28 junho 2010

Coluna Armando Rafael - Notícias do Cariri


Mais empregos em Crato

Anunciados investimentos para a duplicação do parque industrial da Grendene, unidade de Crato. Eles vão possibilitar aumento de mais 2.500 empregos, elevando para seis mil o número de empregados daquela indústria. Até o próximo mês de outubro novos galpões serão construídos, modernos equipamentos adquiridos e as novas contratações iniciadas. Os investimentos anunciados ampliarão a linha de produção da maior indústria caririense. Alguém estranhou esta afirmação? Qual outra empresa da Região Metropolitana do Cariri oferece seis mil empregos?

Industrialização da polpa do pequi
O crescimento econômico de Crato também vem sendo feito com a participação de pequenos empreendedores. Já está funcionando a primeira etapa da agroindústria mantida pela Associação dos Moradores do Sítio São José, que opera a industrialização da polpa do pequi, para utilização no preparo de maionese, molho, farofa e outros derivados. Em breve aquela pequena indústria vai trabalhar também no fabrico da polpa de manga, caju, cajá e outras frutas regionais.

Diocese de Crato já tem seu brasão
Depois de 96 anos da sua criação, a Diocese de Crato tem, enfim, o seu brasão diocesano (ver ao lado). Até agora nos documentos oficiais da Diocese – ao longo dos tempos – eram usados o brasão particular de cada um dos cinco bispos que passaram pelo Sólio Episcopal Cratense. O novo escudo de armas diocesano foi criado pelo especialista em heráldica – seminarista Weslley Barros – a partir de sugestões feitas por dom Fernando Panico. O brasão da diocese de Crato contém, no centro, uma cruz sobre a letra “M”, símbolo de Maria, a Senhora da Penha, sob cujo patrocínio é colocada esta diocese, cercada de lírios brancos, em número de doze, simbolizando os doze apóstolos e a pureza da fé que eles nos transmitiram. Na ponta do escudo consta uma estilização da Chapada do Araripe– como é comumente apresentada – a recordar constantemente nossa vida e missão neste chão do Sul-Cearense. Interessante ressaltar que o brasão diocesano foi projetado em cima do modelo do brasão do Papa Bento XV, numa homenagem ao criador da nossa diocese.

Centenário de Juazeiro
Como andam os preparativos para as comemorações do centenário do município de Juazeiro do Norte? Praticamente só falta um ano para o dia 22 de julho de 2011, data do centenário. Anunciada com estardalhaço (lembrando o barulho das “vuvuzelas” nos estádios da África do Sul), a programação dessa efeméride veio com muitos planos e muitos projetos. Depois, a anunciada “festa de arromba” foi murchando e a coisa começa a esfriar. Para se ter uma idéia, o site criado para a divulgação da projetada “mega-programação” (http://www.centenariodejuazeiro.blogspot.com/) teve sua última atualização feita em de 24 de março passado, há quatro meses.

Bom Jesus do Horto

De qualquer lugar do Crajubar que permita ver a colina do Horto, em Juazeiro do Norte, pode-se contemplar a olho nu (ver acima) – além do monumento ao Padre Cícero – uma ponta de concreto que lembra a extremidade de um grande foguete. Trata-se da torre da Igreja do Bom Jesus do Horto, ora em construção. Em estilo moderno, projeto de um arquiteto italiano, a Igreja do Bom Jesus do Horto terá capacidade para acolher sete mil pessoas sentadas na sua cúpula principal. Quando totalmente concluída, outras 35 mil pessoas poderão ser abrigadas sob seu anfiteatro. É a maior obra da Igreja Católica atualmente em construção no Brasil.(foto ao lado à direita) Os padres salesianos – que a estão construindo – dizem cumprir uma promessa do Padre Cícero, o qual – durante a grande seca de 1888, que devastou parte do Nordeste – pediu a Jesus Cristo que poupasse a população do Cariri de morrer de fome. O sacerdote morreu sem conseguir construir a igreja prometida, mas os padres salesianos assumiram esse encargo...

Mau gosto em igrejas de Crato
E enquanto Juazeiro do Norte possui belas igrejas que sediam suas paróquias, o mesmo não se pode dizer de alguns templos católicos de Crato. A pitoresca igreja de São Francisco – no Barro Vermelho – ficou sem visibilidade devido às indevidas construções “coladas” naquele templo: a casa paroquial de um lado e um palco para celebração de missas ao ar livre, de outro. A igreja virou um sanduíche, imprensado entre as inopinadas construções. Já as “capelas” que abrigam as sedes das paróquias de São Miguel e da Sagrada Família (esta última no bairro Vilalta) deixam tanto a desejar que melhor seria a construção de novas igrejas para substituir as atuais (pequenas demais, feias, inapropriadas e de mau gosto).

O petróleo do Cariri
A notícia abaixo foi publicada na coluna “Vertical”, edição de “O Povo” no último dia 21. Mas é tão auspiciosa que merece ser repetida aqui. A ver: “O Grupo HRT Participações, por meio da Ipex, já não afastaria mais a ideia de montar base terrestre de prospecção de petróleo na Região do Cariri, mais precisamente na Bacia do Araripe. Segundo informação de fontes da Agência Nacional do Petróleo (ANP), a empresa contratada, fez sondagens em 10 pontos, num raio de 30 quilômetros, e concluiu que há petróleo naquela área do Estado. Ainda não há perspectiva de que a montagem de bases possa começar neste semestre. A Ipex venceu o certame para explorar possibilidades nessa área, com a promessa de investir R$ 3,8 milhões para fazer a análise e interpretação dos dados ali coletados”.

Drops
– Renato Casimiro chegou à direção da Fundação Memorial Padre Cícero cheio de boas intenções e ótimos projetos. As desilusões foram muitas. No início deste mês ele deixou a administração daquela instituição da Prefeitura de Juazeiro. Renato Casimiro é uma pessoa digna, ética e sincera. Um dia ele retornará a um órgão público para mostrar todo o seu talento e competência a serviço da sua terra natal.
– Daqui a seis meses termina o mandado do deputado Ely Aguiar. Se ele não conseguir se reeleger fica a pergunta: quem vai concluir o monumento a Nossa Senhora de Fátima que se arrasta a passo de tartaruga, no Barro Branco, em Crato?
– Fracassaram as negociações que vinham sendo feitas entre o Governo do Ceará e a Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis para incluir o centenário de Juazeiro do Norte no samba-enredo daquela agremiação do carnaval de 2011. Os carnavalescos da Beija-Flor optaram por homenagear o “rei” Roberto Carlos.


Um comentário:

  1. Parabéns, Armando, por mais uma bela, informativa e cada vez melhor COLUNA ARMANDO RAFAEL - As Notícias do Cariri. Pra gente que está longe da cidade, isso é mesmo essencial.

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.