08 junho 2008

Tudo de bom..............

Ao ler a Revista UMA me identifiquei com esse Artigo escrito por Regina Valadares e gostaria de compartilhar com Vocês....QUE HOJE SEJA TUDO DE BOM E MAIS UM POUCO...Pode ser efeito do verão. Desse céu azul colorindo a visão e investigando o coração a confiar que todas as perdas trazem ganhos, que sofrer não tira pedaço, mas abre caminho para conquistas definitivas.O desejo de ser uma pessoa melhor, de encontrar um par – ou um ímpar -, de abraçar os amigos, de fazer boas escolhas. O fato é que paira no ar uma certa euforia sussurrando no ouvido da gente que ser FELIZ é possível. Hoje, agora, apesar dos pesares, ou principalmente por eles.Se plantarmos nossas melhores intenções aqui, como sementes preciosas,com certeza colheremos bons frutos. Sim, porque o agora é a base do nosso futuro, das nossas realizações. Se ficarmos chorando sobre o leite derramado, não contribuiremos em nada para dias melhores. Então é pegar ou largar. Aceitar, relevar, desapegar-se, mudar, amar. E compartilhar, tudo com todos, porque a graça está no dividir, sem nunca se arrepender do que fez nem do que deixou de fazer. Viver é isso. É assinar embaixo e pagar a conta. Assumir as rédeas e escolher a direção.Mesmo quando tudo parece triste, a gente pode ser feliz, se quiser. Porque ser feliz é uma decisão arbitrária. É decidir e fazer, feito parar de comer bobagem, andar de manhã, deixar de fumar. É resolver ainda embaixo do chuveiro, e cumprir. É querer com todas as forças vencer os obstáculos e ir mais longe. É contar até mil e ver que não perdeu a paciência. É chorar com o fim da história e ser grata por tê-la vivido. É buscar outro ângulo para não perder o foco.É olhar no espelho, abrir um sorriso e se propor, sinceramente, a acatar, com gratidão, o que a vida lhe reserva. Torcer para que a nossa capacidade de amar seja cada vez maior e transforme nossas dores em força para lutar. Lutar para ser feliz. Não essa felicidade tola que se vende por aí, traduza como ausência de problemas, como alienação. A felicidade de sentir-se bem na própria pele, de ter alguma idéia do que está fazendo da vida, de saber-se alvo e fonte de amor.Para sermos felizes precisamos abrir espaço para o novo. Tirar do armário tudo o que não nos serve. Arrumar as estantes com nossas melhores recordações. Reorganizar as gavetas por ordem da importância. Varrer pra longe os ressentimentos que nos impedem de caminhar e abrir a janela, bem escancarada, para espantar o desânimo e deixar entrar tudo de bom.Sem olhar para trás, com fé, de verdade.

Festival Cariri da Canção - Eliminatórias

Þ 1ª ELIMINATÓRIA – DIA 15.06.08 (DOMINGO)

AUTOR

MÚSICA

01

Tarcílio Carvalho de Melo (Nando Nucce)

Mapa dos Sentidos

02

José Osmar Pires Figueiredo

Se eu não te amasse

03

Cícero Daniel Pereira da Silva

Profissão: Poeta

04

Cícero Machado Barbosa

Edifícios

05

Francisco de Assis Silvino da Silva

Quem disse

06

Álvaro S. Brito Holanda

Presos num só coração

07

Luciana Dantas Ferreira

Chuva Menina

08

José Calazans Callou Neto

Girassóis

09

Lourival Clementino do Nascimento Neto

Meu Cariri não deixo não

10

José Matos Cruz (Matosalém)

Estradeiro

Þ 2ª ELIMINATÓRIA – DIA 16.06.08 (SEGUNDA-FEIRA)

AUTOR

MÚSICA

01

Francisco Sanderley Justino Coelho

Fábula para um rei feliz

02

Antonio Nivaldo da Silva(Nivaldo Ní)

Sonho e realidade

03

Cícero José Machado (Dudé Casado)

Presságio (Tristes Sinais)

04

André Ferreira Silva

O matuto do sertão

05

Ravel Alves Rabelo Cidade

Imbolá

06

Expedito Pinheiro Mota

Viagem de amor

07

Maria Auxiliadora Ventura da Silva(Auxi Ventura)

Vidas Secas

08

Jean Alex Silva de Alencar

Oração de Sidha

09

Thiago Ferreira Costa

Viver sem te amar

10

Arice Maria Holanda Lage Morais

Samba de amor ao sertão

Enviado pela Secretaria de Cultura do Crato
.