06 novembro 2009

Uma resposta contundente – por Pedro Esmeraldo


Em resposta às pessoas que me vêm atacar contundentemente, dizendo tolices com palavras obscuras e maledicentes, respondo-os com termos amáveis, rebatendo as suas críticas e ao mesmo tempo, afirmo que não sou tão crítico assim como eles dizem, mas confirmo: minhas críticas são admoestatórias, pois tenho como objetivo lutar pela minha terra que anda à deriva e também fico revoltado quando observo os políticos permanecerem apáticos e conformados.
Assim penso, todo aquele que assume a rédea do poder executivo tem por obrigação de ser maleável e conduzir o barco com sabedoria, coragem e amor à terra comum.
Afirmo ainda, que por mais experiência que sejam as pessoas podem conduzir o seu barco com paciência, pois às vezes, podem cair em erros, praticando futilidades. Carregam pesos descomunais que poderá permanecer em desespero e ainda a perda de prestígio que atrapalhará o bom andamento administrativo.
Essa história de defender a retirada dos bens patrimoniais do Crato, considero como sendo história da carochinha, pois o Crato ficará semelhante a uma cidade de pequeno porte; considero um desrespeito para a população cratense, ou melhor, o cratense não se conformará, principalmente aquele que quer ver o progresso desta cidade e quando acabam: o prestígio dos seus próprios filhos e que não concordam facilmente com o esvaziamento de sua terra, pois dizem: o que for para lá é bom para o Cariri; agora andam com desculpas esfarrapadas, querem tapar o sol com a peneira, pois ficam contemplados e deixam de adquirir um índice elevado de emprego e ao mesmo tempo o governo esquece o Crato facilmente, colocando em segundo plano.
Ah meu grande chefe, cheio de promessas miraculosas, não devem esquecer o Crato, visto que se assim o fizer o cratense jamais lhe perdoará e todos gritam em alta voz que será vingado no dia da eleição.
Enquanto dizem com promessas vãs que vão ajeitar o Crato, o cratense não acreditará mais e não lhe perdoará a sua pieguice junto ao governador do estado, revestida de fantasia, corn gritos bajulatórios ao governo dizendo: é o maior, e por fim, deixam todos atoleimados, sern saber qual caminho deve seguir. Essa palavra considero uma infâmia para o cratense, são palavras desconsideradas e ignominiosas e que não satisfazem ao bom andamento do desenvolvimento da cidade.
Crato está sendo perseguido e destronado, visto que esses homens políticos da capital praticam a má fé, denegrindo a cidade do Crato, contribuindo para a sua derrocada.
Atualmente, não estão vindo obras para o Crato e quando vem quase ninguém vê, pois para eles o Crato pode se tornar um peso morto, só serve para escorrer os esgotos que vêm das residências. Ah Crato “véi” sofredor! E agora faço uma pergunta: Que é da indústria prometida para dar emprego ao povo? Que é das escolas públicas, pois em vez de melhorarem estão fechando para se tornarem abrigos de marginais?

Agora repetimos: AH CRATO VÉI SOFREDOR!


Texto de Pedro Esmeraldo

3 comentários:

  1. pedim voceh sabe que concordo com voceh, amo o crato de paixao, e que as vezes nossas criticas construtivas nao sao compreendida, e sao levadas para o lado pessoal. ouvi em uma radio do crato, uma entrevista do sr. camilo santana, cratense de nascimento, que o problema da expocrato, ainda estah para ser mais estudado.nao hah o que dbater, o povo do crato nao quer a mudança.obs. persomalidades que sao contra, ariovaldo, dr. raimundo borges, e ouras que me fogem aa memoria, os dois sao funddores da exposiçao. o sr. cid gomes, estah no meu modesto entender, praticando suicidio politico.so o juazeiro nao elege governador algum. sds cratenses.

    ResponderExcluir
  2. Meu amigo, apenas com relação à essa estória da mudança da exposição do Crato de Local, não há mais o que discutir. O povo já reprovou. O Prefeito é totalmente contra, já apresentou um projeto para o governador Cid Gomes de ampla modernização do atual parque que contemplará várias avenidas ao redor, um lago, pistas de cooper, será um parque verde no centro da cidade como existe em São paulo.

    A questão agora é apenas de aprovação do Cid, até porque o povo do Crato já fez abaixo assinado de mais de 10.000 assinaturas exigindo que o parque fique onde está. Esse assunto pelo povo do crato, não tem mais volta...

    Não adianta especulação.
    CID não vai fazer algo contrário ao interesse do povo. Ele não é louco!

    Abraço,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  3. O que eu não daria para ver o Pedro Esmeraldo como Prefeito do Crato!

    Porque quem tem as soluções pra tudo, deve dirigir os povos!

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.