09 março 2009

Para Socorro Moreira


Os dias felizes estão entre as árvores, como os pássaros;
viajam nas núvens,
correm nas águas,
desmancham-se na areia.

Todas as palavras são inúteis,
desde que se olha para o céu.

A doçura maior da vida
flui na luz do sol,
quando se está em silêncio.

Até os urubus são belos,
no largo círculo dos dias sossegados.

Apenas entristece um pouco
este ovo azul que as crianças apedrejaram:

formigas ávidas devoram
a albumina do pássaro frustrado.

Caminhávamos devagar,
ao longo desses dias felizes,
pensando que a inteligência
era uma sombra da beleza.

( Da série "Adivinhem o autor" )

Um comentário:

  1. Meu poeta e músico,
    Meu fotógrafo , amigo,
    Meu radialista, blogueiro,
    Viajante dos dias e das noites ...
    Só você, com essa alma de artista
    Sabe achar beleza ,
    nas cotovias e,
    na malandragem dos urubus ,
    que voam
    cortando o azul,
    que Deus pintou !


    Acabei de voltar. Foi um "tour" sem cor ...Mas deu pra avistar o mar que nos engole , nos estágios da saudade.

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.