24 abril 2010

De Construtoras e Empreiteiras – Por: José Nilton Mariano Saraiva


D
epois de idas e vindas, apoios e contestações, liminares concedidas e posteriormente cassadas e da grita generalizada dos ambientalistas (apesar de tudo se achar na mais completa normalidade e dentro dos padrões exigidos), finalmente foi autorizada a construção da Hidrelétrica de Belo Monte, lá pras bandas do Xingu, coração da Amazônia (que gerará a energia suficiente aos grandes projetos governamentais e particulares). O que é importante realçar é que, quinze (15) dias antes do lançamento do edital do leilão para formação do consórcio responsável pela construção da citada hidrelétrica (que será a terceira do mundo), as grandes (e desonestas) empreiteiras nacionais, com o apoio incondicional da imprensa, desistiram de participar do leilão, sob a falsa alegativa que os parâmetros do edital eram inviáveis. Puro jogo de cena, chantagem explícita, blefe descomunal.

Tanto é que, como o governo jogou duro, não cedeu às pressões e ainda viabilizou um consórcio onde a nordestina estatal Chesf (Companhia Hidroelétrica do São Francisco) pontificava e findou por consagrar-se vencedora, não mais que de repente representantes de empreiteiras e construtoras diversas - Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez, CSN, Gerdau, Braskem e Odebrecht, dentre outras - informaram à mesma Chesf seu interesse em aderir imediatamente ao consórcio vencedor (pra se ter uma idéia da importância de se participar de uma obra portentosa dessa, só por conta da perspectiva da empresa fazer parte de tal consórcio as ações da Gerdau subiram 2,59% na Bolsa). Conclusão ??? Ao se negar a negociar nas condições originalmente estipuladas por empresários inescrupulosos, o governo do presidente Lula da Silva deu mais um show de competência e discernimento. É o Brasil precavendo-se contra o apagão, blecautes e escuridão que indelevelmente caracterizaram o governo tucano.

Autoria e postagem: José Nilton Mariano Saraiva

Um comentário:

  1. Olá, José Nilton,

    Parabéns por ter trazido à baila esse tema tão polêmico e que a sociedade não participou ainda ativamente da discussão.

    Eu tenho aqui um bom material sobre esse assunto e gostaria de em tempo oportuno, também colocar aqui para o debate.

    Mas lhe digo de antemão, que não é tanto, nem tão pouco!

    Um abraço,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.