24 fevereiro 2010

Dissidente cubano diz que Lula é cúmplice de violação de direitos humanos - postado por Armando Lopes Rafael


Fonte: Efe, no Rio de Janeiro
Transcrito da Folha Online

O dissidente cubano Oswaldo Payá, líder do Movimento Cristão de Libertação, afirmou nesta quarta-feira que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva é cúmplice das violações dos direitos humanos no país caribenho, em meio à visita do brasileiro ao país e à morte do dissidente Orlando Zapata Tamayo, após 85 dias em greve de fome.
"Respeitamos e amamos o povo brasileiro, mas o governo Lula não deu nenhuma palavra de solidariedade para com os direitos humanos em Cuba. Tem sido um verdadeiro cúmplice da violação dos direitos humanos em Cuba", disse Payá, em entrevista publicada nesta quarta-feira pelo jornal "O Globo".
Assim como nas três visitas oficiais a Cuba, Lula não se reunirá com a oposição durante a viagem.
"Já não esperamos e nem queremos esperar nada dele", continuou Payá, uma das principais vozes do movimento dissidente cubano e vencedor do Prêmio Sajarov, do Parlamento Europeu, em 2002.
Em janeiro de 2008, Payá também criticou o presidente Lula por se encontrar somente com integrantes do governo. Na época, ele disse que diz que Lula, ao apoiar o ex-ditador Fidel Castro, nega aos cubanos o direito aos valores democráticos que defende no Brasil. Na quarta e última visita do presidente a Havana, Lula conversa com o presidente de Cuba, Raul Castro, irmão mais novo de Fidel que assumiu o poder quando o ditador adoeceu.
A agenda inclui ainda encontro com o próprio Fidel e visita às obras de ampliação do porto de Mariel, para as quais o Brasil deu créditos de US$ 150 milhões, passíveis de chegar a US$ 500 milhões. Lula deve anunciar ainda investimentos para a reforma de uma estrada e projetos da Petrobras no país. Payá lamentou que a embaixada do Brasil em Cuba se negou a receber um grupo de dissidentes que tinha um,a carta de presos políticos dirigida a Lula.
Na carta, os presos com "licença extrapenal" por razões de saúde pedem a Lula que interceda por sua liberdade quando se reunir com os irmãos Castro e mencionam especificamente o caso de Zapata. Eles alegam que Lula pode ser "um magnífico interlocutor para obter uma decisão do governo cubano".
"Mas, sinceramente, não creio que valha a pena pedir [um encontro com Lula]. Ele demonstrou que seu compromisso é com este governo [o cubano]. Se tem alguma explicação para dar, que a dê ao povo brasileiro".
O presidente brasileiro chegou a Havana na noite desta terça-feira, poucas horas depois da morte do preso político cubano Zapata, que passou 85 dias em greve de fome contra as condições de sua prisão. Para o governo brasileiro, a visita a Cuba é um "reencontro de velhos amigos". Brasil e Cuba estreitaram as relações políticas e comerciais nos últimos anos, e o governo brasileiro tem vários programas de cooperação e financiamento para obras de infraestrutura na ilha. Depois de visitar a ilha --governada pelo clã dos Castro há 51 anos-- a agenda do presidente prevê viagens ao Haiti e a El Salvador.

16 comentários:

  1. O que será que Lula foi fazer na ilha-prisão?
    Hoje, Cuba e Fidel são muito mal vistos internacionalmente.
    Cuba é o país que tem mais jornalistas presos no mundo. São cerca de trinta, todos eles encarcerados por crime de opinião.
    A ilha já teve o seu charme, no passado, quando ocorreu a revolução. Em 1959 havia um ditador e a economia dependia de dólares provindos do turismo, da monocultura da cana e da prostituição. Passado mais de meio século como é hoje? Bem, há um ditador e a economia depende de dólares provindos do turismo, da cana e da prostituição. Apesar de ter recebido, durante décadas, uma ajuda anual de vários bilhões de dólares da União Soviética tudo o que Fidel conseguiu foi reduzir o PIB do país, que era o quarto da América Latina antes da revolução, para o décimo-quinto lugar.
    E os avanços sociais? Você perguntará. Não foram tantos, relativamente aos demais paises da região. Bahamas, Barbados, Antígua, Dominica, Costa Rica, todos tem um IDH maior do que o de Cuba, e sem fazer revolução nenhuma. Além do mais, vale lembrar, nos odiosos tempos de Fulgêncio Batista, Cuba apresentava os melhores indicadores sociais de toda a América Latina.

    ResponderExcluir
  2. Por ironia do destino (ou ajuste de contas da Justiça Divina? ) Lula chegou a Cuba no dia da morte de mais um preso político, nas masmorras da dinastia Castro...
    O território de Cuba é menor do que o do Amapá, sua população é menor do que a de Camarões ( um miserável país africano) e o PIB de Cuba equivale ao do Afeganistão. Só na América Latina, há pelo menos uns 15 países comercialmente mais interessantes para serem visitados.
    Lula, velho burguês dos tempos atuais, prefere ver a miséria cubana.
    Tem razão Joãozinho Trinta: “Pobre gosta de luxo. Quem gosta de miséria é intelectual”. (e Lula)

    ResponderExcluir
  3. Estava esperando, como no título da minha postagem, os xiliques...rsrsrs, esse Oswaldo Paya
    tinha que ser um militante "Cristão Católico", pra mim isso já diz tudo!

    ResponderExcluir
  4. Estava esperando, como entitulei na minha postagem falando da ida de Lula à ilha, os "xiliques"..rsrsrs, esse Oswaldo Paya tinha que ser um militante "Cristão Católico", pra mim isso basta e justifica os ataques à Lula!

    ResponderExcluir
  5. E ainda tem quem defenda esse ser abominável demoninado Fidel Castro.

    Lamentável!

    ResponderExcluir
  6. Se o Brasil tivesse passado por uma revolução como a de Cuba, com certeza teríamos menos gente alienada, consumidoras de reality shows, mac donald's, disney, lixo americano, exploração capitalista,consumiríamos mais livros, daríamos mais valor a nossa própria cultura, teríamos mais identidade!

    ResponderExcluir
  7. Meu caro Samuel, abominável o líder cubano, que junto com Che Guevara fez uma verdadeira revolução?
    Abominável foi a ditadura militar no Brasil, e ainda vemos no poder pessoas que participaram dela, cruel é George W. Bush, os Padres pedófilos,o analfabetismo, a alienação, a escravidão, as drogas!
    Temos que procurar sempre o outro lado do que apobre mídia vende!

    ResponderExcluir
  8. Janinha, abominável é a ditadura e a censura em Cuba. Ou aquilo tudo que a TV mostra é intriga da oposição ou do Obama?

    ResponderExcluir
  9. Janinha, e Cuba é tudo isso aí que você tá dizendo ?

    QUE MARAVILHA. Deve ser um povo Feliz!

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  10. Ditadura é ditadura. Tanto faz de ser de direita como de esquerda. Triste a ditadura militar brasileira. Triste a ditatura na Argentina, no Chile, na Rússia e em Cuba. Vamos ser coerentes gente. Ditaduta não serve em lugar nenhum.

    ResponderExcluir
  11. Estou sentindo falta do Prof. Darlan para comentar esse artigo.

    ResponderExcluir
  12. Janinha,

    1 – Segundo a Revista Forbes, o sanguinário ditador Fidel e membros da família Castro possuem a 5ª (Quinta) maior fortuna particular do Mundo – estando à frente, da Rainha Elisabeth da Inglaterra?
    (que você ainda está fazendo aqui? Vai prá Cuba,rapídinho,por favor,ajudar a milionária Família Castro a administrar a enorme fortuna,adquirida ao longo dos 50 anos de ditadura, à custa da fome do povo cubano que não conseguir fugir para os Estados Unidos)

    2 – Segundo notícias divulgados em 15 de janeiro passado:
    “Vinte e seis pacientes internados no hospital psiquiátrico Habanera, em Cuba, a ilha paraíso morreram nestes últimos dias. Fez muito frio na região, e o governo comunista não conseguiu nem ao menos proteger seus doentes do frio”.
    (Se o presidente Lula já tivesse chegado por lá, certamente teria dado o seu casaco como apareceu nas fotos feitas ontem, ao lado de decrépito Fidel (também agasalhado) para as vítimas que morreram de frio) Infelizmente o nosso presidente Lula limitou-se a falar nos pratos deliciosos que saboreou, as bebidas típicas que bebeu, e comentou sobre o cheiro delicioso dos charutos cubanos, apreciados após as refeições.
    Ah, o comunismo, como é capaz de conquistar a igualdade entre os homens.

    ResponderExcluir
  13. Boa blogueira como você é minha cara Janinha, deve ter tido conhecimento de que a
    ditadura da dinastia Castro proibiu que a blogueira local Yoani Sánchez
    viajasse aos Estados Unidos, onde ela receberia um prêmio de Jornalismo da Universidade de Colúmbia, em Nova York.

    Além do prêmio nos EUA, Yoani ainda teve mais dois convites recusados pelo governo cubano. Autora do livro “De Cuba com Carinho”, a blogueira era convidada para lançar a obra no Brasil, além de visitar o México.

    Fidel Castro,o manito Raul, “Che” Guevara et caterva foram mais espertos do que os pastores que vivem vendendo o paraíso na televisão brasileira. Em vez de prometer o paraíso apenas para depois da morte, a esquerda jurássica brasileira (e bolivariana) vende o sonho de um paraíso terrestre.

    Se a religião é o ópio do povo, como Marx acreditava, então o marxismo é o crack: vicia e mata mais rápido ainda.

    ResponderExcluir
  14. O professor Darlan "disse" que não quer mais escrever aqui no Blog do Crato. É direito dele e devemos respeitar seu ponto de vista. Farei um convite a outra pessoa para preencher a sua "cadeira".

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  15. Do ex-guerrilheiro e hoje deputado federal Fernando Gabeira (PV):
    "No momento em que Lula e sua comitiva desembarcam em Havana, morre numa greve de fome o prisioneiro político Orlando Zapata Tamaya. É um fato gravíssimo que coloca em suspenso a posição brasileira sobre direitos humanos. Lula deve silenciar sobre o tema? Deve ouvir o apelo de 50 presos políticos que pedem ajuda ao Brasil? Na minha opinião, independente da esquerda e da imprensa brasileira, é um fato escandaloso. A própria mãe de Orlando Zapata, Reina Tamaya afirmou que seu filho foi assassinado na cadeia, pois, uma longa greve de fome poderia ter esse desfecho somente com a indiferença do governo. É a segunda vez, desde 1972, que um prisioneiro morre fazendo greve de fome em Cuba... O silêncio brasileiro diante da morte de um prisioneiro em Cuba reflete apenas uma longa distorção no modo como se aborda o problema de direitos humanos. Numa ditadura de direita, qualquer violência é denunciada; numa ditadura de esquerda qualquer violência é apenas uma necessidade histórica."

    Fonte: Coluna Política - Fábio Campos - Jornal O POVO

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.