25 maio 2008

Curso no Cariri resgata antiga técnica Pinhole


U
ma exposição já foi realizada com o resultado inicial do curso. Mas o trabalho será concluído apenas neste mês.

Crato. Um curso de fotografia diferenciado. Longe das tecnologias digitais. O Pinhole, esquecido pela modernidade, é uma modalidade exercida com lata e um pequeno furo para entrada de luz. Na zona rural do Crato, no distrito de Ponta da Serra e arredores, essa técnica tem sido aplicada pelo fotógrafo Allan Bastos, em aulas para crianças e adolescentes, por meio da Organização Não Governamental (ONG) Verde Vida. São 30 crianças, em duas turmas. O método vem dos primórdios da fotografia.

Uma exposição já foi realizada com o resultado inicial do curso. Mas o trabalho será concluído apenas neste mês. O objeto a ser fotografado fica direcionado ao estudo de quem focaliza. O tempo de exposição dura cerca de 10 segundos. O olhar é outro. São fotos em preto e branco. Allan Bastos já fez o mesmo trabalho com crianças e adolescentes do Movimento Pró-Criança, em Recife, no Estado de Pernambuco. A experiência do fotógrafo remete a sua infância.

O projeto para ações culturais na ONG Verde Vida, com o curso de fotografia, foi iniciado em março. São crianças e jovens de 11 a 18 anos. Aproveitando o Dia Mundial da Fotografia Pinhole, foi realizada uma exposição para lembrar a arte. Para Allan, é uma oportunidade de deixar por um momento o mundo tecnológico em que vivemos. Ele explica que a fotografia Pinhole permite uma foto que necessita apenas de um recipiente protegido contra a luz e pode ser caixa ou lata, com um pequeníssimo furo e contendo material fotossensível em seu interior, que pode ser papel ou filme. Pode adaptar uma câmera já existente ou fazer artesanalmente.

O Projeto Ações Culturais para Povos Rurais está localizado no distrito de Ponta da Serra. A parceria com a Associação do Audiovisual do Cariri envolve jovens da comunidade rural. O trabalho tem o patrocínio da Petrobras e também do Criança Esperança.

O principal objetivo das ações é ampliar as atividades culturais da ONG Verde Vida, integrando profissionais das diversas áreas (audiovisual, dança, música, circo, produção cultural), com o intuito de envolver crianças e adolescentes da zona rural. A proposta se une à necessidade de estender o campo de atuação da ONG a diversas localidades do seu entorno. A finalidade tem sido atingida, com o dobro de atendimento, combatendo o êxodo rural que é o principal foco do projeto.

Atualmente as grandes ações culturais estão, geralmente, voltadas para populações de zonas urbanas, deixando as crianças e jovens da zona rural sem assistência. Para promover o desenvolvimento sociocultural desses jovens, a ONG Verde Vida, em parceria com Associação Audiovisual do Cariri e outros parceiros institucionais, formulou uma série de capacitações com o intuito de despertar neles o interesse pelo seu lugar, o aumento da auto-estima e com isso a solidificação de sua identidade.

As oficinas serão distribuídas neste ano. Tem como resultado esperado a formação de agentes culturais rurais que terão o compromisso de estimular movimentos artísticos locais, divulgando e valorizando seus saberes. A ONG foi criada em 1994, mas, legalmente fundada no ano de 1998, por iniciativa de Marcos Antônio Xenofonte de Almeida. A idéia surgiu da observação de que as crianças do local abandonavam a escola para trabalharem com os pais na roça, e as que permaneciam tinham baixo rendimento escolar.

Mais informações:
Projeto Verde Vida
Distrito de Ponta da Serra
Rua Bernardo Vieira, nº 115, município do Crato (CE)
(88) 3523.9262

Elizângela Santos
Repórter

Fonte: Matéria extraída do jornal Diário do Nordeste publicada no dia 18 de maio de 2008.

Sucessão une Macedo, Eunício e Arnon. Salviano é excluído e pode apoiar Cruz

O cenário eleitoral ganhou, nos últimos dias, contornos de definições nas três principais da Região do Cariri. Lideranças estaduais e municipais do PSDB, PMDB e PTB se reuniram para discutir uma ampla aliança nas três cidades que integram o Triângulo Crajubar (Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha). O acordo é amplo e sela entendimentos do PSDB, PMDB e PTB que passam pelas eleições municipais de 2008 e pela corrida ao Senado em 2010. As alianças de hoje são voltadas a manter apoio às candidaturas de Tasso Jereissati (reeleição) e de Eunício Oliveira ao Senado.

Os rumos das eleições no Triângulo Crajubar começaram a mudar com uma reunião entre os presidentes regionais do PMDB, Eunício Oliveira, do PTB, Arnon Bezerra, e os prefeitos de Juazeiro do Norte, Raimundo Macedo (PSDB), e do Crato, Samuel Araripe (PSDB). O acordo estaria respaldado pelo senador Tasso Jereissati. O pré-candidato do PSDB, Manoel Salviano, foi excluído das articulações e até mesmo o petebista Arnon Bezerra que alimentava o sonho de apóia-lo o deixou de lado para se integrar ao bloco pró-Raimundão.

A partir das articulações e dos acordos fechados, o PTB irá se coligar com o PSDB em Juazeiro do Norte e no Crato. Independente do resultado das convenções, o PTB sairá no apoio ao candidato tucano. A reportagem do JC apurou que, no encontro, Arnon Bezerra trabalhou o apoio do PMDB a Raimundão e Samuel Araripe. Em Crato, há ainda a possibilidade do PMDB indicar o vice de Samuel Araripe uma vez que é o ex-prefeito Walter Peixoto poderá se tornar inelegível.

Para o prefeito de Juazeiro Raimundo Macedo estão acontecendo entendimentos. “Estamos nos articulando, além de ter antes criado e estruturado 11 partidos em Juazeiro do Norte, agora estamos conversando com outras agremiações, PMDB, PDT e outros partidos, para que a gente possa fortalecer essa aliança, que nos conduza à reeleição. Para ele, é importante discutir com os partidos. “A gente tem discutido em diversas oportunidades com o deputado Eunício Oliveira e também com o ex-deputado André Figueiredo, que hoje é Secretário do Ministério do Trabalho e Emprego. Esperamos que essa conversa se concretize e possa produzir uma grande aliança para o município de Juazeiro do Norte”,afirma.

O deputado federal Manoel Salviano (PSDB), que disputará as prévias tucanas com Raimundão, se transformaria assim numa carta fora do baralho. Com esse acordo, ficará difícil para Salviano vencer as prévias. Salviano vinha conversando com Arnon e o tinha como aliado para enfrentar Raimundo Macedo na convenção do PSDB. As informações deixaram Salviano surpreso que, ao tomar conhecimento do acordão, foi procurar Arnon Bezerra. Se ficar alijado de todo o processo eleitoral, perdendo a convenção do PSDB, Salviano poderá desembarcar na candidatura de Carlos Cruz, do DEM.

Disposto a jogar todas as cartas pela reeleição, Raimundo Macedo já conta, também, com o PDT. O presidente da Executiva Regional do PDT, André Figueiredo, segundo revelações do próprio Raimundo Macedo, já convenceu o médico Lucildo Leite a desistir da disputa. Lucildo poderia até mesmo sair como companheiro de chapa de Macedo que, em contrapartida, prometeu votos para André Figueiredo se eleger deputado federal em 2010 com votos de Municípios do Cariri.

O ex-prefeito Carlos Cruz (PP), ao mesmo tempo que ver o bloco se fechando entre PMDB, PSDB e PTB, afirma que está participando de reuniões com representantes de sete partidos: PP, PT, PC do B, PSB, PDT, PRB e PMDB. De acordo com o ex-prefeito, o governador Cid Gomes (PSB) tem nesse bloco o seu candidato. Perguntado se seria possível uma dobradinha entre Carlos Cruz e Manoel Santana (PT), ele (Cruz) disse que “é possível, mas é muito difícil porque nesse bloco todos querem ser cabeça de chapa”, afirmou.

O presidente do PSDB de Juazeiro do Norte, Wilton Almeida, em conversa com a reportagem do JC, deixou claro que “até agora o critério para escolha do candidato do partido para as eleições deste ano será a convenção”. Descartou a hipótese de ser utilizada pesquisa de opinião pública para saber quem será o candidato do PSDB. ‘’Quem tiver mais votos na convenção, será o candidato a prefeito’’, expôs Almeida, ao se referir a possível disputa na convenção entre Salviano e Macedo. São 52 eleitores, sendo 20 do diretório municipal, 30 delegados e dois vereadores.

Matéria publicada na edição de 13/05/2008 do Jornal do Cariri. Deu muita polêmica, pois alguns envolvidos neste suposto acordo trataram de desmentir. Outros não.