11 setembro 2009

Legislando em causa própria - Por A. Morais


No momento, não é difícil se constatar a falta de médicos, enfermeiros em Hospitais Públicos. Não é difícil encontrar alguém reclamando a falta de remédios e materiais nos postos de saúde. Bons professores, escolas qualificadas também não encontramos. As avaliações atuais na educação são as piores da historia. Porém, duas nulidades estão na vitrine da desonra da pátria: Câmara e Senado Federal. Não satisfeitos acabam de aprovar em primeiro turno, e o segundo vem numa noite qualquer, outra nulidade imoral: o aumento de oito mil vereadores, ou seja, oito mil cabos eleitorais privilegiados pagos com dinheiro público para garimparem votos e proporcionarem a permanência deste sistema imoral que desrespeita os que tem sentimento.

Enquanto o seu filho lutou uma adolescência toda para ser medico, enfermeiro, advogado, engenheiro ou outra qualificação qualquer e tem dificuldades de exercer sua profissão por falta de oportunidades, o Congresso nomeia de uma vez, oito mil suplentes de vereadores que não têm nenhuma serventia, analfabetos, subservientes, viciados como os titulares já existentes. O povo merece, afinal de contas é o co-autor de tudo isto e parece está satisfeito. Feliz como pinto em monturo.

Por A. Morais

2 comentários:

  1. Caro Morais,
    Parabéns pelo lúcido e oportuno artigo. Concordo com você em número, gênero e grau.

    ResponderExcluir
  2. Vereadores: nulidades manipulaveis pelo executivo.

    A. Morais

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.