPB e Coro do COM
    A partir das 21h Allegretto
    Sábado – 17 de julho
    A partir das 16h30 Duo Flauta Doce e Piano, com Marco Antonio Barcellos e Fernando Muller
    A partir das 21h Trinca Trio, com Arthur Ortenblat (oboé), Valdir Caires (fagote) e Fernando Muller (piano)
    Domingo – 18 de julho
    A partir das 16h30 Duo Bandolim e Piano, com Marco César e Levi Guedes
    A partir das 21h Quarteto Egan (cordas) e Jonatas Zacarias (clarinete)
    Segunda – 19 de julho
    A partir das 16h30 Orquestra Sinfônica Jovem do Conservatório Pernambucano de Música
    A partir das 21h Orquestra Sinfônica Jovem do Conservatório Pernambucano de Música
    Programação - VI Virtuosi na Serra
    Terça – 20 de julho
    A partir das 16h Orquestra Jovem de Pernambuco com Rafael Garcia (regente), Sara Wallevik (violino), Rafael Altino (viola), Kim Bak Dinitzen (cello), Valeria Thierry (contrabaixo)
    A partir das 20h30 Recital Chopin I, com Janusz Swokron (piano)
    Quarta – 21 de julho A partir das 16h
    A Música de Câmara de Schumann, com Sara Wallevi (violino), Benjamin Sung (violino), Rafael Altino (viola), Kim Bak Dinitzen (cello), Victor Asuncion (piano)
    A partir das 20h30 Canções e Árias, com Gabriella Pace (soprano) e Victor Asuncion ( piano)
    Quinta – 22 de julho
    A partir das 16h O Violino Vermelho, com Benjamin Sung (violino)
    A partir das 20h30 Recital Viola & Piano, com Rafael Altino (viola) e Victor Auncion (piano)
    Sexta – 23 de julho
    A partir das 16h Orquestra Jovem de Pernambuco, com Rafael Garcia (regente)
    A partir das 20h30 Recital Chopin II, com Victor Auncion (piano)

    ResponderExcluir
  15. Programação artística oficial
    20º Festival de Inverno de Garanhuns

    DE UM CARIRIENSE QUE MORA EM GARANHUNS

    PALCO GUADALAJARA De 15 a 23 de julho Local: Esplanada Guadalajara A partir das 21h


    Quinta – 15 de julho Muendas de Pernambuco (PE) Orquestra Popular do Recife (PE) Espetáculo Pernambuco Nação Cultural (PE) Alceu Valença (PE)
    Sexta – 16 de julho Nação do Samba (PE) Trio Pouca Chinfra (PE) Gal Costa (BA) Belo Xis (PE) com Neguinho da Beija-Flor (RJ)
    Sábado – 17 de julho Rogério e os Cabras (PE) Dona Zefinha (CE) Móveis Coloniais de Acaju (DF) Skank (MG)
    Domingo – 18 de julho Banda Flash (PE) Tarcys Andrade, Banda Labaredas e Geneci (PE) The Fevers (PE) Adilson Ramos (PE)
    Segunda – 19 de julho Cascabulho (PE) Gláucio Costa (PE) Homenagem ao Mestre Camarão (PE) Elba Ramalho (PB)
    Terça – 20 de julho Paulinho Groove (PE) Orquestra Popular da Bomba do Hemetério (PE) Septeto La Botija, Eva Grinan e Gabino (CUBA) Reginaldo Rossi (PE)
    Quarta – 21 de julho Karla Rafaella (PE) Volver (PE) Beeshop – Lucas/Fresno (SP) Pitty (BA)
    Quinta – 22 de julho Instinct Noise (PE) Sandália de Prata (SP) MV Bill (RJ) Marcelo D2 (RJ)
    Sexta – 23 de julho Lucioly Maranhão (PE) Ligiana (DF) Eddie (PE) Os Paralamas do Sucesso (RJ)
    Sábado – 24 de julho Flávio Pontes e Banda (PE) Patrícia Bastos (AP) Jair Oliveira (SP) Paulinho da Viola (RJ)

    ResponderExcluir
  16. SÓ NUM DÁ VONTADE DE SER EX-CARIRIENSE PORQUE AMAR UMA TERRA É TER ESPERANÇA



    ARTES CÊNICAS De 16 a 24 de julho TEATRO, CIRCO E DANÇA
    TEATRO
    Sexta – 16 de julho
    Teatro de Rua
    A partir das 10h
    Local: Espaço Colunata (Avenida Santo Antônio) Polo Marginal (Grupo de Teatro de Rua Loucos e Oprimidos da Maciel – PE)
    Sábado – 17 de julho
    Teatro para Infância e Juventude
    A partir das 10h
    Local: Pavilhão de Teatro e Dança (Parque Euclides Dourado) História de Pingos e Chuva (Cia. Ânima de Teatro – PE)
    Domingo – 18 de julho
    Teatro de Rua
    A partir das 10h
    Local: Espaço Colunata (Avenida Santo Antônio)
    Reprilhadas e Entralhofas - Um concerto para acabar com a tristeza (Cia. 2 em Cena de Teatro, Circo e Dança – PE)
    Teatro para Infância e Juventude
    A partir das 10h
    Local: Pavilhão da Dança (Parque Euclides Dourado) Guerreiros da Bagunça (Pedro Portugal Produções – PE)
    Segunda – 19 de julho
    Teatro Adulto
    A partir das 19h
    Local: Teatro Luiz Souto Dourado
    A Cela (Groove Estúdio Teatral - BA)
    Terça – 20 de julho
    Teatro Adulto
    A partir das 19h
    Local: Teatro Luiz Souto Dourado Estilhaço (Cia. do Estilhaço - SP)
    Quarta – 21 de julho
    Teatro de Rua
    A partir das 10h
    Local: ruas da cidade Baby Dolls, uma exposição de bonecas (Elvina Maria Caetano Pereira – MG)
    Teatro Adulto
    A partir das 19h
    Local: Teatro Luiz Souto Dourado Entre amores, flores e frustrações (1ª Cia. Teatral Nós de Gato - PE)
    Quinta – 22 de julho
    Teatro Adulto
    A partir das 19h
    Local: Teatro Luiz Souto Dourado Guiomar, a filha da mãe (Grupo Pharkas Sertanejaz - PE)
    Sexta – 23 de julho
    Teatro Adulto
    A partir das 19h
    Local: Teatro Luiz Souto Dourado Cordel do Amor Sem Fim (O Poste: Soluções Luminosas e Samuel Santos -PE )
    Teatro para Infância e Juventude
    A partir das 10h
    Local: Pavilhão de Teatro e Dança (Parque Euclides Dourado) O Fantástico Mistério de Feiurinha (Grupo Diocesano de Artes – 20 anos)
    Sábado – 24 de julho
    Teatro Adulto
    A partir das 19h
    Local: Teatro Luiz Souto Dourado Mercadorias e Futuro (José Paes de Lira Filho, “Lirinha” – PE)
    CIRCO
    Sexta- 16 de julho
    A partir das 16h
    Local: Lona de Circo (Parque Euclides Dourado) Picadeiro Pernambuco (mostra de números circenses com artistas pernambucanos)
    Sábado – 17 de julho
    Sessões: 10h e 16h
    Local: Lona de Circo (Parque Euclides Dourado) Mostra Artística da Escola Nacional de Circo
    Domingo – 18 de julho
    Sessões: 10h e 16h
    Local: Lona de Circo (Parque Euclides Dourado) Sonho de Circo (Trupe Circus - Escola Pernambucana de Circo)
    Segunda – 19 de julho
    A partir das 16h
    Local: Lona de Circo (Parque Euclides Dourado) Pano de Roda (Grupo Pitanguinha Show)
    Terça – 20 de julho
    A partir das 16h
    Local: Lona de Circo (Parque Euclides Dourado) O Sorriso do Circo (Associação dos Proprietários e Artistas Circenses do Estado de PE – APACEP)
    Quarta – 21 de julho
    A partir das 16h
    Local: Lona de Circo (Parque Euclides Dourado)
    Circo Mágico Alakazam (Circo Mágico Alakazam)
    Quinta – 22 de julho
    A partir das 16h
    Local: Lona de Circo (Parque Euclides Dourado) Circo de Mônaco (Circo de Mônaco)
    Sexta – 23 de julho
    A partir das 16h
    Local: Tenda de Circo (Parque Euclides Dourado) Troca e Retroca (mostra de trupes circenses com artistas pernambucanos)
    Sábado – 24 de julho
    10h e 16h
    Local: Lona de Circo (Parque Euclides Dourado) Histórias de Goiás no Picadeiro (Circo Laheto)

    ResponderExcluir
  17. 5ª MOSTRA DE CINEMA FIG De 16 a 22 de julho Local: Cine Eldorado 2



    Sexta - 16 de julho 17h – Tô de Férias, de Reinhard Klooss e Holger Tappe (INFANTIL) 19h – As Melhores coisas do Mundo, de Laís Bodanzky + curta Recife Frio 21h – Aconteceu em Woodstock, de Ang Lee + curta Faço de Mim o que Quero
    Sábado - 17 de julho 17h – A Casa Verde, de Paulo Nascimento (INFANTIL) 19h – Quincas Berro D’Água, de Sérgio Machado + curta Ave Maria dos Sertanejos 21h – Educação. de Lone Scherfig + curta Epox
    Domingo - 18 de julho
    17h – Tô de Férias, de Reinhard Klooss e Holger Tappe (INFANTIL) 19h – Os Famosos e os Duendes da Morte, de Esmir Filho + curta Um Médico Rural 21h – Quincas Berro D’Água, de Sérgio Machado + curta Incenso
    Segunda - 19 de julho 17h – A Casa Verde, de Paulo Nascimento (INFANTIL) 19h – Quincas Berro D’Água, de Sérgio Machado + curta Ave Maria dos Sertanejos 21h – O Preço da Traição, de Atom Egoyan + curta Azul
    Terça - 20 de julho 17h – Tô de Férias, de Reinhard Klooss e Holger Tappe (INFANTIL) 19h – Aconteceu em Woodstock, de Ang Lee + curta Faço de Mim o que Quero 21h – Educação, de Lone Scherfig + curta Epox
    Quarta - 21 de julho 17h – A Casa Verde, de Paulo Nascimento (INFANTIL) 19h – O Preço da Traição, de Atom Egoyan + curta Azul 21h – As Melhores coisas do Mundo, de Laís Bodanzky + curta Recife Frio
    Quinta - 22 de julho 17h – Tô de Férias, de Reinhard Klooss e Holger Tappe (INFANTIL) 19h – Os Famosos e os Duendes da Morte, de Esmir Filho + curta Um Médico Rural 21h – O Homem Mau Dorme Bem, de Geraldo Moraes + curta A Noite por Testemunha

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.