14 julho 2008

Camelódromo do Crato fica para 2009 - Por: Antonio Vicelmo

Clique para Ampliar

Comerciantes do Crato ocupam antigo mercado no Centro, entre amontoado de bancas, lanchonetes e armarinhos, sem as mínimas condições de higiene (Foto: ANTONIO VICELMO)

Terreno para Shopping Popular do Crato não pode ser doado por causa das restrições da Legislação Eleitoral

Crato. A construção do Shopping Popular do Crato, o chamado camelódromo, ficou para o início do próximo ano. O gerente do Banco do Nordeste nesta cidade, Raimundo Moreira de Almeida, Neto, informou que o banco tem o maior interesse na construção do centro comercial, que vai beneficiar principalmente os pequenos comerciantes que, em sua maioria, trabalham na informalidade. A liberação dos recursos, no entanto, está na dependência da doação do terreno por parte da prefeitura.

O secretário de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura do Crato, José Gilson Ribeiro Parente, conhecido por “Duda”, justificou que, em razão do período eleitoral, não foi possível a doação do terreno por parte da prefeitura. A Lei Eleitoral 11.300/2006 proíbe a doação de dinheiro ou “ajuda de qualquer espécie” à pessoa física ou jurídica três meses antes e três meses depois da eleição. O parecer do Banco do Nordeste, disponibilizando o financiamento, segundo Duda, só foi entregue à prefeitura no mês de abril.

O secretário acrescentou que o projeto está pronto. O camelódromo será construído na Rua Santos Dumont, vizinho ao prédio, em construção, das Lojas Americanas. A estrutura terá 335 boxes, quatro lojas âncoras, praça de alimentação e 16 banheiros, sendo oito para homens e os outros oito para mulheres. O camelódromo está avaliado em R$ 3 milhões. Serão dois andares oferecendo melhores condições ao consumidor e mais comodidade e segurança ao vendedor. A meta é que, até o começo do próximo ano, o novo prédio comece a ser construído. Entre os 335 permissionários do camelódromo, o clima é de expectativa. O presidente da Associação dos Comerciantes Informais do Crato, Francisco Pereira da Silva, garante que os trabalhos serão iniciados depois das eleições. Ele ressalta que a maior interessada na execução desse projeto é a prefeitura, que reconhece as péssimas condições de funcionamento atuais. A tesoureira da Associação, Edênia Maria Alves Bezerra, afirma que o mais complicado foi a formação da entidade para representar os comerciantes. “Agora que todos estão cadastrados, não tem mais problema”, acredita.

Reivindicação antiga

A construção do Camelódromo do Crato é uma velha reivindicação dos pequenos comerciantes que ocupam um espaço no centro da cidade no meio de um amontoado de bancas, lanchonetes e armarinhos, sem as mínimas condições de higiene. São quase 500 comerciantes que se comprimem num espaço de 2 mil metros quadrados, um antigo mercado entre as ruas Santos Dumont e José Carvalho, ao lado da Prefeitura. Para o superintendente do Banco do Nordeste, Isidro Moraes, a construção desse Shopping é uma questão de honra. Faz parte da linha de ação de ação do banco.

ANTONIO VICELMO
Repórter


ENQUETE
População acredita na construção do prédio

Raimundo Moreira de Almeida Neto
Gerente
Com certeza, ajudar na construção da Shopping Popular do Crato é do interesse do Banco do Nordeste.

Edênia Maria Alves
Tesoureira
O mais complicado foi a formação da Associação. Agora que todos estão cadastrados, não tem mais problema.

Francisco Pereira da Silva
comerciante
´Acredito que a construção do Shopping Popular do Crato será iniciada depois das eleições, ainda este ano´.

Mais informações:
Banco do Nordeste do Brasil
Agência Crato
Rua Coronel Luiz Teixeira, 1015, Centro
Fone: (88) 3523.1166

Visite o Stand de divulgação da 10ª Mostra SESC Cariri de Cultura na EXPOCRATO 2008!!!

A CAMINHO DA 10ª MOSTRA SESC CARIRI DE CULTURA!

VAMOS PRESTIGIAR!



Tânia Peixoto
"O tempo é o meu lugar, o tempo é minha casa."
(Vitor Ramil)