04 junho 2008

Hoje, Centro Cultural Banco do Nordeste-Cariri comemora dois anos de existência, com shows de Moraes Moreira, Projeto Criolina e Dr. Raiz

Programação especial de aniversário acontece amanhã (quinta-feira, 5), a partir das 19h, no evento de abertura da 8ª EXPROAF - Exposição de Produtos da Agricultura Familiar, no Parque de Exposições do Crato . FORTALEZA, 04.06.2008 - O Centro Cultural Banco do Nordeste-Cariri - sediado em Juazeiro do Norte, no sul do Ceará - comemora dois anos de existência, com uma programação especial que inclui shows do cantor e compositor baiano Moraes Moreira, do Projeto Criolina (dupla formada pelos cantores e compositores maranhenses Alê Muniz e Luciana Simões) e da banda caririense Dr. Raiz.

A programação comemorativa ao segundo aniversário do CCBNB-Cariri acontece amanhã (quinta-feira, 5), a partir das 19 horas, no evento de abertura da 8ª EXPROAF - Exposição de Produtos da Agricultura Familiar, no Parque de Exposições do Crato (Praça Filemon Teles, s/n), município caririense vizinho a Juazeiro do Norte.

Às 19h, o show da banda Dr. Raiz abre a programação, seguida dos maranhenses do Projeto Criolina, às 20h15. Moraes Moreira encerra a festa cidadã, subindo ao palco às 21h30, para apresentar o show intitulado "A história dos Novos Baianos e outros versos".

Dr. Raiz (às 19h)

Originário do Cariri, região situada ao sul do Ceará, o Dr. Raiz vem deste 1998 desenvolvendo um trabalho de identidade, onde sua musicalidade passeia por manifestações musicais nordestinas, sejam de tradição oral, ou mesmo as que fazem parte do cancioneiro popular brasileiro - construindo, assim, sua autenticidade a partir da leitura e releitura de seu regionalismo. Nesse show especial para o aniversário do Centro Cultural Banco do Nordeste-Cariri, na abertura da 8ª EXPROAF, o Dr. Raiz leva aos palcos a magia dos reisados, o ritmo das bandas cabaçais e uma forte e empolgante dose do que há de melhor em nossa música, como o forró pé-de-serra, o maracatu, o coco, a embolada e a cantoria.

Projeto Criolina (às 20h15)

O Projeto Criolina nasceu do encontro dos artistas maranhenses Alê Muniz e Luciana Simões. Com os pés nos terreiros e as antenas no mundo moderno, criam canções cuja sonoridade mistura tambores ao drum & bass e evoca o suingue da África-Brasil em diversos gêneros. "Criolina é a leitura do Nordeste contemporâneo, um Nordeste de retalhos furta-cores, de tambores, computadores, cuícas e amplificadores, brincando na mesma avenida", afirma a cantora e compositora Luciana Simões. "Criolina é um grito brasileiro, nordestino, maranhense, na multidão; um confete no asfalto, a nossa bandeira de chita", diz Alê Muniz.

Moraes Moreira: A história dos Novos Baianos e outros versos (às 21h30)

Aos 60 anos, Moraes Moreira está longe de pensar em aposentadoria. Na abertura da 8ª EXPROAF, ele apresenta o show inspirado no livro que escreveu: "A história dos Novos Baianos e outros versos". Cantando e contando histórias, Moraes Moreira mergulha em seu passado e revela passagens de sua atuação no cenário musical nestes 40 anos de estrada, seja como participante dos Novos Baianos ou em carreira solo. Músicas como Preta Pretinha, Mistério do Planeta, Brasil Pandeiro e A Menina Dança, entre outras, que compõem o repertório dos Novos Baianos, estão na trilha sonora deste show, além de canções que marcaram a sua carreira-solo como Pombo Correio, Festa do Interior, Lá vem o Brasil Descendo a Ladeira, Meninas do Brasil, Sintonia e algumas inéditas.

Balanço da atuação no Cariri

Nesses dois anos de atividade, o Centro Cultural Banco do Nordeste-Cariri atingiu um público de 414.537 pessoas, sendo que 223.440 pessoas somente nesse segundo ano de funcionamento (17% acima do primeiro ano), que acompanharam mais de 1.300 eventos artístico-culturais realizados. Nos últimos doze meses, foram 768 eventos diferentes, sendo que 149 desse total foram realizados em outras 10 cidades da região (Crato, Nova Olinda, Barbalha, Caririaçu, Brejo Santo, Milagres, Assaré, Mauriti, Campos Sales e Antonina do Norte), demonstrando o caráter regional da atuação do Centro Cultural Banco do Nordeste no Cariri. Além da formação de platéia, o CCBNB-Cariri atua também na formação artística, na inclusão digital e ações educativas junto às escolas de primeiro e segundo grau. Através de uma programação diária, gratuita e diversificada, e com a ajuda de diversos parceiros institucionais da região, o CCBNB-Cariri procura democratizar o usufruto de bens culturais e contribuir para uma maior conscientização do valor da nossa identidade cultural nordestina.


Enviado por Luciano Sá, acessor de imprensa no CCBN
.
(CONVITE: VERSÃO PARA INTERNET)


DATA: SÁBADO, 07 de junho de 2008
LOCAL : Salão de Atos do Instituto Cultural do Cariri - ICC
HORÁRIO: A partir das 09 horas da manhã

Objetivo
Propor diretrizes no campo da GESTÁO PÚBLICA visando um programa de governo municipal participativo para o Crato.

PROGRAMAÇÃO

09:00 h Abertura – Composição da mesa/ Fala de representantes dos partidos;

09:30 h Palestra : PARTICIPAÇÃO DA SOCIEDADE
NA GESTÃO PÚBLICA
- Amadeu Freitas, Superintendente do INCRA-CE.

10:00 h Diagnóstico: A EXPERIÊNCIA DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DA PREFEITURA DE FORTALEZA
– David Ferreira Lima, Técnico PMF

10:30 h LANCHE

10:45 h Formação dos Grupos de Trabalho (GT):
GT 01. Conselhos Gestores;
GT 02. Audiências Públicas e Conferências Setoriais;
GT 03. Orçamento Participativo;
GT 04. Instrumentos de Transparência e outras formas de Participação.

11:30 h Apresentação de propostas dos Grupos de Trabalho (GT)

12:00 h ENCERRAMENTO

Mobilização:
Partido Verde – PV
Partido dos Trabalhadores – PT
Partido da Mobilização Nacional – PMN

CRATO - Este Festival da Canção não está muito apressado ?

Este Festival da Canção não está muito atabalhoado ?

Um dos compromissos de campanha do Prefeito Samuel Araripe, foi resgatar as datas importantes para o município. E uma das festividades a serem resgatadas no sonho do gestor, foram os antiquíssimos "Festivais da Canção". Pois bem, sem querer entrar no mérito da questão da terminologia "Festival da canção", gostaria de falar um pouco sobre o Festival que vem aí ( se não cuidar, já passou... )

A Secretária de Cultura Daniele Esmeraldo tem muito boa vontade, e as pessoas envolvidas neste festival, só acho que tudo está sendo feito de modo muito precipitado. Um festival exige sério planejamento de todos os detalhes, e o anúncio das inscrições com meses de antecedência, a fim de que a população e a imprensa tomem conhecimento e haja um direcionamento para o mesmo. Se o Festival aconteceria agora em Junho, já em Fevereiro já deveria haver divulgação pelo Nordeste afora...
E já que se está falando em Festival HOJE, ele deveria acontecer lá por AGOSTO, para dar tempo de se preparar tudo. Pra quê essa pressa ??? vamos divulgar melhor e preparar tudo para acontecer legal, gente ?

Você está sabendo que no Crato vai haver um Festival da Canção já agora, dia 15 de JUNHO ?
Não ? Pois é... muito mau divulgado, hein ? Mal tomamos conhecimento do festival, e este já vai passar... absurdo! Não seria melhor prorrogar o festival até AGOSTO, planejar com calma, e deixar as inscrições aí um tempo, e levar até o conheciemnto de toda a imprensa falada, escrita e televisada fazer um grande auê primeiro ? Conceder entrevistas no Rádio, etc...sair em todos os recantos do ceará essa notícia ? Será que não seria melhor a gente pensar em termos da estrutura de som adequada, qualidade dos Jurados, fazer tudo de forma correta, ver tudo isso com muito carinho para se evitar erros grosseiros e arrependimentos futuros, já que é o primeiro ?

Em Cultura, não existe operação Tapa-Buraco. Ou É ou não É....
Que tal repensar os prazos para o festival da canção do Crato 2008 ?

Por: Dihelson Mendonça

O "rapidinho" e "de volta à indústria da multa" - Por: Armando Rafael



"Matéria "emprestada" pelo autor Armando Rafael.

Em Crato, quem desce de carro pela Avenida Maildes Siqueira (no sentido Parque de Exposição-bairro Granjeiro) é obrigado a encarar um sinal de trânsito na Praça Alexandre Arraes. Apelidado de “rapidinho”, esse sinal – quando abre – fecha tão ligeiro que só permite a passagem em média de três veículos. É só conferir...

Enquanto isso,na última segunda feira, dia 2, justo na pouca movimentada Avenida Maildes de Siqueira, estava postado um agente do trânsito multando quem fazia o retorno em frente ao Parque de Exposição.

O Demutran colocou placas proibindo o retorno naquele trecho, medida adotada sem necessidade já que o tráfego ali é pequeno. Será que o prefeito Samuel Araripe sabe o que está ocorrendo? São muitos os condutores de veículos que andam reclamando do retorno da indústria da multa. E justo este ano, quando teremos eleições municipais!

Muitos condutores já estão recebendo as notificações dessas multas, que vêm com a seguinte anotação: “Pontuação 7: gravíssima”.

Onde anda o bom senso do Demutran? Bom lembrar que, no início do ano, o prefeito Samuel aprovou lei anistiando as centenas de multas, o que lhe grangeou simpatia por parte dos proprietários de veículos, que são muitos. Mas, agora, vem de novo o Demutran recomeçar as antipáticas medidas inóquas. Até parece que estão querendo prejudicar a boa imagem do prefeito...

Autor: Armando Rafael
.

O Comentário do Dia - Sobre a extração ilegal de Madeira da Chapada do Araripe


Sobre a extração ilegal de madeira na Chapada do Araripe, recebemos o seguinte comentário na redação do Blog do Crato:

"Pois é e prá tirar o Pau de Santo Antônio uma vez por ano fizeram a maior celeuma. Isso é uma vergonha. "

Foto ilustrativa: website ocetico.wordpress.com

Cinema: "O universo dentro de uma casca de Noz"

O espaço "Cinemania Cariri", através do seu comentarista, Demétrius Tarantino, comenta mais esta grande dica pra você que é fã da Sétima Arte. Em tempo, 5 estrelas é Obra-Prima!


"Eu poderia viver recluso numa casca de noz e me considerar rei do espaço infinito". Estas palavras de William Shakespeare em Hamlet cai perfeitamente para Paul Mccartney. Quando ouve a primeira sessão de Across the Universe a diretora Julie Taymor, apreensiva, flagrava o Ex-Beatle normal, frio e de poucas palavras. No término do filme ela perguntou a ele: "Acha que faltou alguma coisa?" Ele respondeu: "Não, está bom do jeito que tá". Com essa frieza, o Paul (mesmo assim) não teve como se render com o espetáculo visual e psicodélico desta obra prima dos musicais ascendentes. Mesmo com previsíveis canções como a Hey Jude ou Lucy in the sky with diamonds. Participações exuberantes de Joe Cocker e Bono Vox. Joe cantando Come Together é espetacular. A história nada mais é do que uma chama de amor que transcede a guerra estúpida do Vietnã, Martin Luther King e uma juventude transviada. Jude sai de Liverpool em direção aos Estados Unidos encontrar novas perspectivas de vida, começando com seu pai que nunca conheceu. Lá conhece Lucy, uma moça que sentiu seu primeiro baque na vida com a morte de seu namorado na guerra. As músicas transfiguram os sentimentos dos personagens dando um entendimento maior nas próprias obras dos Beatles. Um filme musical, (sei que muita gente torce o nariz para esse gênero) com músicas que conhecemos e que beatlemaníacos vão se emocionar com lágrimas mesmo. Espetacular, vale pela emoção de ouvir Let It Be ou Dear prudence, ou strawberry fields forever com requintes inovadores, como se você entendesse o que a letra quer dizer. O seu Universo parece ficar imenso dentro de uma casca de nóz, por duas horas sentados em frente a Tela e contemplando tal magnificência.

Título Original: Across the Universel
Tempo de Duração: 131 minutos
Ano de Lançamento (EUA): 2007

Evan Rachel Wood ( Lucy)
Jim Sturgees (Jude)

Joe Anderson (Max Carrigan)
Dana Fuchs (Sadie)
Martin Luther (JoJo)
T.V. Carpio (Prudence)
Spencer Liff (Daniel)
Nicholas Lumley (Cyril)
Michael Ryan (Phil)
Angela Mounsey (Mãe de Jude)
Robert Clohessy (Pai de Jude)
Amanda Cole (Emily)
Jeanine Serralles (Dani)

Bono (Dr. Robert)
Eddie Izzard (Sr. Kite)



Mais filmes na seção "Cinemania Cariri" - O Ponto de encontro dos cinéfilos do Cariri.

Exposição de Maércio Lopes no COLETIVO MALUNGO!!! - Por Franklin Lacerda e Tânia Peixoto

.




A Xilogravura de Maércio é assim… um encantamento!
Desde a primeira vez que ví um trabalho de Maércio Lopes, numa exposição coletiva do CCBNB Cariri, ficava imaginando a paciência desse artista em talhar a madeira com tanto esmero. No primeiro contato com o artista ví que paciência e habilidade eram adjetivos próprios dele, quase definições desse mago da arte da xilogravura. Me instigou também a delicadeza das cenas por ele retratadas, quase tem cheiro, e cheiro de infãncia bem vivida. De imediato surgiu a vontade de expor seus trabalhos, amplificar sua arte para todos os lugares. Mas onde eu poderia fazer isso? … não tinha um espaço. Essa dificuldade inicial foi resolvida com o surgimento do Coletivo Malungo, espaço de fruição artística aberto por um grupo de amigos(Meire Nunes, Hosana Régia, Wilsom Borba, Eduardo Prado e eu). Aberto o espaço, definimos que o Coletivo funcionaria como Galeria de Arte, Espaço de Idiomas, Gastronomia, Loja e os escritórios das produtoras Arte Plural e Jaraguá Filmes. Definimos também que a cada mês um dos Malungos ficaria a cargo da pauta da Galeria e eu de cara me dispús a iniciar os trabalhos. E o início se deu pelas habilidosas mãos de Maércio, através de um recorte de um Cariri lindo e imaginário.
Aqui fica o meu agradecimento e apreço por esse grande artista e amigo.

Franklin Lacerda

O Coletivo Malungo fica na rua Tristão Gonçalves (Rua da Vala), 567, Centro - Crato.

Por: Tânia Peixoto