06 abril 2010

Chuvas das últimas 24 horas no Rio equivalem ao volume dos dois primeiros meses do ano

Uma simples comparação com o volume registrado nos dois primeiros meses do ano ilustra a intensidade das chuvas que atinge o Rio de Janeiro desde o início da noite de segunda-feira (5). De acordo com as estações de medição da prefeitura, em vários locais choveu, nas últimas 24 horas, o equivalente aos dois primeiros meses de 2010. Na estação da Rocinha (zona sul), por exemplo, foi verificado, desde ontem, acúmulo de 280,2 mm, volume pouco abaixo dos 291 mm registrados no acumulado de janeiro e fevereiro. Cada milímetro equivale a um litro de água por metro quadrado. Na Tijuca (zona norte), um dos bairros mais afetados pela chuva, foi constatado acúmulo de 263,8 mm nas últimas 24 horas. Em janeiro, o total foi de 220,2, e em fevereiro, somou 62,4, resultando no acumulado de 282,6.

Segundo os dados da prefeitura, o maior volume das últimas 24 horas foi observado na estação do Vidigal, zona sul da cidade, onde houve acúmulo de 247 mm, superando os 232,4 mm dos dois primeiros meses do ano. Segundo o prefeito Eduardo Paes (PMDB), entre a noite de ontem e esta terça-feira registrou-se o maior acúmulo de chuva da história, em um período de 24 horas. Foram 278 milímetros na média de toda a cidade, superando o recorde anterior, datado de 1966, que era de 245 mm.

CIRILO JUNIOR
da Folha Online, no Rio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.