18 dezembro 2009

CARIRI - Agricultura - Adiada para segunda-feira distribuição de sementes - Reportagem: Antonio Vicelmo


Crato. Adiada para segunda-feira, às 14h30, no Ginásio Poliesportivo de Juazeiro do Norte, distribuição de sementes do Programa Hora de Plantar. As sementes estão armazenadas em prédios alugados de Brejo Santo e Campos Sales. Na segunda-feira, serão transportadas, em 10 caminhões, para o local de entrega. A solenidade contará com a presença do governador Cid Gomes e do secretário de Desenvolvimento Agrário, Camilo Santana. No Cariri, 22 mil agricultores serão beneficiados com o programa. Serão distribuídas 1. 350 toneladas de sementes de arroz, milho, feijão e girassol e mamona. O gerente regional da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ematerce), Adonias Sobreira, justificou que o armazenamento foi feito nas duas cidades porque o depósito da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em Juazeiro do Norte, onde tradicionalmente as sementes eram estocadas, não aceitou a mistura de sementes com grãos.

Uma das culturas que está voltando ao Cariri, no Programa Hora de Plantar, é a mamona. Apesar de já ter tido tradição no plantio da mamona há cerca de 20 anos, a Secretaria pretende agora retomar essa produção, principalmente, por conta do biodiesel.

"Apesar das chuvas caídas na região, o solo ainda não oferece umidade suficiente para o plantio", adverte Adonias, lembrando que tradicionalmente o inverno na região só começa em janeiro. Segundo levantamento da Ematerce, o maior índice de precipitações, nestes primeiros 15 dias de dezembro, ocorreu em Barbalha (114 milímetros), Crato (87mm), Juazeiro (66mm), Missão Velha (53mm) e Santana do Cariri (10mm). Ontem voltou a chover na região. "São chuvas finas e isoladas que não caracterizam o início do inverno", diz ele, explicando que, mesmo assim, as sementes serão entregues aos agricultores para que não haja atraso no plantio. Depois da solenidade de lançamento do programa em Juazeiro, as sementes serão distribuídas em cada um dos municípios que fazem parte do programa, sob a coordenação dos escritórios da Ematerce.

O plantio iniciado com as primeiras chuvas é por conta e risco dos agricultores que estão plantando grãos comprados no comércio a mais de R$ 2,00 o quilo. Conforme os técnicos da Ematerce, normalmente, metade destes grãos não germina. Este ano, mais uma vez, de acordo com Adonias, a Ematerce vai estimular o plantio direto, um sistema diferenciado de manejo do solo, visando diminuir o impacto da agricultura e das máquinas agrícolas. Com este método, a palha e os demais restos vegetais de outras culturas são mantidos na superfície do solo, garantindo cobertura e proteção do mesmo contra processos danosos, como a erosão.

Ao apresentar estas vantagens, Sobreira lamenta a reação de alguns setores que condenam o uso de defensivos agrícolas nos cultivos.

O gerente explica que "o plantio direto traz diversos benefícios que diminuirão os custos de produção e o impacto ambiental, como a maior retenção de água no solo".

Plantio direto

O plantio direto traz diversos benefícios que diminuirão os custos de produção e o impacto ambiental"

Adonias Sobreira
Gerente regional da Ematerce

Mais Informações:
Escritório Regional da Ematerce
Praça Filemon Teles, S/N
Bairro Pimenta
(88) 3521.2835/ 3102.1293

ANTÔNIO VICELMO
Repórter do Jornal Diário do Nordeste

Colaborador do Blog do Crato e Chapada do Araripe OnLine

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.