01 agosto 2009

VELHICE - Por: João Marni de Figueiredo


Pouco importa venha-me a velhice.
Que é a velhice?
Meus ombros suportam o mundo.
Quem é Atlas?
O mundo não precisa mais que a mão de uma criança.
Não adianta morrer. A vida é uma ordem.
O tempo é a minha matéria, o tempo presente, os homens presentes, a vida presente.
O presente é tão grande,
Não nos afastemos muito,
Vamos de mãos dadas...

(Adaptado das poesias “Os ombros suportam o mundo” e “Mãos dadas”, de Carlos Drumond de Andrade).

Por: João Marni de Figueiredo

Um comentário:

  1. "O mundo não precisa mais que a mão de uma criança."
    Exatamente, chega de carregar o saco do egoismo, da violência, da naturalização do mal, da xenofobia, do ufanismo boêmico, do bairrismo umbilical, precisamos dar o salto da velhice A eterna juventude espiritual
    - Como
    "ver o mundo pelos olhos de uma criança"
    Parabéns!!!!

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.