15 março 2009

CIDADE CORTADA POR PONTES ... RIOS EMENDANDO SONHOS ... - Por : Socorro Moreira





Os dias da Infância são corridos, e as noites custam um sono profundo. Os tempos nos transformam numa incandescente festa... De repente, nascem seios, nascem pelos, e já ficamos a contar estrelas... A vê-las, significativamente.
Depois é a lua, onde nos miramos... É no sol que nos achamos... Achamos cor, energia, e até o amor. Fogo solar... Queima, mas não esconde o poder da musa... Queima, queixa, e deixa. Acho que o tempo inesquecível tem que ser dito... Sim!
Semana passada estive no Recife. Pensei chegar, e ficar... Foi mais curto do que desejei... Mas valeu!
Deixei um pedaço de mim naquele lugar. Nunca voltei pra buscar... Era um pedaço bonito... E o Recife bem que o merecia; era um pedaço tristonho... Entreguei-o às águas dos rios... Transmutaram-se... Ficou um sonho... Um tempo que nem chega a ser passado... Ficou um conto!Nem de fadas, nem de Esopo, nem de Machado, nem de Clarice... Ficou um conto Mariana... Que fala de amigos!
Recife (PE), 1975.
Rodoviária, no Bairro S.José.
Salta uma mulher de uns 23 anos. De malas e cuias, e 3 filhos nas mãos. Perece mais, cena de novela mexicana. Vontade de viver, e um emprego debaixo do braço... Será fácil?
"Viver não é fácil não... Pergunte ao meu coração...”
Encontrou conhecidos, e por tabela, outros conhecidos achou... Combinou um encontro... Naquela tarde, e naquela noite... Ainda!
Driver do Derby... (Um brinde ao momento: gim-tônica, calandre, alerte limão, halls, “Only Yesterday” -The Carpenters ... Sons, cheiros... Tudo mágico... Refrescante e encantante... Noite com olhares, sorrisos reticentes, beijos... Quase soltos ,quase loucos, quase dados de mãos beijadas. Era um início... E um fim) !
Vida de turista... Uma semana, uns meses, uns anos... E depois de todos os anos, lembranças doces, amenas.
Talude, Beer House, sorvete no Free Sabor ou Z’ecas , Casa D’Itália, Suape, Maria Farinha, Zoológico, Agulha frita no Samburá de Olinda... Comida Chinesa em B. Viagem... Água de coco, na Piedade.
Vejo o Paço da Alfândega, a Rua da Aurora, onde existia o Buraco de Otília... Vejo a Real da Torre, onde dormi maquiada , de salto alto ,meias de seda, esperando a buzina de um carro...
Sexta era dia de matar a saudade; sábado , programa gustativo...domingo era dia de mar...E mar era o seu olhar.Mar caribenho ... Azul-piscina!Barba perfumada, e inconfundivelmente, bem tratada. Tinha charme, dizia as coisas no tom mais baixo, e sensual... Momentos de contenção do desejo; momentos de explosão do encanto... Momentos de pura e clara amizade... Momentos de desencontros, e desvios do interesse.
Com aquela criatura aprendi novas perguntas, e novas respostas... Aprendi a passar tempo, nas minhas Recreativas. Éramos amigos!
Passaram-se 30 anos.
Você é a minha saudade feliz!
Recife...
Acho o amor em cada rio.
Acho o rio, em seu mar ...
Acho o Fantástico , que me doía...
Acho a toca, onde a gente se encontra...
Uma toca oca...
Bombeada por um sentimento único...
Que o tempo respeita...
Não gasta, nem subtrai...
É sempre novo!




Por : Socorro Moreira

12 comentários:

  1. Prezada Socorro

    Gostei muito do seu artigo. Você coloca um pedaço da sua história para o mundo todo conhecer. Nesta mesma época, eu e Magali estávamos nos instalando no Crato, numa das decisões mais acertadas das nossas vidas. Mudamos para Fortaleza no tempo certo e não vemos a hora de voltar. Parabéns pela qualidade de tão belo poema.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada ,Carlos.
    Minha vida foi cigana , mas não tão intensa , quanto a dos casais que a enfrentaram, com um grande amor , na direção do tudo !



    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Oi Socorro
    Pura magia de encontros e desencontros. Voce extravasa o puro e o ingenuo do mais belo amor. Sei um pouco da sua autenticidade. Voce irradia felicidade nas suas palavras. Belo poema
    Abraços
    Jair Rolim

    ResponderExcluir
  4. Socorro,

    Muito bonito o seu texto. Lembrar o passado é reviver os bons momentos. Quando vier a Fortaleza nos avise, para marcarmos um encontro. Se desejar ficar na nossa casa, estamos à sua disposição. Será um prazer tê-la conosco.

    Abraços


    Magali

    ResponderExcluir
  5. Socorro,

    Tuas palavras são sempre cheias de vibração pela vida e alegria colecionada nos sorrisos que colheste.

    Tua maneira de nos mostrar a ambiência, o cenário e nos depositar nisso tudo como "ouvintes-coadjuvantes" nos absorve e nos faz viver paralelamente nossas próprias lembranças...Puro encantamento...

    Já com saudade me despeço...

    Abraço,

    Claude

    ResponderExcluir
  6. Carlos e Magali ,

    Como vocês são generosos. Como é bom tê-los como amigos , e companheiros de vida !


    Jair,

    Velho colega de banco ... Aquele abraço !



    Grande Claude,

    Nunca pensei que ainda fóssemos passear pela vida,
    com tantos versos e amigos em comum .

    Salve , minha amiga !

    ResponderExcluir
  7. oi socorro, vc me fez sonhar com o recife. amo esse lugar e morro e saudades de lá
    um xero!!!

    ResponderExcluir
  8. menina, descobri seu blog com "cheiro de flor".
    Dihelson gosta de pinçar novos colaboradores.
    Quanto ao Recife... Melhor deixar quieto nosso retalho de saudade...

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  9. Oi Socorro, me chamo Hallison, sou cratense, mas estou aqui no Recife há 4 anos, sempre atento às notícias relacionadas ao Crato, entrei no Blog do Crato, e vi sua postagem a respeito do Recife, moro no Bairro do Espinheiro, moro em frente ao Restaurante Chinês da 48 e conheço estes locais que você citou,só não esqueça também do Marco Zero, no Bairro do Recife(mais conhecido como Recife Antigo)palco das manifestações culturais da cidade,e o Bar do Lulinha(Aconchego do Matuto)na Chora menino,fico orgulhoso de ver a cidade que me "adotou" estar sendo muito bem falada aí no Crato, um abração pra ti e todos os cratenses!!!

    ResponderExcluir
  10. Oi Socorro, me chamo Hallison, sou cratense, mas estou aqui no Recife há 4 anos, sempre atento às notícias relacionadas ao Crato, entrei no Blog do Crato, e vi sua postagem a respeito do Recife, moro no Bairro do Espinheiro, moro em frente ao Restaurante Chinês da 48 e conheço estes locais que você citou,só não esqueça também do Marco Zero, no Bairro do Recife(mais conhecido como Recife Antigo)palco das manifestações culturais da cidade,e o Bar do Lulinha(Aconchego do Matuto)na Chora menino,fico orgulhoso de ver a cidade que me "adotou" estar sendo muito bem falada aí no Crato, um abração pra ti e todos os cratenses!!!

    ResponderExcluir
  11. Meu caro Hallison,

    Com certeza somos de gerações diferentes... Mas isso não nos diferencia, no amor pela cidade nordestina, com tanta personalidade física, como o Recife. Os cratenses, na sua maioria , beberam e absorveram , as águas do Capibaribe e Beberibe. Na equidistância , entre Fortaleza x Crato X Recife, a gente sempre pegou o beco do Exu ou da Paraiba. Até o sotaque do cratense é mais prenambucano do que cearense . Mas, fiquemos , na imantação afetiva e cultural desses dois polos ...
    Estive no palco de todos os frevos !
    Morei no Espinheiro , na B.Vista (Manoel Borba e José de Alencar ); trabalhei na Dantas Barreto, e na Barão do Rio Branco ; estudei no Colégio Sagrada Família de Casa Amarela, e no Radier; vi "Dois Irmãos" e o Cordeiro ...
    Menino , menino não acorde a criança , que ainda sonha !
    E pra não dizer que nunca nos conflitaremos, diga-me, em segredo : Você torce pelo Sport ? Como eu ? risos


    Quando entro na energia do Recife, chego cantando Edu Lobo, Alceu, Robertinho, Naná Vasconcelos, e até Dorival Caymim !Sem esquecer Mário Melo, Capiba, Banda de Pau e Corda, e a percussão , muita massa, do meu amigo, Luciano Pimentel, ex integrante do Quinteto Violado.
    Recife é frevo, forró da Torre , ciranda de Lia, maracatu, Chico Science,e o resto da música brasileira !

    Grande abraço !












    bn

    ResponderExcluir
  12. Opa... desculpa Socorro se Eu te deixei pouco chateada,essa não era a minha intenção... Acho que Eu não soube foi me expressar da forma correta... Mas não sou Sport,sou Náutico,moro quase atrás do estádio dos Aflitos... mais uma vez perdão pela forma que tentei me expressar, e como já disse não foi da forma correta, pois não consegui demonstrar a minha satisfação sobre o poema que publicastes,belíssimo,adorei mesmo,estais de parabéns... sim e jamais irei acordar a criança,que ainda sonha em você, não tenho esse direito... Só uma pergunta:"O que você acha da construção do Parque D.Lindu no Bairro de Boa Viagem? Mais uma vez peço-te desculpas por meu erro!!!
    Um forte abraço,pra ti e todos os cratenses!!!!

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.