23 outubro 2009

Ex-presidente Clinton elogia luta do México contra narcotráfico

O ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton elogiou nesta quinta-feira a luta do governo mexicano contra o narcotráfico, embora esclarecesse que não basta ser "duro" e que se devem gerar condições sociais e econômicas para impedir que o crime organizado se desenvolva. O ex-líder americano participou do Encontro Empresarial 2009, convocado pela Coparmex (Confederação Patronal da República Mexicana) na capital mexicana, que termina nesta sexta. Clinton admitiu que os Estados Unidos têm ainda muito que fazer para ajudar ao México no combate contra o crime e disse que a violência seria menor se seu país proibisse o uso de armas em seu território.

Acrescentou que não se registrariam tiroteios em urbes do norte do México nem haveria uma taxa tão alta de homicídios em Ciudad Juárez (a localidade mais violenta do país) se os americanos não estivessem "comprando os narcóticos e não haveria tantos policiais e soldados nas ruas do México se os Estados Unidos proibissem as armas de fogo". Clinton respaldou a política contra o crime organizado do presidente mexicano, Felipe Calderón (que tem ao Exército como sua principal força nesta estratégia), e afirmou que os Estados Unidos não podem dar as costas nem fechar os olhos à violência gerada pelo narcotráfico. No entanto, assinalou a necessidade de oferecer melhores condições econômicas para as famílias de baixa renda para "que seja mais atrativo ganhar a vida de maneira honesta", e apontou que se requer gerar mais oportunidades para os jovens. Sugeriu às empresas mexicanas começarem a trabalhar nos estados com o PIB (Produto Interno Bruto) mais baixo para que o povo ganhe a vida de maneira honesta, e acrescentou que "explorar as oportunidades econômicas não requer muito dinheiro".

A visita do ex-líder coincidiu com o anúncio em Washington da captura de 303 delinquentes, muitos deles relacionados com o violento cartel mexicano "Família Michoacana". Em comunicado, a embaixada dos EUA no México disse que esta operação demonstra que o trabalho entre autoridades americanas e mexicanas pode "começar a frear e desmantelar" as atividades dos cartéis mexicanos nos Estados Unidos.

Fonte: Folha OnLine

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.