28 dezembro 2009

CINEMA - Com Demétrius Silva - OS MELHORES FILMES DE 2009

Não vi muitos filmes em 2009, mas vi um bocado mesmo assim, com isso, no costume de mostrar no fim do ano a lista dos melhores de 2009, Brad Pitt aparece brilhando no limiar do Cinema Mundial com seus dois filmes surpreendentes: Benjamin Button e Inglrious Basterds. Como toda lista, será injusta com alguns filmes, e perfeitas para alguns. Mas é por isso que faço lista de tudo. Para discussões. Divirtam-se, na listinha do Demetrius.



1 - BASTARDOS INGLÓRIOS


Talvez o melhor filme do ano. Digo talvez por ser suseito a falar, já que sou Tarantiniano no sangue. O longa teve vários momento inesquecíveis. Desde da fuga de Shosanna do malvado (podemos dizer assim) Hans Landa (sem falar em seu gosto escroto por "leite" ' mas é genial') , até seu clímax monumental no cinema da dita cuja, o filme tem momentos extraordináriso de alguém que ama cinema como um cinéfilo que sai de sua casa até a Locadora atrás de saber um pouco mais sobre os faixas vermelhas da história cinematográfica. Cheio de sitações, de Truffaut, Pabst, King Kong, Riefesthal, dentre outras peças importantes do cinema, estão lá, caracterizando uma época e um estilo que só Quentin Tarantino tem. E dobradinha de Brad Pitt nas primeiras colocações é até bom ressaltar.


2 - O CURIOSO CASO DE BENJAMIN BUTTON



Vi no ano passado, mas um filme lançado no Brasil em Janeiro faz dele um espetáculo de cinemão. Não porque Brad Pitt aparecendo em cada frame ou uma Cate Blanchett enxuta e enrugada (como o Brad) encantou o mundo inteiro com sua narrativa intrínsecae coagulante aos nossos olhos que se enrugavam também de tanta soberba técnica que o meu favorito do momento David Fincher conseguiu transformar na adaptação do livro de F. Scott Fitzgerald (baseado num conto no "Os 6 contos da Era do Jazz", entre elas está'As costas do camelo'; 'Ó feiticeira ruiva'; 'O curioso caso de Benjamin Button'; 'O resíduo da felicidade'; 'O Boa-Vida'; 'O conciliador'; 'Sangue ardente, sangue frio'; 'Tarquínio de Cheapside'; 'A soneca de Gretchen'. de 1922), tão cômica quanto dramática como o filme apresenta com ternura aos olhos de um homem que nasce velho e vai rejuvenescendo, confrontando com uma sabedoria que vai adquirindo e percebendo: as pessoas que amam partem rápido demais diante de seus olhos. Contemplativo.


3 - UP - ALTAS AVENTURAS

O canastrismo de Chico Anysio só fez embelezar mais ainda esta fantástica obra com o selo Pixar. O filme interessa Gregos e Troianos. Uma obra-prima que já pode colocar em sua prateleira um novo Oscar para 2010 de melhor Animação. A busca por uma nova vida, uma nova esperança de aventura, de voar ao encontro do que sempre tentou não é novo no cinema. Carl Fredricksen passou toda a sua vida sonhando em explorar o planeta e viver plenamente a vida. Porém aos 78 anos de idade, a oportunidade parece ter passado por ele até que uma reviravolta do destino e um persistente explorador da natureza de oito anos chamado Russell lhe dão uma segunda chance na vida. Numa jornada emocionante, esses parceiros improváveis encontram uma paisagem inóspita, vilões inesperados e criaturas selvagens. Palmas para o cão Dug que emociona e faz rir como os estúdios Disney sempre souberam fazer personagens assim.



4 - WATCHMEN

Talvez este filme esteja aqui na lista por ter sido adorado e odiado ao mesmo tempo pela crítica e público. E aqueles que mais criticaram foram os fãs do quadrinho absoluto de Alan Moore, a Bíblia dos quadrinhos no cinema poderia ter corrido o risco de caricato e inferior ao ideal de Moore com a estória. O filme teve seus percalços, mas manteve uma cripta similar à epopéia criada pelo rei do haxixe das HQ's. Watchmen agora é cinema, é literatura, é como o Dr. Manhattan. Uma onisciência poderoasa da arte.


5 - QUEM QUER SER MILIONÁRIO


Você queviu este filme, teve vontade de jogar Show do Milhão? O filme de Danny Boyle que arrastou 8 Oscar's, colocou Bolywood como olhos mais merecedores e trouxe respeito para um cinema que visa dinâmica com técnica e boa estória para ser mostrada nas telonas. Com atores todos indianos o filme teve grande repercussão, destronando o favorito Benjamin Button (que levou só 3 prêmios) e levando a ìndia na Moda. Acho que tem dedo da Globo, logo após, a novela Caminho das Índias estreou e fez um sucesso, que como toda novela das 8 faz no mundo afora, mas ganhar até Emmy, putz... De toda forma, um ótimo filme, e com uma dancinha fabulosa e vislumbrante no final.


6 - STAR TREK - O FILME

Uma nave prestes a se destruir, comandada pelo pai do Capitão Kirk, e o telefone Nokia da Nave toca. daí, percebi que o clássico de Jornada nas Estrelas estava virando um Rock in Roll estilo Star Wars sem comerciais que se encaixam na graça e na dinâmica industrial do cinema Hollywoodiano. J.J Abrams dirige esta pérola recontando uma origem nunca perdida da série de TV mais conhecida do mundo. Star Trek é engraçado, chocante nos efeitos e um trabalho de Luz impecável que dá gosto de ver as melhores cabeças pensantes da nova safra norte-americana trabalhar. Um filme ensurdecedor com todas as homenagens possíveis (para quem conhece a série) lá, explícitas e implícitas. E o melhor, quem não conhece a série, não ficará perdido, e vai aprender a curtir ou conhecer Star Trek bem melhor.



7 - CHE 1

O primeiro Che é sensacional, o segundovale pela maneira que Steven Soderberg conseguiu mostrar a morte do maior revolucionário da América latina de maneira nunca vista, mas indeterminante e piegas, o que não foi o primeiro filme liderado por Benício Del Toro, que nasceu para ser Ernesto Guevara. O filme mostra com um estudo bastante delicado do próprio cinema Cubano, como de Tomáz Gutiérrez que represento uma estética da Nova Onda francesa de estilo único. Sodenberg alterna todo o filme em cenas de falatório na ONU, com uma fotografia arrojada e diferenciada do resto do filme. Palmas sinceras a Rodrigo Santoro, que se fortalece em frente a películas mais caras e faz uma interpretação forte na pele de Raul Castro.




8 - JEAN CHARLES


"Brasileiro é que nem Gremlin, se jogar água nasce uns 300". Frase de Jean Charles no filme onde leva seu nome interpretado por Selton Mello que arrasa mais uma vez e cada vez mais presente em filmes importantes no mercado do cinema brasileiro. Este filme dirigido por um brasileiro digerido da Inglaterra (onde se passa todo o filme) Henrique Goldman e tendo um produtor executivo de mão cheia, Stephen Frears, narram o fato de um cara comum (ou um brasileiro comum pra ser mais especifico) vivendo na Inglaterra e mais tarde sendo assassinado pela polícia Londrina confundido-o com um terrorista o qual vivia no mesmo apartamento queo do Jean. Um filme simples, sem apetrechos que comove principalmente a família de Jean que luta até hoje por justiça. Detalha: Uma das primas de Jean interpreta ela mesmo no filme, e a cena do enterro foi recosntituída com a própria família de Jean.




9 - O EXTERMINADOR DO FUTURO - A SALVAÇÃO


Não irei esticar-me com este filme. Só o fato de Arnold Schwarzanegger arremessar Chrstian Bale longe, já valeu o ingresso numa das franquias mais esperadas do ano. A obra não corresponde aos antecessores (tirando o terceiro que é o ópio do trivial), mas enlouquece um que conhece a obra iniciada por James Cameron e ressucitada nas mãos de McG. Parece até um exagero nesta lista, mas um filme que empolga e que demorou a sair da minha retina.




AVATAR

falta ver Avatar, será que ele será merecedor de está entre os 10 melhores?
Amanhã saberei a resposta. Curtem a lista, e até mais.

Por: Demétrius Silva - Editor de Cinema do Blog do Crato - Editor do site Cinemania Cariri

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.