20 janeiro 2010

Está claro que o PAC é apenas uma peça de ficção, diz Marisa Serrano, Senadora - RS

PSDB reage à declaração de Dilma e diz que PAC é slogan publicitário

O PSDB reagiu nesta terça-feira à declaração da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) de que a oposição ameaça acabar com o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) se vencer as eleições presidenciais em outubro deste ano. Em nota, a vice-presidente do partido, senadora Marisa Serrano (MS), disse que o PAC é um "slogan publicitário" sem "foco nem objetivo", num sinal de que os tucanos realmente pretendem extingui-lo caso sejam eleitos. A senadora diz, porém, que a oposição vai manter programas sociais do governo Lula, como o Bolsa Família, caso venha a vencer as eleições. Em relação ao PAC, Serrano afirma que o programa não pode ser "levado a sério".

"Está claro que o PAC é apenas uma peça de ficção. E isso ficará cada vez mais demonstrado este ano, à medida que a propaganda e o discurso eleitoral não corresponderão aos fatos concretos. O PSDB quer verdade, transparência, coerência e honestidade. Sem isso, a democracia e o povo brasileiro serão os verdadeiros derrotados", diz a nota. Segundo a senadora, o PAC "não passa de um amontoado de obras sem foco nem objetivo". A inauguração de obras do programa, na opinião de Serrano, servem para fazer palanque à candidatura de Dilma à Presidência da República.

"As raras inaugurações têm servido, apenas, para o treinamento intensivo do uso de palanques eleitorais para a ministra. Não convence nem pode ser levado a sério", diz na nota.

A senadora afirma, ainda, que Dilma tem "reconhecida falta de experiência política", por isso segue "artimanhas do PT" para ganhar as eleições. "Ela adota as conhecidas artimanhas do PT que, historicamente, aprimorou de maneira nunca vista a retórica do medo e da mentira. Foi assim em 2006, quando criou a fantasia sobre o fim dos programas sociais e da privatização de empresas estatais. Felizmente, não se consegue enganar o povo o tempo todo", afirmou. A nota do PSDB foi assinada por Serrano uma vez que o presidente do partido, Sérgio Guerra (PE), está fora do país.

Discurso

Ao discursar hoje durante inauguração de obra do governo federal em Minas Gerais, segundo maior colégio eleitoral do país, a ministra e pré-candidata do PT afirmou que o governo não vai permitir que a oposição acabe com projetos como o PAC. 'O próprio presidente do partido de oposição disse que acabaria com o PAC como uma das medidas que seriam tomadas, porque o PAC não existe. O que é muito grave, porque nós estamos aqui inaugurando uma obra concreta e essa é uma questão que nós não podemos deixar', disse Dilma em discurso na entrega de barragem na cidade de Jenipapo de Minas, região do empobrecido Vale do Jequitinhonha. Ela afirmou que seus opositores 'vira e mexe' querem acabar com os programas do governo, citando o Bolsa Família, além do PAC.

GABRIELA GUERREIRO
da Folha Online, em Brasília

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.