07 junho 2010

Notícias do Cariri - COLUNA ARMANDO RAFAEL


Cariri poderá ganhar novos voos – Apesar de o governo federal não ter feito as prometidas melhorias no Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, a Trip Linhas Aéreas anunciou que vai pedir autorização à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para operar voos em Juazeiro do Norte. Atualmente a Trip atua em 79 cidades brasileiras, possui 34 aeronaves e deverá adquirir – ainda em 2010 – mais sete aviões. Fundada em 1998, a Trip mantém sociedade com o holding da companhia aérea norte-americana SkyWest Inc.

E haja crescimento – Juazeiro do Norte cresceu, no ano passado, 18,2%. Superou Campina Grande (PB) que cresceu 17,77%. A informação é da empresa de consultoria de pesquisa de mercado Target Marketing, com base em dados de consumo das famílias medido pelo IBGE e baseado no IPC - Índice de Potencial de Consumo. Em tempo: foram esses dados que fizeram a holding de supermercado Walmart escolher Juazeiro do Norte para sediar mais uma unidade daquela rede. Que será construída no bairro São José a poucos metros da fronteira com Crato.


Lembrando padre Antônio Gomes de Araújo – Caririense de Brejo Santo, padre Antônio Gomes de Araújo viveu 52 anos em Crato: desde estudante no Seminário São José até próximo a sua morte, quando voltou a residir em sua terra natal. Foi o maior pesquisador de genealogia do Cariri e a ele devemos os estudos sobre o povoamento do sul-cearense. Padre Gomes era um sacerdote irrequieto e sem papas na língua. Colaborava com “A Ação”, semanário publicado pela Diocese de Crato, jornal dirigido – durante algum tempo – pelo notável monsenhor Pedro Rocha de Oliveira. Este mantinha uma coluna no jornal com o título “Alfinetadas”, onde escrevia críticas aos comunistas, ateus e adversários da Igreja Católica. Certo dia, durante uma aula, um aluno perguntou ao Padre Gomes se era pecado utilizar folhas de “A Ação” como papel higiênico. Padre Gomes respondeu: – É não! Livre-se das “Alfinetadas” de monsenhor Rocha e faça bom uso...

Longa espera – Quando começarão as anunciadas e tão esperadas obras de reforma das praças centrais de Crato? A esmagadora maioria da população cratense torce por essa iniciativa. Mas, diante da repercussão negativa do que foi a reforma – promovida pelo deputado Ely Aguiar – na Praça Siqueira Campos em 2008, espera-se que nos serviços de restauração das demais praças da Cidade de Frei Carlos sejam observados alguns cuidados. Do tipo: durabilidade e a qualidade dos materiais empregados; um bom projeto de jardinagem, além da preservação dos poucos monumentos existentes naqueles logradouros. É bom não esquecer: Crato continua sendo uma cidade pobre em monumentos públicos...

Vamos nessa? – Deus não clonou as pessoas. Consequentemente, as cidades não podem ser clonadas. Cada cidade tem características próprias, estilo próprio, identidade diferente de outra. Sempre considerei uma besteira o cratense ficar comparando sua cidade com Juazeiro do Norte. Quando lá constroem algo bombástico muitos acham que em Crato deveria ser erguido outro similar. Crato tem vocação para a preservação do meio ambiente. Observem na foto abaixo como a Cidade de Frei Carlos tem como moldura a chapada do Araripe. Devemos, pois, investir em iniciativas que mais condizem com o conjunto de características ambientais, sociais, culturais, espaciais e locacionais de Crato. Outro dia, o arquiteto José Sales (é dele os projetos de restauração da Estação Ferroviária e da requalificação urbana de Crato) lançou esta idéia: imaginem o espaço do sopé da chapada do Araripe começando na Pedra da Nascente, passando pela antiga Usina de Luz (devidamente restaurada e requalificada), chegando à Cascata – no Lameiro – e alcançando o Sítio Fundão, este funcionando como um parque ecológico. Tudo interligado num grande parque natural para fruição da natureza, pesquisas científicas e turismo, atendendo à população local e regional, gerando negócios correlatos e divisas para o Crato. Vamos nessa?


Um superdotado – Em 1958, há precisamente 52 anos, o Ministério da Agricultura do Brasil publicava o livro Engenhos de Rapadura do Cariri, de J.de Figueiredo Filho (foto ao lado), um clássico na temática da rapadura. José Alves de Figueiredo Filho (ou J.de Figueiredo Filho como gostava de assinar seus escritos) continua sendo o maior intelectual cratense. Pertenceu à Academia Cearense de Letras. Sua vasta obra é polivalente. Era formado em Farmácia e foi professor de várias disciplinas em colégios cratenses e de História na Faculdade de Filosofia de Crato. Jornalista, historiador, pesquisador, memorialista, cronista e autor de 16 livros. Na década 40 do século passado, Figueiredo Filho já escrevia sobre Paleontologia para os jornais da capital. Naquele tempo estreou como romancista com o livro Renovação. Fundador do Instituto Cultural do Cariri e editor por longos anos da revista Itaytera escreveu dois livros sobre as manifestações da tradição popular; um sobre Patativa do Assaré e chegou a lançar quatro volumes da História do Cariri, série interrompida com sua morte ocorrida em 1973.

5 comentários:

  1. É com grande alegria que vejo essas notícias e principalmente a primeira, em saber que a TRIP poderá operar nos céus do Cariri.

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  2. Excelente informações Armando. E só acrescentando, quando vc se refere às cidades, lembrei do que escreveu Santo Agostinho: "as cidades não são os prédios, as construçoes. As cidades são as pessoas que nela habitam." Daí cada cidade ter suas próprias características, sua própria vocação.

    Já escrevi aqui sobre as vocações naturais do Crato: Cultura, Meio Ambiente, Turismo. Mas, muita gente faz ouvidos de mercador.

    Abçs. Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  3. Esta informação do Aeroporto está defasada. A INFRAERO já realizou a concorrencia para instalar um módulo em Juazeiro do Norte. Aumentará a disponibilidade em 500 mil passageiros ano.

    ResponderExcluir
  4. Uma coisa é fazer a concorrência para construção de uma obra.
    Outra coisa é realizar a obra!

    Taí aí a propaganda enganosa do PAC do Governo Federal para provar.
    Foram abertas "N" concorrências.
    E, pelo menos aqui no Ceará, NENHUMA obra do PAC foi CONCLUÍDA.

    Também AINDA NÃO FORAM FEITOS os anunciados melhoramentos para o Aeroporto de Juazeiro.
    Tomara que agora façam...

    ResponderExcluir
  5. Como vê a informação não está defasada.
    Está atualizadíssima...

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.