30 dezembro 2008

DERCY GONÇALVES E O LULA DA SILVA

Dercy Gonçalves era uma atriz popular que fazia da esculhambação fator de seu sucesso. Lula da Silva é o presidente da República que buscando o sucesso esculhamba para ser popular. O que os faz semelhantes? O uso de palavrões, pois não sei se Dercy era alcoólatra. O que os faz diferentes? Dercy, a debochada, não estava investida da autoridade do mais alto cargo da República. Lula da Silva está.Pode ser que tenha se tornado politicamente correto usar palavrões. Que seja interpretado como preconceito criticar o presidente por ele esbanjar palavras de baixo calão que passam pelos tradicionais p...m, p...rra e mais recentemente o sifu. Lembre-se ainda do ponto G que o presidente brasileiro agraciou o companheiro Bush ou outros gracejos e gracinhas, ditos no auge do entusiasmo que ocorre nos palanques de onde ele só desce para viajar ao exterior. Os adornos lingüísticos com os quais Lula da Silva entremeia suas falas por sinal muito aplaudidas, talvez possam ser explicados por conta de sua origem sindical e petista. Como ele nunca sabe de nada, certamente ainda não percebeu que deve ser comportar como presidente da República e não como líder de metalúrgicos. Nesse caso, falta alguém do cerimonial ou de sua intimidade palaciana que ouse lhe dizer que não fica bem um presidente tão sem educação, tão sem compostura, tão grosseiro. Enfim, que ele não é Dercy Gonçalves nem animador de auditório e que porta de fábrica é realidade diferente de Palácio do Planalto.

Mas se algum corajoso advertir Lula da Silva sobre a impropriedade de seu comportamento, sobre a necessidade de controlar seus rompantes, provavelmente etílicos, sobre os limites entre o humor e boçalidade, poderá em troca receber um ou mais palavrões com argumentações mais ou menos assim: sou um sucesso, sou a cara do povo e como o povo fala palavrão, o que me identifica com meu eleitorado, vou continuar e ninguém tem nada com isso.

Mas será que o povo brasileiro fala tanto palavrão? Depende do lugar, como um estádio de futebol, na hora em que o juiz rouba para o time adversário. Em algum momento da intimidade familiar ou de amigos. Diante de certos transtornos do cotidiano como exclamação de contrariedade. Mas não é comum nas conversas diárias soltar o verbo diarréico. Também dele não costumam fazer uso, profissionais em geral ao se dirigir aos seus clientes ou pacientes, autoridades em cerimônias públicas. Com exceção, é claro, do governador do Paraná, Roberto Requião, que prima pela linguagem desabrida e pelo estilo truculento.

Naturalmente, alguns membros do governo Lula da Silva são seguidores do chefe. É o caso de Marco Aurélio Garcia, celebrizado por gestos obscenos. E de madame Favre ou Suplicy com seu imortal relaxa e goza. Como a primeira-dama parece ter sido agraciada com o silêncio obsequioso, não se sabe se também segue o estilo Dercy Gonçalves, mas se pode imaginar o que é ouvido nas reuniões do PT, quando cadeiradas são desferidas democraticamente No mais, os ministros de Lula da Silva têm caído às pencas por corrupção, mas não costumam falar palavrões, pelo menos em público. Alguns até podem ter pensado em algum sifu, como José Dirceu ou Palocci, mas, se pensaram, engoliram em seco.
Em todo caso, digamos que a imensa popularidade de Lula da Silva transforme seu linguajar chulo em moda. Você diria a uma pessoa: bom dia. E ela responderia: vá à m.... E assim por diante. Tudo muito natural. Tudo politicamente correto. E coitado daquele que se queixasse de quem o insultou.. O preconceituoso seria preso por crime hediondo e inafiançável. Aliás, na era Lula da Silva o correto, o certo, o elegante é quebrar escolas e bater nos professores. Invadir propriedades produtivas e destruir o patrimônio alheio. Exacerbar a violência, inclusive nas torcidas de futebol. E chic mesmo hoje em dia é ser assaltado. Morrer à espera de atendimento do SUS, de dengue ou de bala perdida, de preferência gritando um palavrão no derradeiro momento, seguido do brado viva Lula, esse grande inaugurador de um Brasil feito de mentira, de propaganda enganosa, medíocre e vulgar. Consola saber que ainda existem, brasileiros dignos. A tragédia que se abateu sobre Santa Catarina mostrou comoventes exemplos de solidariedade e de coragem da população, dos bombeiros, dos militares, de todo o país que se mobilizou para ajudar as vítimas. E se a dor dos catarinenses que perderam parentes, casas, pertences, permanece insepulta, o Estado já se levanta, reorganiza o caos, retoma o trabalho e a produção.

Enquanto isso Lula da Silva, cujo governo não agiu preventivamente em Santa Catarina para impedir a catástrofe, prossegue apenas discursando, gracejando, proferindo impropérios para o gáudio da platéia de bajuladores. Perto dele Dercy Gonçalves é santa.

Maria Lucia Victor Barbosa é socióloga.
mlucia@sercomtel.com.br


37 comentários:

  1. Os Antecessores(FERNANDOS), eram da escol, doutores e assemelhados.
    E com certeza o povo não sente saudade.

    Nélio Falcão

    ResponderExcluir
  2. Os siciólogos mostraram muito bem a sua cara, na hora de administrar, e gerir o dinheiro público.
    A autenticidade de um operário que conseguiu chegar ao poder, não precisa ser maquiada, para mostrar um semblante que não é seu, apenas para servir de fachada a determinadas regras, que dentro da falsa moral se acham necessárias.
    Imoral é fazer como determinado "Presidente", que dentro do seu cargo pagava prostituta de luxo com nosso dinheiro, para o seu deleite nas viagens ao exterior, ou cercava determinada quadra residencial em Brasília com toda pompa policial, para se nababear nos braços de uma amante de luxo, enquanto a fiel e pomposa esposa sofria sa agrúrias da traição.
    Pobre Lula, que de uma herança maldita, está conseguindo levar com louvor esse país às mãos de um sucessor, sem o estigma de uma nação falida, e fedida.
    Para um semi-analfabeto chegar até onde ele chegou, se tomasse pelo menos mais umas tres Brigadeiro,Vale do Cariri, ou Kariri com K,no mínimo, chegava a Deus.

    ResponderExcluir
  3. Elmano.

    Inicialmente meu respeito.Voce sabe o apreço que lhe tenho. Tenha certeza sou um admirador do seu trabalho em prol da cultura. O JK foi uma das personalidades mais admiradas do Brasil. Homem sabio, porem tinha a humildade de mandar o Jose Maria Alkimin escrever os seus discursos e os lia em respeito ao povo. Voce Elmano, teve sua vida toda dedicada a cultura e sabe que não fica bem um presidente da republica estufar o peito, encarar o publico e fazer um discurso deploravel. Quanto as casas alugadas para reuniões onde se faziam bacanais e dividiam dinheiro o STF está examinando se era mesmo o Antonio Palloce quem pagava.
    Um abraço amigo.

    ResponderExcluir
  4. Amigo Morais.
    Ontem, após ser tachado como um dos responsáveis por abaixar o nível do debate no caso da revista “Veja”, prometi a mim mesmo não mais postar comentários nesse blog. Mas diante dessa sua infeliz idéia de nos dar conhecimento dessa aberração, não poderei ficar calado. Lá vai:
    Eu nunca tinha lido um comentário tão preconceituoso dos tucanos quanto o dessa desconhecida "socióloga", com certeza, aluna daquele outro sociólogo que afundou o país e, Lula, o metalúrgico que fala a língua do povo com ou sem palavrões consertou o estrago que aquele sociólogo "elitista" "boçal" (em que língua vocês querem que eu fale?) e “imoral” fez, em apenas dois anos. Que adianta seguir a "liturgia" do cargo e deixar a inflação oficialmente declarada na casa dos 90% ao mês, como fez Sarney, o intelectual, o literato, tão tucano quanto essa desconhecida "socióloga”? Em modesta minha opinião, Lula entende mais da sociologia do povo brasileiro que essa enfadonha "socióloga" dos quintais da USP. Só cegos não reconhecem que o nosso país vive hoje com inflação controlada, os pobres freqüentando "shopping centers", comendo carne, almoçando e jantando todo dia, com os filhos na escola e operando computadores, às vezes com mais habilidades que nós, que temos um pouco mais de estudo, como eu vi ontem, Mayara, uma menina pobre aqui do Sítio São José, dominando a Internet e comunicações via "Orkut". Só quem não quer, desconhece que o Brasil vive hoje uma fase de crescimento, sem igual na sua história. Lula é reconhecido internacionalmente como uma das cinqüenta principais lideranças mundiais, ocupando o 18° lugar, conforme listagem publicada pela insuspeita revista americana "News Week". Não deu ainda para notar que vivemos há seis anos sem ouvir a famigerada palavra "pacote" disso ou daquilo, cujas conseqüências recaiam sempre nos bolsos da classe média assalariada, como nós? Nunca fui petista e nem votei em Lula nas suas duas primeiras eleições, votei em Mários Covas em 89, no 2° turno votei em Lula. Votei em Fernando Henrique em 1994 (ninguém é perfeito), meu maior arrependimento. Se Lula fala tantos palavrões como deseja essa pretensa "socióloga” que continue assim, conduzindo nosso país para dias melhores, quer noticie ou não a imprensa brasileira, toda ela tucana e repleta de “sociólogos” e “sociólogas” preconceituosos.

    ResponderExcluir
  5. Moraes,
    O nosso país nunca teve um momento de tanta paz e tranquilidade como a que vivemos no momento.
    O mundo se transformou, a sociedade no seu crescimento desordenado, criou uma série de conflitos que poderiam hoje ser motivo de desagregação social, e estamos conseguindo sobreviver, dentro do possível com toda dignidade.
    As diferenças entre as discusões de idéias e debates políticos, fazem parte da existência do ser humano, sem no entanto ter a necessidade nem de brincadeira, de se tornar algo de agressivo, e contundente.
    Debater, faz parde saudável do descobrimento das personalidades, e também das afinidades, quer sejam, de cunho social, ou político.
    A democracia faz parte desse conjunto, da arte de conviver.
    Um abraço afetuoso.

    ResponderExcluir
  6. Com todo o respeito, parece que alguns Sociólogos, antes dos advogados, são os seres humanos mais desprezíveis, pois achando que conhecem a verdade sobre a natureza humana, se acham deuses que podem meter o nariz aonde nem sequer entendem, sobre a vida e sobre a morte!

    Abraços,

    DM

    ResponderExcluir
  7. Meus amigos eu pensava que não ia me deparar mais com textos preconceituosos e deterministas, mas este desta Maria Lucia bateu todos os recordes de idiotice, querer culpar Lula pela catástrofe natural em Santa Catarina é brincadeira!

    Os tucanos estão mesmo desesperados com a popularidade do Homem, esse texto mostra claramente isso, e nos da uma noção do que eles inventarão para Lula não fazer seu sucessor. Fiquemos Atentos, esse tipo de "gente" não pode mais voltar ao poder!

    Saudações Geográficas!
    João Ludgero

    ResponderExcluir
  8. Meu Caro Carlos.

    No dia que voce resolver deixar de participar do Blog me avise. Serei solidario e deixarei tambem. Não vi a taxação e não sabia que o amigo estava aborrecido. A postagem veio em boa hora, serviu para trazer o seu comentario sempre muito bem fundamentado. Respeito seu ponto de visto.

    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  9. Meu Amigo Dihelson.

    O Blog do Crato, que só perde no meu conceito para Voce, está com uma ideia brilhante de fazer oficinas e treinamentos para aperfeiçoar a parte literario de seus colaboradores. Ideia brilhante. A sociologa fala do discurso chulo. Não há outra descaracterização do Presidente Lula. Ninguem deve aceitar que todos desprezem a literatura. Eu fui aluno do Jose do Vale, Vieira, e já na Faculdade da Adalgisa e Felix. Não aprendi, a culpa não foi deles, eu é que sou de cabresto e cangalha. Mas não vou aplaudir o meu jeito.

    ResponderExcluir
  10. João Ludgero.

    A Maria Lucia fala do discurso. Voce é professor e sabe que o jovem é um assemelhador do pai, do professor, do idolo, do presidente etc. O exemplo dado deve ser o melhor. Estamos vivendo epoca de cotas. Daqui a pouco teremos cotas nas faculdades para analfabetos.

    ResponderExcluir
  11. Morais,

    Esse texto aí é Antológico. Vou até reservar um espaço aqui na minha gaveta dos preconceitos para ele. Dificilmente temos oportunidade de ver a Disneylandia e textos dessa espécie...

    Ainda bem que somos uma família Unida. E Carlos Eduardo, se vc sair, o Blog fecha, meu irmão...aqui não existe negócio de sair por causa de briga de idéias não. Todo mundo é irmão.

    Aqui a gente manda o papa pra aquele lugar, manda o administrador do Blog também, mas entre mortos e feridos, todos se salvam no fim. Isso é saber participar de uma discussão. Participar sem se Melindrar!

    Abraços a todos,
    E se segurem nas cadeiras, que o Carrossel é veloz!

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  12. E Morais,

    A Idéia da Oficina de Literatura e quem encabeça a coisa toda é a Socorro Moreira, nós apenas damos o suporte, justiça seja feita. Eu posso ser chamado um dia de todo tipo de coisa ruim, mas por favor, nunca me chamem de Injusto. A Injustiça é pior até que a falsidade, pois mesmo certos falsos, podem ter atitudes louváveis às vezes e serem justos.

    Viva Socorro Moreira!

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  13. Prezado Morais,

    Realmente, FHC, o poliglota, o príncipe dos sociólogos, o professor-visitante (ou seja, professor de araque) em algumas universidades do mundo, tem alguns indiscutíveis "méritos":
    a) quebrou o Brasil SÒMENTE três vezes durante os oito anos em que, comboiado num programa do seu antecessor (o Real, do Itamar Franco) governou o Brasil; b) conseguiu a "proeza" de vender (torrar ou doar, escolham o melhor termo), o patrimônio da União, a preço de banana podre, via privatizações, quando autorizou que, para facilitar as coisas, o seu próprio nome fosse utilizado no decurso de transações mais que suspeitas (que o digam esses grandes brasileiros, Daniel Dantas, André Lara Rezende, Pérsio Arida, Mendonça de Barros, Tasso Jereissati e outros, hoje podres de rico); c) através do Sérgio Mota, (mais conhecido por
    "trator") autor e operativo de "misteriosas transações", comprovadamente negociou e "comprou" deputados federais (200mil, por cabeça), para votarem a emenda da sua reeleição (consultem o íntegro Ronivan Santiago, lá do Amazonas); d) tal qual o Renan Calheiros, foi pai fora do casamento (e a D. Ruth Cardoso morreu sem jamais perdoá-lo por isso), com a global Miriam Dutra, posteriormente exilada compulsoriamente na Espanha (Barcelona) com o herdeiro do sociólogo, o filho Thomaz, com vultosas despesas pagas ninguém sabe por quem (com uma pequena diferença: o Renan Calheiros, mesmo sendo o escroque que é, pelo menos de público reconheceu e assumiu a herdeira; FHC, não, negou-se peremptoriamente, pelo menos publicamente, a tal "desonra", dando a entender que a ex-amante era uma mulher fácil, de muitos homens).
    Sobre a presença e o comportamento do presidente Lula da Silva no exterior, no trato com as mais altas autoridades do mundo (reis, presidentes, ditadores, rainhas, o Papa e outros) ainda bem que temos a televisão para nos mostrar, ao vivo e a cores, que temos um representante equilibrado, digno, respeitado, orgulhoso do papel que exerce e, mais que isso, que sabe comportar-se com dignidade, honra e altivez (e a frustração dos radicais empedernidos antipetistas certamente reside aí: como no conceito deles o "home" é um "analfabeto" - não detentor de curso superior - esperavam alguém fraco, sem presença, titubeante, subalterno, que tremesse, se possivel mijasse nas calças e envergonhasse a nação). Quebraram a cara, mais uma vez.
    Com relação à afirmativa que o Brasil é um país feito de mentira, de propaganda enganosa, medíocre e vulgar, a colega do FHC manobra na contramão da história, já que hoje somos respeitados e invejados. Que o digam os números e a admiração de que somos alvo no mundo todo.
    Precisa de atualizar, a doutora.
    Mas... é isso mesmo, já não se fazem sociólogos como antigamente, haja vista o tom manifestamente preconceituoso da autora do artigo, ao pretender comparar o presidente Lula com a Dercy Gonçalves e, ao mesmo tempo, sugerir que todo petista e sindicalista só sabe falar palavrão e embriagar-se.
    Alfim, um lembrete: o presidente Lula da Silva, prá não renegar suas origens e tradições, gosta sim de, quando de folga, tomar sua birita, sua cachacinha, o famoso rabo-de-galo, preferencialmente tirando o gosto com buchada, sangue cozido, sarapatel ou panelada.
    Mas...será que é "só por isso" que astronômicos 93% da população (mendigos, ricos, pobres, putas, pretos, brancos, mestiços, remediados, doutores, analfabetos, cafetões, etc) o aprovam ???
    Francamente, essa doutorazinha, essa tal colega do "príncipe dos sociólogos", deveria mesmo era voltar aos bancos escolares a fim de especializar-se em argumentar com mais consistência, com melhores fundamentos.
    Quanta mediocridade !!!

    ResponderExcluir
  14. Jose Nilton.

    Aquela sua espectativa do Dantas na cadeia e Lacerda de volta a Abim está cada vez mais distante. Com o exilio do Lacerda para Portrugal foi para o alem-mar a caixa preta dos escandalos do primeiro mandato do Lula.

    ResponderExcluir
  15. So complementando nossa postagem anterior.
    Uma mostra emblemática do caráter (ou falta de) das pessoas, podemos observar aqui: de um lado, temos o paulistano, de fina plumagem, intelectual reconhecido, filho de general, pós-graduado em Sorbonne, mas incapaz de reconhecer e registrar o filho gerado fora do casamento, Thomaz, hoje um adolescente expatriado, prematuramente órfão de um pai vivo;
    de outro, o nordestino cabeça chata, sem qualquer plumagem, "analfabeto" de pai e mãe, filho de um alcóolatra, evidentemente que sem nenhuma pós-graduação formal (mas pós graduado na universidade da vida) e capaz, sim, de reconhecer e ajudar a filha gerada fora do casamento, Luriam, mãe de seus netos.
    Será que ante tais evidencias dá prá avaliar, mensurar, ou ao menos imaginar o caráter (ou a falta de) de figuras tão díspares ???
    Cartas,comentários ou desabafos -
    se possível com argumentos consistentes, educados e reais, por favor - para o BlogdoCrato.

    ResponderExcluir
  16. Amigo Jose Nilton.
    Lurian é aquela que na eleição do Collor causou um grande estrago provocando uma derrota inesperada por mim. A civilização do Brasil se modernizou. Pra sorte de Lurian que hoje compra nos Estados Unidos uma peça de ouro por 35 mil reais o com cartão coorporativo.

    ResponderExcluir
  17. Prezado Morais,

    Você esquece que o Daniel Dantas foi condenado, embora não preso, e por isso perdeu a "primaridade"; como existem outros processos (no plural mesmo) contra ele e o digno Juiz Fausto de Sanctis é quem vai emitir o despacho final, a tendência é que, por não ser mais primário, o "coitadinho" seja devidamente enjaulado. A não ser que o Gilmar Mendes e seus comparsas dêem um jeito de mudar a Constituição.
    Com relação ao Paulo Lacerda, houve apenas uma jogada tática; com o tempo a coisa tende a regularizar-se.

    ResponderExcluir
  18. Dihelson,

    Mandei um comentário sobre o artigo e não foi postado.
    Houve algum problema ou fui bloqueado?
    Mesmo assim, o Blog não perderá este leitor assíduo.
    "CARPE DIEM" e forte abraço.

    Nélio Falcão

    ResponderExcluir
  19. Prezado Morais,

    Com todo o respeito que lhe devotamos, falta consistência ao seu argumento; essa questão do cartão corporativo já foi veiculada à exaustão e nada, absolutamente nada, foi provado; ao contrário, caiu até no ridículo quando a VEJA (sempre ela) tentou incriminar um ministro por ter pago uma tapioca com o dito-cujo.
    Já esse negócio de peça de ouro de 35 mil tá mais prá revista de fofocagem, prá colunista social que tem titica de galinha na cabeça e nada de sério prá divulgar. Não entre nisso, prezado.

    ResponderExcluir
  20. Nelio,

    Seus textos estão publicados.
    A questão da publicação dos comentários é que os Autores do Blog podem postar diretamente sem passar por mim. Todos os outros, convidados e comentaristas só tem seus comentários após eu liberar um por um. E como eu também sou filho de Deus, tenho direito a dormir, não tinha visto que já tinha outros comentários para serem liberados.

    Normalmente eu durmo de dia e fico acordado de noite. Se o comentário fosse publicado de madrugada, haveria muita chance de eu ter visto logo.

    Mas aí estão todos publicados. A única censura aqui são para palavrões, anonimatos e agressões pessoais. Todo o resto é liberado.

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  21. Gente,

    Que bom que iremos ter muito assunto quando nos encontrarmos por ocasião da Oficina de Literatura em janeiro, e dos encontros na residência do Roberto jamacaru, onde haverá um LUAU, e no Café Estação...

    Vou ficar caladinho, só ouvindo as estórias e histórias do meu Brasil varonil... rs rs

    Abraços,

    DM

    ResponderExcluir
  22. Nelio. Eu não sinto. Com a sua mensagem mentirosa o mesmo povo que o elegeu saiu as suas para sua derrubada.

    ResponderExcluir
  23. Jose Nilton.

    Num momento intenpestivo, o Brizola desabafou: Para ser presidente da Republica o Lula pisa no pescoço da Mãe. O que o Lula é capaz de fazer para se manter presidente? Na CPI do mensalão o Deputado Eduardo Paz do PSDB do Rio disse para todos verem e ouvirem: Comentando sobre a compra da tal joia da Lurian. Este governo é uma quadrilha e o Presidente Lula é o seu chefe. Um ano depois o Eduardo deixa o PSDB e foi para o PMDB ser candidato a prefeito do Rio. O Lula foi ao palanque, segurou pelo braço e pediu votos juntos com o PT. Essa historia de ser nordestino, não justifica, já tivemos 9 presidentes do nordeste. Saiba o que disse o Jose Graziano antecessor do Marco Aurelio Garcia CHAVES na secretaria especial do Governo: Temos que gerar emprego para os nordestinos no nordeste, porque se eles vierem para cá teremos que andar de carros blindados. Uma boa referencia nossa. Vou parando por aqui. Um Ano Novo de Paz e saude.

    ResponderExcluir
  24. Ao Elmano Pinheiro, por quem tenho uma amizade de nordestino dos bons. Respondo a pergunta feita em outro local. Quantos nordestinos foram eleitos pelo voto? Não sei informar. respondo como uma outra pergunta: è mais digno ser presidente do Supremo Tribunal Federal, assumir a presidencia da republica, exercer o mandato com honradez como o cearense de baturité Jose Linhares ou ser eleito com a maior votação da historia como Janio Quadros e renunciar seis mezes depois. Ser Eleito pelo voto popular como o Collor e pouco tempo depois ser impedido pelo mesmo povo de governar. Um Abraço Elmano. Um ano novo com todas as bençoes que voce e sua familia merecem.

    ResponderExcluir
  25. É um privilégio para nós que somos de uma geração mais recente assistir a esse embate de Gigantes, que tendo cada um, uma história de vida, nos trazem um conjunto de argumentos sólidos, na visão de cada um.

    Aqui, interessam mais os argumentos do que quem vence o debate.

    Creio que se mantivermos esse espírito em mente, estaremos aprendendo bastante com cada argumento apresentado.

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  26. Dihelson.

    Cometi um erro sem perdão quando não citei a Socorro Moreira, a grande amiga do Blog e que prepara com todo carinho do mundo o encontro da familia blog do Crato. Pra ela um ano novo de paz, saude e muita poesia.

    ResponderExcluir
  27. Morais,

    Se você puxar um pouco pela memória há de lembrar que tal afirmação do Brizola contemplou o então candidato Collor de Mello; o gracejo que ele usou para com o Lula foi que "seria difícil engolir um sapo barbudo desses".
    A propósito, dizem que a política é a arte de engolir sapos; e é exatamente o que faz o Lula, atualmente. Lembre-se que ele "esteve" deputado federal por uma legislatura e poderia muito bem ficar na dele, com reeleição garantida "ad infinitum", embolsando os cerca de cem mil reais (ou mais) que, ao final do mês, cada um deles recebe (um absurdo). E o que fez o Lula ??? Cumpriu seu mandato e teve a dignidade de de lá sair porque se tratava de um ambiente repleto de "picaretas", não era a dele.
    Veio para o executivo, sofreu três derrotas até conseguir, finalmente, chegar lá.
    Agora, chegar é uma coisa, mudar a cultura entranhada no sistema político brasileiro é uma outra bem diferente.
    E aí você tem que aprender a "engolir sapos", a conviver com pessoas que você abomina. Por que ??? Porque senão você não governa. Por que ??? Porque em algumas votações, prá aprovar algum projeto do governo, têm-se que obter quorum de 2/3 de votos do total, noutra votação metade mais um, noutra 3/5 do total, e assim por diante. E aí é preciso fazer concessões, torna-se necessário "negociar", submeter-se ao que lhe é imposto pelos "picaretas", compor sua "base de apoio".
    Quando se vai conseguir mudar isso ??? Quando houver vontade política... do parlamento, ou seja, da cambada de "picaretas".
    Eles vão algum dia fazer isso ???
    Difícil, não ???
    Ou, então, quando o povo conscientizar-se do poder do voto e passar a eleger pessoas dignas, comprometidas com a seriedade, com a decência, com a coisa pública.
    Difícil, não ??? Coisa prá gerações.

    ResponderExcluir
  28. Dihelson,

    Por indevida, peço a gentileza de não postar a minha última mensagem(dirigida à A. Morais).
    Relendo a mensagem dele, confesso que interpretei erroneamente o sentido da mesma.
    Ademais, verificando posteriormente de quem trata-se, vi que o A. Morais é simplesmente o Morais que foi Gerente do BIC há algum tempo atrás; época em que morei no Crato e sei que é uma pessoa bastante educada, incapaz de desmerecer os seus semelhantes.
    Ele, na realidade, concordou com o meu comentário.
    Assim, peço desculpas pelo mal entendido.

    Nélio Falcão

    ResponderExcluir
  29. Caro Morais,

    É exatamente isso.
    A mentira tem pernas curtas(já diziam os nossos avós).
    O povo foi simplesmente enganado/iludido.
    E aquela conversa de caçar marajás...
    E aquelas privatizações...

    Nélio Falcão

    ResponderExcluir
  30. Amigo Moraes,
    Em primeiro lugar,Um Ano Novo coberto de bons alvitres para você e família, e toda família bloguiana.
    Quanto ao nosso bate papo:
    Ser Presidente do Supremo sendo o Beira Mar de plantão, depois de massacrar os pobres funcionários públicos na AGU, cassando-lhes todos os direitos pleitiados, seu melhor espaço seria no Tourão, atendendo visitas íntimas.
    Ser Presidente como o José Linhares o foi, é cumprir o papel dentro da investidura que todos brasileiros esperam, da pessoa que assume o mandato.
    No caso do Janio, as forças ocultas que até hoje vagueiam nos porões do serviço público, corroem em qualquer governo, o sonho coletivo de milhões de eleitores.
    O Collor foi vítima da sua própria camarilha, que na ganancia de criar um patrimônio pessoal, não respeitaram limites, e o povo sabiamente, dentro do seu direito, exigiu a mudança que achava ser a correta.
    Governar Moraes, é a arte de engolir sapos, e vomitar marimbondos.
    A sociedade não aguenta mais cabrestos, e veja no exemplo na Universidade de Brasília, onde os alunos derrubaram um Reitor, e destruiram um esquema montado com raízes implantadas na época da ditadura.
    Se na época daquela propalada derramada de dinheiro a bordo de um helicóptero na véspera de uma eleição,por um coronel de plantão,
    alguém tivesse tido a coragem de
    denunciar, o Crato não estaria chorando o leite derramado, implorando alguma migalha que sobrou do Juazeiro.
    Levando vida de caramujo, é muito dificil conseguir vislumbrar um horizonte.
    Um abraço mais do que fraterno.

    ResponderExcluir
  31. Meu caro Ze Nilton.

    Desculpe-me a minha franquesa. Não tenho procuração da Amanda Teixeira para defende-la mais voce foi grosseiro e deselegante com ela no seu comentario. existem varios verdades e a sua verdade só poderá ser defendida com o respeito pela verdade alheia.

    ResponderExcluir
  32. Elmano.

    Nós dois conhecemos um pouco das proezas da politica. Quando o Maluf e o Flavio Marcilio derrotaram Andreaza e Divaldo Suruagy na convenção do PDS os descontentes migraram para os braços de Tancredo. O STF respondeu a uma consulta do eminente deputado mineiro Israel Pinheiro sobre o Fidelidade, aquela que sob seu regime elegeu os presidentes desde 1964. O STF decidiu contrario a fidelidade e o caminho estava aberto para ser criada a nova republica com Sarney na vice e a cambada: Hugo Napolião, Jose gripino, Antonio Carlos Magalhaes, Divaldo Suruagy e Guilherme Palmeira, Adauto Bezerra, Marco Maciel,Albano Franco, Jorge Bonrausen, Aureliano Chaves, Abreu Sodre, Laudo Natel, Olavo Setubal, esse conloio era aplaudido pela população como nunca visto. Por azar morre Tancredo e deu no que deu. Voce sabe o custo que teve esses apoios. Se um dia eu lhe encontrar, pessoalmente posso informar algumas dessas negociações.

    ResponderExcluir
  33. Moraes,
    Como homem de operação na campanha do Andreazza, representando uma empresa de propaganda para a qual trabalhava, acompanhei de perto o submundo da política.
    Prostitutas de luxo realizando desejos dos mais variados estilos de alguns parlamentares do baixo e alto clero. Acordos financeiros para futuras eleições. Acomodação em cargos especiais para apadrinhados, e grandes proprietários de currais eleitorais, e mais uma gama de oferendas e trocas, por um voto que definisse a candidatura.
    O que se viu foi essa omelete que você já se referiu.
    O preço que se paga pela proximidade do poder, é muito alto e desgastante. Criar uma blindagem para não se contaminar, é um exercicio diário de de alto custo. Quando acontece encontro de prefeitos e vereadores no Planalto, a lembrança que se tem, é daquela imagem das nossas festas do interior, com os caminhões carregados de raparigas, que naquela época faziam a festança e o deleite da matutada.
    O amadurecimento e o encaminhamento para uma população mais esclarecida talvez não seja uma utopia nas mudanças políticas e sociais que esse país sonha.
    Por enquanto vamos marolando nas nossas prosas, e interessantes pseudo divergências.

    ResponderExcluir
  34. Estimado Morais,

    Antes de tudo, os votos honestos de um 2009 explendido para você e família.
    Com relação à nossa réplica à postagem da Amanda Teixeira, apenas complementamos o que o Dihelson havia iniciado no bloco anterior, ou seja (..."Prezada Amanda, de onde você é, e de onde você fala ?" ), e aproveitamos a oportunidade para apresentar números e situações fáceis de serem comprovadas.
    Ou não é verdade que o presidente Lula da Silva tem sua administração e forma de governar aprovadas por 93%(NOVENTA E TRÊS POR CENTO) da população brasileira (conceitos ótimo, bom e regular), contemplando todas as classes sociais ???
    Ou não é verdade que 64% dos que cursam nível superior no Brasil aprovam a atuação do presidente "analfabeto" ???
    Ou não é verdade que entre os 100 líderes mais influentes do mundo o presidente Lula da Silva ficou em 18º (décimo oitavo ) lugar, segundo uma das principais revistas americanas, a Newsweek ???
    Ou não é verdade que milhares de pobres migraram da classe D para a classe C e, hoje, além de uma mesa relativamente farta, com produtos outrora inacessíveis, têem acesso também a bens duráveis que jamais imaginaram ???
    Ou não é verdade que tanta desinformação e alheamento da Amanda é deveras preocupante ???
    Agora, deixar que alguém que se pretende esclarecida
    tripudie sobre os demais, só mesmo usando as palavras do Dihelson
    "...essa forma de falar tripudiando em cima dos moradores do interior, pairando acima dos mortais quando julga o pensamento "interiorano" se colocando na posição de julgar os vivos e os mortos, me lembra muito aquele outro cara lá do CaririCult chamado Maurício Tavares, é algum parente seu ?
    Saiba que moramos no interior por escolha, por desertar da Capital para uma vida plena, e não por ignorância, tão simplesmente para não ficar como alguns, à mercê, morrendo na vazante das marés..." (palavras do Dihelson).
    Ante o exposto, indagamos-lhe: onde fomos "grosseiro,
    deselegante e mal educado", como você sugeriu ??? Quer dizer que temos que oferecer a outra face depois da primeira agressão ??? Desculpe-nos, mas não comungamos com isso.
    Boas Festas, esperamos conhece-lo pessoalmente dentro em breve.

    1:09 PM

    ResponderExcluir
  35. Jose Nilton.

    Não conheço o Mauricio Tavares. Não acesso o cariricult. Vejo com frequencia o Blog do Crato. Acabei sendo deselegante com o Amigo, coisa que não costumo fazer. Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  36. Nelio.

    Não sei o que o amigo mandou excluir. Não sei o que dizia. O que vier de voce aceitarei com humildade, afinal sou primo da sua mae Almira e fui amigo do seu Pai. Há 30 anos sua mae me deu uma foto de Santo Expedito que guardo até hoje. Ele é meu protetor. Um abraço do parente e amigo.

    ResponderExcluir
  37. Morais,

    Não foi nada que o depreciasse.
    É que após uma leitura rápida do seu tópico a mim dirigido, escrevi que fiquei confuso perante a sua resposta.
    Posteriormente, ao reler os comentários, atinei para o que você realmente escreveu e também quem era você.
    Com um abraço fraterno do parente, desejo um feliz 2009 para você e familia.

    Nélio Júnior

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.