10 novembro 2009

Nasa garante que o mundo não vai acabar em 2012

Agência espacial explicou em seu site que se possibilidade de colisão fosse real objeto estaria visível a olho nu.

O mundo não vai terminar no dia 21 de dezembro de 2012, garantiu nesta segunda-feira (9) a Nasa (Agência Espacial Americana), em uma campanha para fazer desaparecer o medo provocado pelos profetas do apocalipse na internet e pelo filme 2012, que será lançado em breve por Hollywood. O filme, dirigido por Roland Emmerich, com estreia prevista para o próximo final de semana, mostra o fim da humanidade no solstício (cada uma das duas datas do ano em que o Sol atinge o maior grau de afastamento angular do equador, no seu aparente movimento no céu) do inverno boreal de 2012, exatamente no dia 21 de dezembro, após uma série de catástrofes naturais. A crença popular diz que a data estaria ligada a um alinhamento dos planetas do sistema solar, algo de mau presságio.

Vários profetas do apocalipse dizem que o fim do mundo chegará quando um desconhecido planeta, chamado de Nibiru e supostamente descoberto pelos sumérios, colidir com a Terra. Alguns sites acusam a Nasa de ocultar a verdade, mas a agência espacial qualifica estas histórias de "golpe da internet" em seu site.

- Se esta possibilidade de colisão fosse real, os astrônomos teriam detectado este objeto ao menos durante a última década, e agora seria visível a olho nu. Obviamente, não existe. A agência espacial diz que a Terra existe há mais de 4 bilhões de anos e que "nenhum cientista sério do mundo conhece alguma ameaça para 2012". Um colisão com nosso planeta foi prevista inicialmente por alguns profetas para 2003, mas a data foi adiada para 21 de dezembro de 2012, que corresponde ao fim de um ciclo do calendário Maya. A agência destacou que as colisões catastróficas da Terra com corpos celestes são muito raras, e que a última ocorreu há 65 milhões de anos.

Fonte: AFP via R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.