14 março 2009

Hoje é dia do Poeta - A CONCEPÇAO DA VIDA NO ENVELHECER DA CASA - Por: Wilson Bernardo


O envelhecer de antigas feições
Mormaços umedecidos de tempos
Esquecidos
Antigas paredes que se desfaz
Em moradias consumidas rugas.
O templo rejuvenescido na espera
Dos prazeres
Confidenciais na esperança
De fronhas engomadas na goma
Das colheitas invernadas em sacrilégios.
Abençoadas senhoras colhedeiras de astúcias.
Na colheita dos afazeres grãos
A casa adormece a velhice de paredes
Construídas de confidencias concebidas
Na carne que semeia posteridades.

Wilson Bernardo

Um comentário:

  1. Wilson,

    Belo paralelo entre a mulher e a casa (a casa e a vida)... Ambas vivendo o processo da vida... Ambas completando o ciclo e guardando a vitalidade de um prazer rejuvenescido. O prazer de viver e de poder sentir o tempo consumir-se sem apagar-se sem ofuscar a esperança no futuro.

    Gostei de ler.

    Abraço,

    Claude

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.