28 novembro 2009

PEDÓFILOS - Uma Análise - Por: Antonio Paiva Rodrigues


É a pessoa que tem a perversão da pedofilia ou a pratica, palavra de origem grega ped (o) + filo. A pedofilia seria uma doença ou uma tara sexual? A realidade é que a prática da pedofilia vem crescendo assustadoramente em todo o mundo. As crianças até 14 anos de idade são as vitimas dos pedófilos. Os estudiosos, os psiquiatras, psicólogos afirmam ser a pedofilia uma perversão sexual, caracterizada pela opção sexual preferencial por crianças e adolescentes, de forma compulsiva e obsessiva. O pedófilo é uma pessoa aparentemente normal e muitas vezes bem inserida na sociedade, daí o fato da pedofilia ser uma patologia muito frequente em todos os níveis sociais e econômicos, portanto, não é rara a presença de pedófilos nas escolas, praças, igrejas, consultórios médicos, enfim, em todos os lugares onde ele, o pedófilo, possa encontrar crianças e adolescentes. Em muitos casos o pedófilo pode ser alguém da própria família. O pedófilo é, acima de tudo, um doente, que necessita de tratamento, mas que se torna muito perigoso, já que pode cometer crimes (não só o abuso sexual em si, mas outros igualmente graves, incluindo até o homicídio) contra as crianças, por isso deve ser combatido. A justiça pernambucana está envolta em escândalo sexual de proporções incalculáveis e inéditas, tal situação pode deixar uma nódoa em grande parte da magistratura mauriciana.

Dois juízes segundo investigações da Corregedoria do Tribunal de Justiça pernambucano são acusados da prática de pedofilia e a preferência dos juízes eram meninos. A Vara da Infância e da Juventude abrigava os dois juízes que mantinham relações homossexuais com crianças e adolescentes em cidades do interior pernambucano. (Isto É) Mas não fica só nisso, um terceiro suspeito também juiz está sob investigação e corre o risco de ter o mesmo destino de seus pares pedófilos, um afastamento provisório das funções ou aposentadoria compulsória com pagamento integral de seus rendimentos no momento em que foram acusados dela corregedoria.

Esse interesse por crianças pode ser tão antigo que não se tem uma data precisa para marcar os primeiros casos de pedofilia acontecidos no mundo. Sabemos que ele é tão antigo quanto a humanidade e existem pinturas de homens mantendo relações sexuais com crianças. A verdade é que desde a Grécia Antiga que surgiu o termo “efebo” que é o rapaz jovem, mancebo, ou aquele que chegou a puberdade. (Shvoong). Do grego éphebos, e do latim ephebus, são sinonímias de jovem do sexo masculino que era iniciado na vida sexual por um homem mais velho. Para se ter uma ideia da aberração em alguns mosteiros budistas no Tibet, os novatos tem que dormirem com os monges mais experientes. Essa prática perdura até os dias de hoje. O casamento heterossexual era de efeitos práticos e o amor era considerado território para homens maduros e seus rapazes.

Na Grécia antiga as mulheres serviam apenas para procriação, pois o amor mais caloroso era entre homens. Diz a história que o profeta Maomé tinha várias esposas e uma delas era uma criança de 8 anos, e na época do casamento Maomé estava com 53 anos de idade. Vejam só são nuanças acontecidas que praticamente poucas pessoas tem conhecimento, mas a história está aí para comprovar a veracidade dos fatos. Na Idade Média e no renascimento a beleza feminina tinha um ideal, longos cabelos louros, atitude displicente, maçãs do rosto saliente e era grande o número de mulheres que casavam na puberdade.

Diz à história que um dos pedófilos mais famosos era o escritor inglês Lewis Caroll (1862-1898), ele era nada mais do que o escritor de Alice no País das Maravilhas, escrito em 1865. Uma de suas manias bizarras era a de fotografar menininhas em parques, chegou a fotografar uma garota de quatro anos de nome Alicia Lidell, que foi sua inspiração para escrever o livro infantil epigrafado. Dizia ele que Alicia tinha uma beleza provocativa o que fazia com que o escritor a cortejasse sempre até de maneira acintosa. Isso fez com que a mãe de Alicia a afastasse da presença de Lewis Carol. Vários e vários casos Aconteceram no velho continente e em 1955, durante a escrita de um romance por Vladimir Nabokov, de nome Lolita, surgiria o termo “ninfeta”, para garotas de idade entre nove e 14 anos.

Elas enfeitiçavam os homens com sua natureza “ninfica” demoníaca. Em 1977, o cineasta polonês Romam Polanski teve que fugir dos estados Unidos da América do Norte (EUA) depois de admitir ter feito sexo com uma garota de 13 anos. O famoso cantor Michael Jackson também foi acusado de abusar de um menino de 12 anos. A pedofilia pode ser designada como o desejo sexual proibido. É um problema antigo, mas deve ser combatido com rigor pelas autoridades que lidam com crianças e com pessoas com esta perturbação sexual. Os ambientes em que as crianças permanecem por muito tempo, principalmente os internos estão mais vulneráveis a pedofilia.

A partir da exposição pública de casos de pedofilia envolvendo médicos, sacerdotes e professores, cidadão de comportamento social e profissional supra de qualquer suspeita voltaram-se os cientistas comportamentais, dentre eles os juristas, para o estudo dessa prática, cujas vítimas são crianças e adolescentes. É nesse terreno minado de preconceitos e distorcidas visões de mundo que nós, juristas, debruçamos-nos na tentativa de sistematizar o tema e impor a repressão adequada e efetiva para impedir as agressões ao corpo e a espírito de quem mal começou a viver. Essas agressões quase sempre resultam em profundas sequelas em personalidades ainda não definidas, razão pela qual é classificada a pedofilia, no Brasil, por que violação hedionda, segundo a Lei 8.072/90.

As penas para lá de suaves para os juízes Francisco de Assis Timóteo Rodrigues de São José de Belmonte (PE), e Max Cavalcanti de Albuquerque, de Palmeirina (PE) que foram afastados de suas funções e as famílias das crianças como ficam? Os casos envolvendo pedófilos deveriam ser combatidos veementemente pelos órgãos de “Direitos Humanos”, pois crianças e seus familiares vão sofrer com esta marca inglória para o resto da vida. “Tribunal de Justiça de Pernambuco afasta dois magistrados por abuso sexual de menores; um deles é acusado de matar três testemunhas”. Dizem que as festas patrocinadas por Timóteo seriam frequentadas até por padres. Os casos pernambucanos são apenas a ponta de um iceberg que está deixando a cúpula do judiciário do estado de Pernambuco estarrecida. Pensem nisso!

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI-DA ALOMERCE E DA AOUVIRCE
Foto Ilustrativa: Site: brasil-contra-a-pedofilia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.