16 outubro 2009

Homenagem ao professor - por Pedro Esmeraldo


Hoje, 15 de outubro homenageamos o professor, figura impoluta como sendo a mola do aperfeiçoamento da aprendizagem do aluno. Consideramos o professor como um herói esquecido, que pratica a grata função de difícil tarefa, mas compensatória. O professor deve ser abnegado, trabalhando com amor e grande sentimento de afeto para com seus discípulos. Essa tarefa que é feita com amor, eleva o professor a cumprir fielmente o seu dever de mestre, com o intuito de inspirar o aluno para atingir os seus objetivos que é de adquirir o saber através do estudo com o fito de desenvolver a qualidade técnica do ensino, que, certas pessoas adquirem mergulhando na profundidade da ciência e com atribuições do método escolar das atividades cotidianas.
O professor para nós é um artista nato, um sábio moderno na arte de educar e transmitir conhecimentos organizados que conduzem os alunos para enfrentar qualquer tipo de trabalho.
Lembramos que os mestres enfrentam grandes lutas estressantes, mal remunerados, sem um pingo de valorização que seria dadas pelas autoridades. Nos dias cansativos e nas horas de angústias, obtém perda de paciência causada pelas lutas, e têm ainda pensamento questionado devido a falta de apoio financeiro, pois não são bem aprimorados em seus
pensamentos técnicos porque no Brasil as autoridades só sabem dar valor a quem não merecem. Será meu Deus, que vale a pena ensinar a grupos de alunos muitas vezes
inconvenientes e inconsequentes para serem mal remunerados e mal compreendidos pela sociedade?
Avante professores, lutem, gritem, reclamem, não se deixem ser enganados por estes astuciosos que não compreendem o verdadeiro caminho da vida.
Queremos lembrar as figuras dos grandes mestres do passado, que nos transmitiram conhecimentos profundos como: professor José do Vale Feitosa, Monsenhor Montenegro, Padre António Gomes de Araújo (o mestre da História), Padre Davi Moreira, Professora Irene Cabral, Monsenhor Raimundo Augusto, Professor José Nilo; esses mestres foram grandes dinamizadores da cultura regional. Por isso não podemos deixar de lado os nomes desses heróis do passado que deram sua vida pela formação intelectual e moral da juventude.
P.S.: Dedicamos esta crônica a grande mestra ex-diretora do SESI que conduziu o ensino inferior com muita dedicação e apreço. PARABÉNS DONA ZULEIDE! A senhora se tornou uma grande líder do ensino do Cariri.

Texto: Pedro Esmeraldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.